Magno Magalhães esclarece parceria entre governos para implantação do Centro de Oncologia em Caxias

10.8.17
A unidade que tratará dos pacientes com câncer na região mais uma vez foi pauta na Câmara Municipal. O assunto foi levantado pelo vereador Magno Magalhães (PSD), na sessão de segunda-feira (7), dando ênfase na parceria entre os governos municipal e estadual para a implantação da unidade oncológica em Caxias.

Por base em informações colhidas com a secretária municipal de Saúde, Socorro Melo, o vereador explicou que o Município ofertará quimioterapia no centro oncológico e o Estado, por meio do Hospital Macroregional, dará o suporte, já que a UTI do Hospital Geral ainda não está concluída, o que foi acordado em conversa entre o prefeito de Caxias, Fábio Gentil, o secretário de Saúde do Estado, Carlos Lula.

Magno Magalhães estranhou a abordagem de alguns meios de comunicação em relacionar a abertura do serviço de oncologia ao Estado. “Há setores da mídia local e estadual que querem fazer com que haja uma briga entre Estado e Município por conta de um serviço que sabemos que é vital para a nossa região. Conforme o SUS, a gestão plena fica a cargo do Município e não do Estado, e não pode haver serviços concorrentes. Como agentes públicos, temos que esclarecer ao público”, disse.

O presidente da Câmara, o vereador Catulé (PRB), parabenizou o discurso de Magno Magalhães. “Como sempre, preocupado com os assuntos da saúde. De forma que, essa Casa lhe parabeniza por essa e outras intervenções preciosas”.

A líder da oposição, a vereadora Thaís Coutinho (PSB), concordou com Magno Magalhães quanto à responsabilidade municipal pela saúde plena, no entanto, a parlamentar questionou “como pode ter uma responsabilidade de cuidar de paciente oncológico quando o mínimo não está fazendo”.

Mais

Na sessão, Repórter Puliça (PRB) parabenizou os diretores do Hospital Macroregional por atenderem uma denúncia apresentada pelo vereador. Segundo o parlamentar, a fossa da unidade de saúde jogava dejetos no Riacho da Pampulha. “Eu fiz a denúncia e com três dias que voltei, o problema estava sanado. Não foi um serviço de primeira, mas melhorou muito”. (Da Assessoria)

0 comentários:

Postar um comentário