JÁ ERA PREVISTO – Sequelas da crise de abstinência faz ex-mensalinhos da Prefeitura de Caxias enxergarem até visagens

3.8.17
RIDÍCULOS / Ex-mensalinhos tentam encontrar falhas em todas as ações do prefeito Fábio Gentil

Conforme previsto pelo blog na postagem “CHORO DOS DESESPERADOS - Viúvas de Léo Coutinho tentam reconstruir (artificialmente) fatos negativos do passado no governo Fábio Gentil”, publicada em 11/07 (reveja aqui), as consequências da crise de abstinência que devasta os ex-mensalinhos do grupo Coutinho iria provocar danos consideráveis na capacidade de discernimento da turma.

Pois é, chegando no 8º mês da administração Fábio Gentil, o que se vê nas redes sociais, e amplamente amparado pela TV recalque (Sinal Verde), é uma infinidade de bobagens difundidas sem um mínimo de lógica e bom senso contra a administração Fábio Gentil.

Como conheço a fundo o modus operandi da antiga mensalada, pois os combato há muito tempo, na postagem de 11 de junho previ que eles iriam tentar repetir com Fábio, embora artificialmente, todos os dissabores vividos pelo ex-prefeito Léo Coutinho e escrevi: “Alguns desocupados, que só pensam em botar novamente as mãos nos cofres da Prefeitura de Caxias, estão tentando repetir, artificialmente, os mesmos dissabores vividos por Léo Coutinho para tentar criar um clima favorável a eles e com isso animar a antiga mensalada”. Na mesma postagem de 11 de junho, continuei: “Pensam que, se deu certo contra o governo anterior, certamente dará certo contra o atual. Uns bobocas. São incansáveis e capazes de tudo, inclusive pagar pessoas para repetir com Fábio, embora artificialmente, os inúmeros vexames vividos por LC. Não adianta: fatos criados artificialmente só servem para satisfazer mentes doentias e reanimar meia dúzia de ex-mensaleiros. Podem ter pequenas vitórias para comemorar, mas as baixarias que estão plantando só vão servir mesmo pra animar o papo na mesa de bar da “turma” nos finais de tarde.”

Bem, alguém pode até imaginar que tenho bola de cristal, mas é que pela minha experiência nos bastidores do mundo da política consigo entender vários aspectos do caráter das pessoas que circulam nesse meio.

A última da vez veio da forma mais absurda e ilógica possível. Na festa do aniversário de adesão de Caxias, animada pelo cantor Wesley Safadão, a antiga mensalada tentou, logicamente sem sucesso, alardear a existência de uma suposta vaia para o prefeito Fábio Gentil durante o evento. Volto ao ponto do que previ em 11 de junho: “Não adianta: fatos criados artificialmente só servem para satisfazer mentes doentias e reanimar meia dúzia de ex-mensaleiros.” Fui preciso na minha análise, não é mesmo?

A festa do aniversário de Caxias na última segunda-feira, dia 1º, foi a maior já vista na cidade. O sucesso do show, que contou com um público de dezenas de milhares de pessoas (o prefeito e o secretário de Infraestrutura avaliaram em 70 mil, e o cantor Wesley Safadão, em 90 mil), surpreendeu a todos os presentes e deixou a antiga mensalada em pânico.

Os aplausos recebidos pelo por Fábio Gentil quando anunciou o cantor e quando foi chamado por ele no meio do show, foi demais para as mentes doentias que sobraram da antiga mensalada.

Os membros do grupo Coutinho, que a cada dia veem esse grupo ficando cada vez menor, ficaram em polvorosa com o resultado da festa promovida pelo prefeito.

Pensavam eles, os ‘líderes’ do grupo, que o choro e o berro diário nas redes sociais, amparados pelo jornalismo decadente e cada vez mais ridículo da TV recalque, iria ser o suficiente para convencer a população caxiense de que o prefeito era merecedor de vaias, igual aquelas que Léo Coutinho recebia em todos os grandes eventos em que seu nome era anunciado.

Voltando a postagem do blog do dia 11/07, retratei a diferença entre o ex-prefeito e o atual e os motivos que separavam o sentimento da população entre um e o outro. “Mas existe uma grande diferença entre o passado e o presente: naquele período o prefeito era fraco, sem carisma, os recursos estaduais eram abundantes e a incompetência reinava. Hoje o prefeito é carismático, tem amor pela cidade, está presente e atento aos reclames da população, é incansável e consegue fazer uma gestão, mesmo abandonado pela gestão Flávio Dino, bem melhor que a anterior em todos os sentidos.” Começo a achar que mereço um pouco de crédito nas minhas análises dessa turma.

Mas não tem jeito. Crise de abstinência combinada com cerveja resulta em loucura. 

Já ex-mensalinho, que não consegue superar a ‘barreira’ de 400 brisa$ de Matões, consegue ver até visagens nas ruas da cidade.

Afirmar e sustentar que o prefeito recebeu vaias na festa do aniversário da cidade é o cúmulo do absurdo.

Mas o que esperar mesmo das consequências de uma severa crise de abstinência?!

São inconsequentes e irracionais quando se colocam a expor o sentimento de frustração e recalque que estão vivendo.

Como é triste ver ex-mensalinho agonizando em rede social.

E o pior dessa crise de abstinência é que somente a volta ao poder resolve, o que está cada vez mais difícil de acontecer.

Tadinho dos ex-mensalinhos...

1 comentários:

  1. Sabá, bom dia! Ajuda agente aqui na COHAB faz uma semana que não realizam a coleta do lixo, a situação esta insuportável, obrigada pelo o apoio.

Postar um comentário