CHORO DOS DESESPERADOS - Viúvas de Léo Coutinho tentam reconstruir (artificialmente) fatos negativos do passado no governo Fábio Gentil

8.6.17
Na crise de abstinência em que vivem, as viúvas de Léo Coutinho cometem as mais absurdas insanidades nas redes sociais. Quem observa as publicações compartilhadas no Facebook pelos ex-mensalinhos, pensa logo que o caos vivido na gestão Léo Coutinho, continua, só que, nem de longe, calamidades como o infanticídio ocorrido aqui no passado, existem mais.

Exemplo maior que a saúde do município não existe.

Sem receber os convênios do governo do Estado para garantir atendimento da macro região, onde os repasses passavam de R$ 2 milhões mensais para manutenção da Maternidade Carmosina Coutinho e da Unidade de Pronto Atendimento - UPA, o governo Fábio Gentil tem garantido o atendimento sacrificando outras setores da administração.

Para se ter uma ideia, no mês de março deste ano, com a realização de centenas de cirurgias, não houve um único óbito na maternidade caxiense, um dado que exemplifica bem a correta gestão do município que deu uma resposta aos arautos do caos que vivem na busca frenética por defuntos nos hospitais da cidade.

Os buracos nas ruas, além de incomodar os condutores, também fazem a alegria dos ex-mensaleiros. Na ânsia de criticar, a antiga mensalada esquece que as ruas esburacadas que são motivos de festa e foguetes, na sua grande maioria, foram asfaltadas por Léo Coutinho no segundo semestre do ano passado. Na pressa para tentar se reeleger, o ex-prefeito fez um serviço imprestável e que não resistiu as primeiras chuvas, logo, o primeiro culpado trata-se do (ir)responsável pela obra. Mas para ex-mensalinho não interessa quem fez ou deixou de fazer, ou melhor, todo buraco é culpa única e exclusiva do prefeito. 

Tem viúva de Léo Coutinho que até inventou uma tese de que, "só por que eu votei no ex-prefeito eu não posso criticar por que estou com dor de cotovelo?", repetem os caras de pau nas redes sociais, botando a vergonha embaixo do tapete quando morreram centenas de inocentes bebês na Carmosina Coutinho, que no governo anterior ficou conhecida nacionalmente como a "maternidade da morte", e por conta de uns trocados, esse bando de hipócritas calou a boca e fugia de debater o assunto quando o choro das mães ecoava em todo o Brasil via câmeras da TV Record e do CQC .

Os animais soltos nas ruas, uma crítica que fiz a exaustão no governo Léo Coutinho, e que o arquivo do blog não me deixa mentir, é uma das grandes 'armas' que uma ala de ex-mensalinhos tenta explorar como algo gravíssimo. Que esses animais livres nas ruas é algo inaceitável, não tenho como discordar, mas, ao contrário do governo anterior, que fechou os olhos para o tema, a gestão Fábio gentil está atenta para o problema e, segundo o diretor do CCZ, o órgão está providenciando o veículo e o local para a guarda dos animais que serão recolhidos até a manifestação dos respectivos donos, o que é uma demonstração de atenção as demandas da sociedade..

Aliás, parece que os 'cabeças' do que restou do grupo Coutinho vivem a pesquisar o arquivo do Blog do Sabá para tentar reprisar no atual governo tudo o que foram alvo no passado.

Vários temas abordados aqui no blog entre 2013 e 2016 norteiam as ações da 'turma' nos primeiros meses da gestão Gentil.

Mas existe uma grande diferença entre o passado e o presente: naquele período o prefeito era fraco, sem carisma, os recursos estaduais eram abundantes e a incompetência reinava. Hoje o prefeito é carismático, tem amor pela cidade, está presente e atento aos reclames da população, é incansável e consegue fazer uma gestão, mesmo abandonado pela gestão Flávio Dino, bem melhor que a anterior em todos os sentidos.

Alguns desocupados, que só pensam em botar novamente as mãos nos cofres da Prefeitura de Caxias, estão tentando repetir, artificialmente, os mesmos dissabores vividos por Léo Coutinho para tentar criar um clima favorável a eles e com isso animar a antiga mensalada.

Pensam que, se deu certo contra o governo anterior, certamente dará certo contra o atual. Uns bobocas.

São incansáveis e capazes de tudo, inclusive pagar pessoas para repetir com Fábio, embora artificialmente, os inúmeros vexames vividos por LC.

Não adianta: fatos criados artificialmente só servem para satisfazer mentes doentias e reanimar meia dúzia de ex-mensaleiros.

Podem ter pequenas vitórias para comemorar, mas as baixarias que estão plantando só vão servir mesmo pra animar o papo na mesa de bar da “turma” nos finais de tarde.

A realidade mesmo só virá nas urnas em 2020.

Até lá, os gritos dos desesperados só vai aumentar.

Como grita a turma da abstinência...

0 comentários:

Postar um comentário