Bastidores & bastidores

7.8.17
Presa fácil I
O noviço em candidatura (pré-candidatura), Magno Chaves, está se misturando com figuras nada recomendáveis do submundo da política caxiense. Inexperiente a perder de vista, o empresário está sendo presa fácil para conhecidos ‘artistas’ da terra. Figuras desprezadas e/ou expurgadas por políticos locais estão fazendo a fe$ta no escritório do jovem aprendiz de político.

Presa fácil II
Inexperiente, Magno Chaves está caindo na lábia de qualquer um que se apresente como ‘entendido’ da política local. Seu escritório de trabalho já foi batizado de “comitê dos excluídos” dada a quantidade de pessoas nada recomendáveis que transitam por aquelas bandas.

Mas nem tão fácil assim...
Apesar de inexperiente, Magno Chaves já viu seu ‘staff’ político ficar menor. O conhecido “Pila”, que mesmo sem votos ainda consegue posar de ‘liderança’, já tirou o time de campo do escritório do empresário. Pila, para quem não conhece, é o mais enigmático cabo eleitoral de Caxias, pois ninguém consegue decifrar o que ele quer e nem para onde ele vai nas disputas políticas locais. Acredita-se que nem mesmo ele sabe para onde ir.

Ajuda, ai!
Apesar da inexperiência dos bastidores da política caxiense, Magno Chaves tem (ou teria) a seu favor a colaboração do seu primo, Ronaldo Chaves. Ex-vereador e atualmente pré-candidato a deputado estadual, Ronaldo Chaves nunca permitiu que espertalhões fizessem parte do seu grupo de apoiadores em Caxias, pois conhece cada um com a palma da mão. Apesar de conhecer bem “essa turma”, Ronaldo não tem se preocupado em dar umas “dicas” para o primo. Por que será?

Sucesso de Wesley safadão
O sucesso do show do cantor Wesley Safadão na comemoração do aniversário de Caxias deixou a antiga mensalada atordoada. Sem pode criticar o sucesso absoluto da festa, ex-mensaleiros afirmaram que o prefeito Fábio Gentil foi vaiado nas duas vezes que usou o microfone. A bobagem não tem sentido, pois se tivesse sido vaiado quando anunciou o cantor, logicamente não teria discursado quando o artista lhe chamou no meio do show. Fábio foi aplaudido pela maior público em um evento já feito na cidade.

Safadão em Matões
O show do cantor Wesley Safadão no aniversário de Matões será usado pelos antigos mensaleiros da Prefeitura de Caxias como uma suposta redenção do grupo Coutinho na região. Como logicamente será um grande show, a TV recalque, e o aliados desesperados da família Coutinho, irão tentar fazer um paralelo com a apresentação na princesa do sertão. Logicamente, irão alardear que lá o sucesso será/foi muito maior, bem como o público, que na contagem da Polícia Militar de Flávio Dino, ultrapassará a quantidade vista em Caxias.

Carisma de Ferdinando Coutinho
Não se surpreendam se ouvirem dos antigos mensaleiros que o sucesso de público no show de Wesley Safadão em Matões será por conta do ‘carisma’ do prefeito Ferdinando Coutinho. Como todos sabem, crise de abstinência provoca delírios de todo tipo.

0 comentários:

Postar um comentário