O mesmo PSDB que vetou candidatura de Castelo ao Senado, agora indica Pinto para a suplência…

4.7.14
Castelo foi humilhado dentro 
de seu próprio partido
Já confirmada, a indicação do deputado federal Pinto Itamaraty (PSDB) para a primeira suplência de senado, que terá como candidato o vice-prefeito de São Luís, Roberto Rocha (PSB), tem um desfecho [articulado por Flávio Dino] que impôs uma rigorosa e traumática humilhação ao tucano e ex-prefeito da capital, João Castelo (PSDB).

Isso porque pressionado por Rocha e por Flávio Dino, o PSDB vetou a candidatura de Castelo ao Senado, que liderava as pesquisas de intenções de votos em todos os cenários levantados, e hoje resolveu indicar Pinto como o suplente de Roberto Rocha, que perdia a disputa para Castelo.

Ex-governador do Maranhão, ex-senador da República, ex-deputado federal e ex-prefeito de São Luís, João Castelo foi barrado pelo comando da sigla, que preferiu atender a interesses pessoais de um grupo que sobrevive da chamada expectativa de Poder.

Castelo foi traído pelo comando do PSDB, foi traído pelo deputado Neto Evangelista – que votou contra o seu nome na reunião da Executiva -, e foi traído por Pinto Itamaraty, que agora surge como um nome de consenso para a suplência de senador.

Humilhado pelo seu próprio partido, o tucano nutre hoje desprezo a Flávio Dino e à turma que inviabilizou a sua candidatura ao Senado. Em resumo, teve a sua candidatura – com reais chances de eleição -, trocada por uma indicação de suplência.

Magoado, Castelo sente-se com a honra ferida. E não é para menos… (Do blog do Ronaldo Rocha)

0 comentários:

Postar um comentário