Pesa mais de 300 kg - Jovem caxiense sofre com problemas de obesidade e família pede ajuda

22.7.14
Até certo tempo atrás o jovem Ronaldo Rodrigues, 25 anos, levava uma vida normal. Costumeiramente ele era visto ajudando o irmão em uma banca de camelô montada próximo aos Correios. Ele gostava de passear de moto, curtir os finais de semana com os amigos e claro, trabalhar. Hoje, isso não pode mais acontecer.

Ronaldo sofre de Obesidade Mórbida. Ele que pesava cerca de 140 Kg, hoje está com mais de 300 Kg e impossibilitado de andar, ou sair de casa em busca de ajuda.

A Obesidade mórbida ocorre quando o peso de uma pessoa ultrapassa o valor 40 no índice de massa corporal. Essa disfunção atinge 35% da população adulta no Brasil. A doença pode ser relacionada a diferentes problemas no ser humano, cuja gravidade pode colocar a vida do paciente em risco.

Por causa dos seus mais de 300 Kg Ronaldo apresenta um quadro de inchaço (edema) muito grave no corpo e muita musculatura em massa magra, o que significa dizer que seu problema está mais suscetível a pressão contida no corpo que acaba prejudicando a circulação sanguínea.

Por conta da gravidade da doença o jovem vive praticamente deitado em uma cama de casal. Ele sente dificuldade para respirar. Até mesmo para fazer necessidades fisiológicas depende da ajuda da mãe, dona Terezinha. Outra preocupação é para que as lesões não transformem em necroses.

Ronaldo diz que já buscou atendimento na rede pública de saúde do município, mas, reclama que o máximo que recebeu foram doses de dipirona e não há leitos apropriados para este tipo de caso, o que fez com que ele retornasse para casa à espera de um milagre.

Mesmo com a obesidade, a última vez que tentou andar, Ronaldo acabou fraturando o pé. Para que ele fosse levado para o HGM, foi montada uma uma megaoperação, com viaturas do SAMU e Corpo de Bombeiros, cerca de 12 pessoas para socorrê-lo por conta do peso.

O rapaz mora com a mãe e o pai que é cadeirante em uma casa alugada na Rua Santa Luzia, no bairro Tamerineiro, em Caxias e agora a única maneira de manter-se vivo é com a ajuda da sociedade por que os Poderes Públicos até o momento não se mobilizaram a favor da questão.

A mobilização gira em torno da solidariedade das pessoas. Quem se mostrar interessado em ajudar o rapaz devem entrar em contato pelo telefone (99) 8144-7649. Ronaldo no momento necessita de uma cama nova, lençóis, produtos de higiene pessoal, pomadas para assaduras, talco, cestas básicas para manter a família e de algum profissional de saúde que possa intervir no caso. (Fonte: Mano Santos/Portal Noca)

0 comentários:

Postar um comentário