Sebrae e prefeituras de Duque Bacelar e Caxias firmam parceria para implantação de Educação Empreendedora em escolas dos municípios

22.3.18

Em Duque Bacelar, serão sete escolas, sendo três delas na zona urbana e 4 na zona rural do município. Já em Caxias, a escola que receberá o projeto piloto do município será a UIM Antenor Viana Junior, beneficiando cerca de 600 alunos.

Reunião definiu escolas que serão atendidas pelo JEPP em Duque Bacelar

Educação Empreendedora agora fará parte da grande curricular de algumas escolas das cidades de Duque Bacelar e Caxias. A disciplina será desenvolvida por meio do programa Jovens Empreendedores Primeiros Passos- JEPP. O programa, proposto pelo Sebrae Nacional, faz parte do Plano Nacional de Educação Empreendedora (PNEE) e visa disseminar a cultura empreendedora no Ensino Fundamental, fazendo que crianças e adolescentes desenvolvam habilidades e comportamentos empreendedores.

A implantação da educação empreendedora nos municípios de Duque Bacelar e Caxias é resultado de uma articulação da superintendência do Sebrae Maranhão, por meio do diretor superintendente, João Martins, junto às prefeituras municipais, com execução da unidade regional do Sebrae em Caxias.

De acordo com o diretor superintendente, o Sebrae tem buscado parcerias com diversas instituições de ensino e prefeituras municipais para que possa ampliar o alcance do Plano Nacional de Educação Empreendedora (PNEE) no Maranhão. “O comportamento empreendedor deve ser estimulado, uma vez que se trata de um saber essencial para a inserção no mercado de trabalho. Também entendemos que é uma forma de mudar a realidade das pessoas”, ressalta Martins.

Em Duque Bacelar, a parceria foi firmada em uma reunião recentemente no município. Participaram do encontro a  coordenadora estadual de Educação Empreendedora do Sebrae Maranhão, Raissa Amaral, o gestor de projetos do Sebrae Maranhão, Stênio Pinheiro, a secretária de educação, Lúcia Oliveira, a Agente de Desenvolvimento Local (ADL), Samara Leal, além de diretores e coordenadores de escolas que serão atendidas pelo programa.

Na cidade, o JEPP será implantado no segundo segmento do programa, que atende turmas do 5º ao 9º ano. Serão sete escolas, sendo três delas na zona urbana e 4 na zona rural do município.

“O Sebrae entende que ao abordar o tema na escola estamos preparando esses alunos para o futuro, uma vez que os mesmos são potenciais empreendedores. Já temos um resultado muito significativo em Timon, e agora vamos expandir o programa também para outros municípios. As escolas receberão todo o acompanhamento do Sebrae durante o desenvolvimento do programa”, explicou o gerente regional do Sebrae em Caxias, Cesar Guimarães.

Em Caxias, a implantação do JEPP também já foi confirmada. Raissa Amaral e Stênio Piheiro se reuniram com a secretária municipal de Educação, Ciência e Tecnologia, Ana Célia Damasceno, o coordenador de Indústria e Comércio, Expedito Motta, diretores e professores. A escola que receberá o projeto piloto do município será a UIM Antenor Viana Junior e atenderá cerca de 600 alunos.

Segundo a secretária, adotar uma metodologia de Educação Empreendedora nas escolas públicas municipais é um grande desafio. “Com uma educação empreendedora o estudante tem a chance de fazer acontecer, ser criativo, inovador e criar as melhores maneiras na resolução dos desafios impostos pela sociedade. Acreditamos em uma educação para o futuro, na qual se pode aproveitar toda a potencialidade dos educandos, professores, pais e comunidade, para tornarem-se empreendedores de sucesso”, disse a secretária.

Ana Célia Damasceno destacou ainda como o programa poderá beneficiar a comunidade onde a escola está inserida. “Objetivamos proporcionar aos alunos, pais e professores e ainda à comunidade local, o desenvolvimento humano paralelo ao empreendedorismo no interior das escola, não focados em bases econômicas do termo, mas, efetivamente, na priorização das pessoas”, acrescentou.

Implantação
No primeiro momento de implantação do JEPP o Sebrae desenvolverá capacitação de 45 horas, com os professores das escolas atendidas nos municípios. Os encontros terão o objetivo despertar nos professores uma nova forma de ser educador e de obter novos resultados.

Serão discutidos os dois eixos temáticos norteadores do programa: Comportamentos Empreendedores e Passos do Plano de Negócio. Os professores colocarão em prática os assuntos abordados, como a criação de produtos, elaboração de projetos de marketing e vendas, dentre outras ações, que mostram a aplicabilidade do JEPP em sala de aula.


Sebrae e Prefeitura de Caxias definem escolas para implantação do JEPP


Após a capacitação, a disciplina começará então a ser aplicada na sala de aula com os alunos. A expectativa é que a metodologia comece a ser desenvolvida no mês de Abril em Caxias; e no segundo semestre letivo no município de Duque Bacelar.

Mais sobre o JEPP

O programa faz parte do Plano Nacional de Educação Empreendedora (PNEE) e atinge crianças e adolescentes de escolas públicas e privadas, do 1º ao 9º ano do ensino fundamental.

No Maranhão, o Sebrae tem seguido a orientação nacional do sistema, que tem como um dos seus pilares de atuação no estado a educação empreendedora. Para tanto, a partir de 2016 a instituição ampliou a execução do PNEE promovendo e disseminando a educação empreendedora do ensino fundamental ao superior, com projetos específicos para cada nível da educação formal.

“A educação empreendedora é uma iniciativa decisiva para criar condições de acesso ao emprego e geração de renda pelo trabalho. O Sebrae já vinha realizando ações pontuais dentro do PNEE, como o Jovens Empreendedores Primeiros Passos (JEPP), com turmas em Bacabal, Timon e Santa Inês. A partir de 2016 ampliamos as nossas ações de educação empreendedora incluindo também escolas do Ensino Médio e isso é um avanço dentro das estratégias da área de educação no Sebrae”, afirma o diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins. 

Além de disseminar a cultura empreendedora, o programa incentiva a busca pelo autoconhecimento, novas aprendizagens, além do espírito de coletividade.

Para participar do programa a Secretaria Municipal de Educação ou instituição de ensino interessada em atuar com o JEPP para com seus estudantes, deve procurar o Sebrae mais próximo para negociar a parceria e a realização da capacitação dos professores, que tem duração de 45 horas e pode ser dividida para o 1º e 2º ciclo do ensino fundamental. (Da Assessoria)

0 comentários:

Postar um comentário