O Corso, o carnaval, Léo Barata e os erros e acertos da cultura em Caxias

28.2.14
A César o que é de César / Léo Barata se
esforça para mostrar resultados
O vereador licenciado e atualmente secretário de Cultura do município de Caxias, Léo Barata, tem sido alvo de muitas criticas sobre sua gestão frente a uma das pastas de maior visibilidade de uma administração.

Mas quais os erros e os acertos de Léo Barata em pouco mais de um ano como secretário de Cultura? Léo Barata é inoperante? Não tem criatividade? Não tem o perfil para o cargo?
Não sou juiz e muito menos dono da verdade, mas, como comunicador, devo e tenho o direito de fazer minha análise a respeito dos muitos questionamentos na área que organiza os principais eventos do calendário festivo de nossa cidade.

Entre todas as dúvidas e indagações que fazem sobre Léo Barata como secretário de Cultura, ninguém, digo ninguém mesmo, tem o direito de dizer que o mesmo não é esforçado para conseguir sucesso na condução da Secretaria de Cultura de Caxias.
Léo organiza vários eventos paralelos as tradicionais festas de carnaval, natal e festejo junino.

“Baratinha” desdobra-se para obter destaque em todos os eventos que se propõe a fazer.
Agora mesmo no carnaval, lá está ele organizando concurso de marchinhas, carnaval em bairros e o primeiro Corso da história do município.

No natal vimos ele se virando “nos 30“ na organização de diversos eventos tentando abrilhantar as festas de fim de ano.
A inovação tem sido uma marca na sua passagem pela Cultura de Caxias. Se o resultado não agrada a todos, paciência, pois a sua parte, acho que ele faz.

Dia desses vi na coluna do jornalista Jotonio Vianna (Jornal Pequeno) que o pai do secretário, o ex-deputado João Afonso Barata, estaria insatisfeito com a permanência do rebento no comando do setor na administração. O ex-deputado afirmara que a pasta não tem recursos para o bom andamento da mesma e que, sem autonomia financeira, pouco se poderia fazer para que um bom trabalho pudesse ser visto.

Do alto da sua experiência na política, o ex-deputado foi ao “X” da questão: a Secretaria de Cultura de Caxias não tem autonomia financeira e suas ações são tocadas de acordo com a boa vontade do prefeito Léo Coutinho.

Léo Barata pensou um carnaval diferente. A folia seria concentrada na Avenida Alexandre Costa com trios elétricos e bandas de renome. Seria uma forma inteligente de prender os foliões na cidade, haja vista que a juventude caxiense procura outras cidades para brincar o carnaval justamente pelo apelo que uma folia puxada pelo calor dos trios elétricos proporciona. O prefeito Léo Coutinho teria vetado essa idéia inovadora de Léo Barata por temor de aumento da violência num carnaval fora do Parque da Cidade.

Acredito que se a Secretaria de Cultura tivesse autonomia própria e recursos previamente alocados no orçamento anual da Prefeitura, teríamos eventos com mais brilho, pois o esforço de Léo Barata está na cara de todos. Só não enxerga quem não quer.

10 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    Ate q ele é esforçado mas...

  1. Anônimo disse...:

    Reconheço que o Léo Barata vem se virando nos trinta.É notório isso..Agora falar que é o melhor carnaval do interior do Maranhão? Na minha opinião só banda ultrapassada..E PIOR,A PRINCIPAL AVENIDA DE CAXIAS EM ENFEITES FRACOS EM UM PORTE SIM E CINCO NÃO É LAMENTÁVEL...Obs: Votei em vc na ultima eleição se fosse hj não votaria mas..
    Ass:Jovem Morador do Bairro

  1. Anônimo disse...:

    Primeiro Corso da história do município?! Baratão sabe que não.Quem sabe história de Caxias, sabe que não. Quem viveu os anos sessenta e setenta aqui, sabe que não. Tinha até participação de caminhões com as "meninas" dos cabarés como do Cabaré da Duquesa e outros, com participação de senhores nos caminhões como do "bon vivant" Sr José Maria Machado...

  1. Anônimo disse...:

    Se eu fosse o Léo Barata, faz é tempo que Eu tinha largado essa bomba ai... do jeito que vai, sem recurso, não tem boa vontade que der jeito.

  1. Anônimo disse...:

    Tha, tha, tha para o Secretáaaaario! tha, tha, tha como é bom Bailar... (trecho da música de Elis Regina)

  1. Anônimo disse...:

    Eu acredito em Léo. O Conheço na palma da minha mão. Sei de suas qualidades e sonhos. Ele tem grandes planos para alavancar o Turismo e a Cultura. Ultimamente, tenho conversado com Ele cotidianamente e aconselhado a pensar duas vezes: Voltar para o inferno da Câmara Municipal, ou se quiser ficar na Cultura, tem que por o Pé na parede e de fato, deixar a educação de lado e peitar o Prefeito, ou terá sua reeleição comprometida. - Acompanhando o pensamento do Ex Deputado Barata, que está extremamente preocupado com o futuro do filho/herdeiro politico. Vamos ver como vi sair esse carnaval... Seja o que Deus quiser...

  1. Anônimo disse...:

    tbm concordo muito com vc sabá...muito esforçado, trabalho perto dele , não trabalho na prefeitura mais é perto e vejo todo o esforço dele....

  1. BF STÚDIO disse...:

    Concordo plenamente com você sabá, se com o Léo tá dessa forma, que é uma pessoas que gosta muito da cultura, imagine outro secretário...

    quero aki parabenizar toda equipe da cultura pelo belo trabalho, e esforço

  1. Anônimo disse...:

    O é verdade q o vencedor do corso trabalha na cultura.

  1. Anônimo disse...:

    É não... o vencedor do Corso foi a caminhonete UM Canto pela Paz, que tinha a frente da organização o Edilson da COHAB, vestido de Papa Francisco kkkkk

Postar um comentário