Governo do MA investe mais de R$ 450 milhões em obras na área da Saúde

18.11.16
Hospital de Caxias

Com o investimento de R$ 450 milhões aplicados na área da saúde, o Governo do Maranhão tem beneficiado milhares de maranhenses em diferentes regiões do estado. Os recursos foram concentrados em prioridades como construções, reformas, ampliações, adequação de hospitais e de Centros de Especialidades Médicas, além da implantação de serviços de hemodiálise. As obras, executadas pela Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra), contribuem no processo de reestruturação da rede estadual de saúde.

Segundo o secretário de Estado da Infraestrutura, Clayton Noleto, é gratificante colaborar na execução das obras na área da Saúde. “São ações consistentes determinadas pelo governador Flávio Dino, obras que contribuem de forma significativa para a melhoria da qualidade de vida das pessoas fazendo com que os serviços de saúde sejam ampliados e cheguem a todas as regiões do Maranhão”, frisou Clayton Noleto.

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, destacou que os investimentos resultam em impactos positivos na vida de quem mais precisa. “Com a reestruturação da rede estadual de saúde, estamos ampliando o alcance do atendimento, oferecendo serviços de qualidade à população maranhense. Nosso objetivo é mudar um cenário do passado, quando o acesso ao atendimento de qualidade era privilégio de poucos, agora todos os maranhenses terão acesso a serviços de qualidade”, ressaltou.

O Hospital de Imperatriz tem capacidade mensal de 3.480 
internações, além 15 mil exames de análises 
clínicas.Foto: Divulgação
Dentre as obras mais expressivas estão as construções de hospitais em Caxias, Pinheiro, Imperatriz e Santa Inês, além da reforma do Hospital Dra. Laura Vasconcelos, em Bacabal. Mais de R$ 90 milhões foram investidos nas obras que beneficiam mais de 142 municípios maranhenses.

O Governo está investindo, ainda, na construção do novo Hospital do Servidor, em São Luís. A unidade vai possibilitar um incremento no atendimento médico aos servidores públicos. A conclusão da obra, no valor de R$ 49.917.415,27, com 12.613,31 m² de área construída, está prevista para dezembro de 2017. Localizada nas proximidades do Hospital Carlos Macieira, a unidade de saúde terá 108 leitos de internação geral, 20 leitos de UTI, 4 leitos de isolamento, além de 4 salas de cirurgia.

Reforma e ampliação

O Governo também está realizando obras de reforma e ampliação de hospitais. A iniciativa vai facilitar o acesso ao atendimento e uma oferta maior de serviços. Em Coroatá, por exemplo, o hospital, que atende outros 85 municípios, contará com mais 50 leitos. Na Região Sul do estado, as obras do Hospital Regional de Balsas também estão em andamento. Serão mais 50 leitos disponíveis para atender a população. A conclusão da obra, executada com recursos próprios, está prevista para 2017.

Além das reformas, o poder público estadual também está ampliando serviços, como os de atendimento às pessoas com doença renal crônica, com a implantação de Centros de Hemodiálise em municípios como Pinheiro, Chapadinha, Coroatá, Imperatriz, São José de Ribamar e São Luís.

Hospital Dra. Laura Vasconcelos (Bacabal)

A unidade de saúde atende a população de Bacabal e municípios vizinhos com atendimento de Urgência e Emergência em clínica médica, cirúrgica e ortopédica, Unidade de Terapia Intensiva Adulto, enfermagem, nutrição, fisioterapia, serviço social e psicologia. Também são oferecidos à população serviços de apoio, diagnóstico e tratamento como tomografia, análises clínicas, exames de radiologia, ultrassonografia, eletrocardiografia e agência transfusional.

Hospital Macrorregional Dra. Ruth Noleto (Imperatriz)

O Hospital de Imperatriz tem capacidade mensal de 3.480 
internações, além 15 mil exames de análises 
clínicas. Foto: Divulgação
Com 116 leitos, a unidade atende mais de um milhão de pessoas de 37 municípios da Região Tocantina e áreas vizinhas. Aos pacientes são oferecidos atendimento regulado em clínica médica, cirurgia geral, unidade de terapia intensiva adulto, fisioterapia, fonoaudiologia, serviço social, psicologia, farmácia, serviço de nutrição e dietética. O serviço de apoio ao diagnóstico abrange análises clínicas, exames de radiologia, ultrassonografia, agência transfusional, ecocardiograma, tomografia, eletrocardiografia, colonoscopia, endoscopia digestiva, diálise (paciente interno), biópsia de próstata e anatomia patológica.

Hospital Regional Dr. Jackson Lago (Pinheiro)

Hospital de Pinheiro garante consultas e exames de mamografia 
para Baixada Maranhense. Foto: Divulgação
Na Baixada Maranhense, são oferecidos os serviços de cirurgia, clínica médica, nefrologia, oftalmologia, anestesia, gastroenterologia, pediatria, cardiologia, ginecologia e oftalmologia. A população conta, ainda, com Serviço de Apoio de Diagnóstico, com laboratório, tomografia, Raio X, ultrassonografia, mamografia, endoscopia e serviços de oftalmologia.

Hospital Macrorregional Dr. Everaldo Aragão (Caxias)

Hospital de Caxias: cirurgia de mama. Foto: Divulgação
O hospital recebe os pacientes encaminhados de 26 cidades, oferecendo atendimento médico-hospitalar em cirurgia geral e ortopédica, cirurgia plástica reparadora, cirurgia vascular, clínica médica e biópsias. A unidade oferece também serviço de apoio de diagnóstico e terapia, com laboratório, radiologia, ultrassonografia, tomografia, endoscopia, eletrocardiograma, dentre outros, além de consultas especializadas em neurologia, proctologia e urologia.

Hospital Macrorregional Dr. Tomás Martins (Santa Inês)

Hospital de Santa Inês. Foto: Divulgação
Localizado na região do Vale do Pindaré, o hospital oferece à população laboratório de análises clínicas, ultrassonografia, eletrocardiografia e agência transfusional. Na área hospitalar, são realizados atendimentos com leitos regulados em dois tipos de clínica médica e pediátrica, cirurgia geral e ortopédica e na Unidade de Terapia Intensiva Adulto. Também são oferecidos serviços de enfermagem, fisioterapia, fonoaudiologia, serviço social e psicologia.

Hospital do Servidor

Nos serviços de urgência e emergência, serão dois leitos de estabilização, seis leitos infantis de observação e 12 adultos. No ambulatório, os servidores terão à disposição 40 consultórios para atendimento médico e odontológico. Haverá, ainda, dez salas específicas para exames de Raio-X, tomografia, coleta de amostras para análises em laboratório, endoscopia e colonoscopia, ECG, ecocardiograma, mamografia, ultrassonografia e teste ergométrico.

2 comentários:

  1. GOSTEI DA MATÉRIA, BEM FEITA PARA UM ASSESSOR DE IMPRENSA DO GOVERNO DO ESTADO ESTÁ BOM. PORÉM O HOSPITAL MACRO REGIONAL EM CAXIAS É DA ADMINISTRAÇÃO DE ROSEANA SARNEY, QUE FOI OBJETO DE OUTRAS MATÉRIAS SOBRE O MESMO.

  1. claudio saba disse...:

    Caro Arimatéia, não sou e nunca fui assessor de imprensa do Governo do Estado. Quanto a dizer que o Hospital Regional de Caxias é da administração de Roseana Sarney, não entendi a afirmação e muito menos quanto a dizer que foi objeto de outras matérias. Qual o sentido de suas colocações?!

Postar um comentário