Cinismo não vale, Flávio Dino…

11.12.13
Da coluna Estado Maior*

Um dos gestos mais elogiados em política é a capacidade de adversários superarem distâncias e se aproximarem sem abrir mão do que dizem e pensam.

No contrapeso, o gesto mais criticado em política é um adversário mudar subitamente o seu discurso e querer transformar adversário em aliado, apostando que o simples discurso de loas vai superar todas as diferenças como num passe de mágica.

No segundo caso está a explicação para a reação indignada do vereador Dr. João Damasceno (PSL) à postura claramente artificial do pré-candidato comunista ao Governo do Estado, Flávio Dino, que fez rasgados elogios ao ex-prefeito João Castelo (PSDB), tentando assim atrair o apoio do ex-governador ao seu projeto político e eleitoral.

De uma hora para outra trocou os ataques violentos a Castelo, passando a elogiá-lo como “um grande líder”.

Diante da opereta ensaiada pelo pré-candidato comunista na direção do líder tucano, Damasceno reagiu classificando as declarações do comunista:

– Isso é puro cinismo - disparou, em tom indignado.

O vereador do PSL não faz qualquer concessão e reafirma o que disse em qualquer circunstância.

Ele acompanha de perto o cenário político de São Luís, conhece as diferenças que separem João Castelo de Flávio Dino e acha vergonhoso o que Dino tenta fazer, traindo até a confiança do seu principal suporte na Ilha, o prefeito Edivaldo Júnior.

– Temos o direito de mudar, mas não o de sermos cínicos - disse João Damasceno.

*Publicada no jornal O Estado Maranhão

0 comentários:

Postar um comentário