Unidade de Zoonoses registra novo ataque de raposa em Caxias

11.10.19


Agentes de endemias podem ser informados sobre novos ataques de 
raposas. — Foto: Reprodução/TV Mirante

Segundo o órgão, um gato e um cachorro foram vítimas do ataque. Com o caso, sobe para 18 o número de registros de ataques de raposas no município.

A Unidade de Vigilância de Zoonoses de Caxias (UVZ) registrou mais um ataque de raposa na zona rural da cidade. De acordo com o órgão, um gato e um cachorro foram atacados pelo animal.

Com o novo registro, sobe para 18 o número de registros de ataques a humanos e animais domésticos, sendo sete ataques a humanos e 11 em animais domésticos. Segundo a UVZ, morcegos hematófagos, que se alimentam de sangue, podem ser os responsáveis pela transmissão da raiva para as raposas.

“A raposa é uma vítima, o vilão dos ataques é o morcego hematófago que contém o vírus da raiva e está transmitindo para animais silvestres. Se nós não tomarmos as medidas certas, teremos um problema urbano”, disse Natanael dos Reis, coordenador da UVZ/Caxias.

Morcegos hematófagos podem ser os transmissores do vírus da 
raiva para as raposas. — Foto: Reprodução/TV Mirante
Em uma propriedade da zona rural, as autoridades só souberam dos ataques 20 dias após o ocorrido. Os agentes da UVZ pedem que as comunidades que registrarem novos ataques avisem as autoridades, já que a informação é fundamental para dar agilidade no combate à raiva. Os casos podem ser avisados até mesmo aos agentes de endemias, que visitam as comunidades rurais todos os dias.

“Nós pedimos as comunidades, à população em geral que nos deixem informados de todos os casos que acontecer. Porque nem todas as vezes a gente obtém uma informação de forma precisa e em tempo hábil. Quando a população se preocupa em repassar essas informações para nós, então fica bem mais fácil da gente correr atrás e resolver o problema”, explica Luís Medeiros, agente de endemias.

(Fonte: G1 MA)

0 comentários:

Postar um comentário