DESELEGANTE - Cleide Coutinho agride Fábio Gentil na tentativa de desviar o foco de defecções no seu diminuto grupo político

18.10.19

Em nota enviada ao blog do John Cutrim na noite desta quinta-feira, 17, a deputada estadual Cleide Coutinho assina um texto com palavras ofensivas ao prefeito de Caxias, Fábio Gentil. Na nota, a deputada usa palavreado chulo contra o gestor caxiense tentando desqualificar os comentários feitos por Gentil ao blogueiro durante encontro em São Luís.

Justificando a nota grosseira contra o prefeito caxiense, Cleide perdeu as estribeiras devido as declarações de Fábio na manhã de ontem (quinta-feira,17), de que o acordo tentado entre os grupos políticos, com vistas as eleições do próximo ano, teria a ex-vereadora Cláudia Coutinho como candidata a vice-prefeita de Caxias e que o processo de escolha do candidato do grupo Coutinho não será feito através de pesquisa. “Na minha visão isso já foi definido e não essa pesquisa que vão fazer”, disse Fábio Gentil ecoando o que este blog já abordou e que todos em Caxias já sabem: não será um candidato do ‘grupo’ Coutinho, mas da família Coutinho, no caso, a hoje vereadora Taís Coutinho.

Ora, a subida nas tamancas da deputada surge no momento em que um dos pré-candidatos do seu cada vez mais diminuto grupo político, 'tirou o time de campo'. Na noite de ontem (17/10) o empresário Constantino Neto declarou ao blog do jornalista Jotonio Vianna, que será candidato a prefeito e está fora da estratégia do grupo Coutinho, onde pleiteava a indicação, podendo ser essa nota divulgada em blogs uma tentativa de desviar o foco nesse momento de nervosismo no grupo oposicionista poucas horas após informação da defecção de um dos seus membros.

Entre as grosserias da nota rasteira da deputada, até declarações atribuídas ao prefeito Fábio Gentil, de que o mesmo teria oferecido a vaga de vice-prefeito ao grupo Coutinho por estar cansado de supostas chantagens do ex-prefeito Paulo Marinho em “dividir os recursos municipais”, mostram o grau de desespero que toma conta daqueles que o povo de Caxias, cansado de tantos escândalos, disse não em 2016.

A tentativa de dar crédito a estratégia da pesquisa eleitoral a validar a escolha do nome que será lançado como candidata a prefeita, que todos em Caxias sabem que será a vereadora Taís Coutinho, soa como ridículo.

Para surpresa de zero pessoas, a nota assinada pela deputada serviu, além de mostrar o destempero reinante por aquelas bandas, que o bom e velho instituto de pesquisas Amostragem será usado para apontar o escolhido entre os pré-candidatos, demonstrando o estágio de credibilidade que se encontra a diminuta oposição em Caxias.

É sempre bom lembrar que o Instituto Amostragem é o mesmo que, em 2016, apontou uma vantagem de 10 pontos percentuais para Léo Coutinho faltando menos de 48 horas para a eleição.

Não tendo nada mais a oferecer aos caxienses, só resta a grosseria e o linguajar impróprio para alimentar blogs e animar os minguados apoiadores nas redes sociais.

Se faltando 1 ano para a sucessão municipal o grupo Coutinho age dessa forma, o que esperar após o início da campanha eleitoral em meados de 2020?

0 comentários:

Postar um comentário