Câmara Municipal de Caxias realiza sessão especial alusiva ao Setembro Amarelo

8.10.19

Vereador Magno Magalhães requereu a solenidade com o intuito de alertar e promover o debate sobre o suicídio e suas possíveis causas.

A Câmara de Vereadores de Caxias realizou, na noite desta segunda-feira (7), uma sessão especial alusiva ao Setembro Amarelo, mês de prevenção ao suicídio.

"O suicídio é um assunto extremamente preocupante. Durante todo o mês de setembro houve campanhas com várias ações na nossa cidade no sentido de prevenir e orientar a comunidade para esses casos, que têm crescido", lembrou o vereador Ximenes (PR) na abertura do evento.

O vereador Magno Magalhães (PSD) requereu a solenidade, tendo como convidados a psicóloga Auxylyadora Magalhães, o presidente do Centro de Estudo Espírita Chico Xavier, Carlos Denilson, e o pastor Raimundo Gomes, com o intuito de alertar e promover o debate sobre o suicídio e suas possíveis causas.

"Não tem como falar de prevenção do suicídio sem tratar das questões relacionadas às doenças mentais. E como não somos também só matéria, somos mente, corpo e espírito, achamos por bem convidar também representantes das principais religiões do município", explicou Magno Magalhães.

Auxylyadora Magalhães alertou para o isolamento através do mundo cibernético, a falha no olhar para o outro, a ausência de afeto e apego, e o acolhimento de pessoas em estado de depressão.
Para Carlos Denilson, quando se busca ajuda de psicólogo, psiquiatra ou religioso, se busca a paz interior. "A gente vive como se não fosse morrer e morre como se não tivesse vivido", acrescentou.

"Quando ouço profissionais de todas as áreas abordando esse tema, procuro não ignorá-los, procuro ouvi-los e acabo entendendo que no meio de tantas informações podemos colher muitas verdades", observou Raimundo Gomes.

A vereadora Thaís Coutinho (PSB) e o vereador Edilson Martins (PSDB) elogiaram a sessão proposta e sugeriram ampliar a discussão acerca do tema, devido o número alarmante de casos de suicídio do município. (Da assessoria)

0 comentários:

Postar um comentário