CAMPANHA E A BOA POLÍTICA

23.5.19

Por Chico Leitoa

Votei na seção 407 no Colégio Aluízio de Azevedo. Ao chegar ao local, um casal se preparava para sair numa moto e o homem se dirigiu a mim dizendo: votei em todos os candidatos de vocês. E completou: a gente tem que votar é em quem cuida da gente e da cidade como vocês estão fazendo.

De manhã cedo tinha recebido um telefonema de um amigo ilustre me pedindo o número do Rafael afirmando que votaria nele em homenagem à nossa lealdade inclusive na política.

Em Timon, foram submetidos à avaliação além dos ganhos da população nas várias áreas, dois métodos: o nosso, que se fundamenta nas teses do fortalecimento de grupo e na participação da população no processo político como exercício de cidadania e os métodos dos outros grupos que a cada eleição apresentam um time diferente e repetem as práticas de contratar “militantes” pagos por dia ou por semana, normalmente financiados por endinheirados de outros lugares, submetendo grupos de pessoas necessitadas, ao constrangimento de levantar bandeiras de alguém que não têm qualquer identificação, numa disfarçada compra de votos. No final conseguem algum resultado, pois acabam criando vínculos, mas sem a menor consistência e muito menos a possibilidade de fortalecer grupo. Na outra eleição eles voltam e as práticas se repetem, mas os parceiros normalmente vão mudando.

Saímos da competição com o resultado mais positivo possível. Além de manter a ética, nossos candidatos foram os primeiros colocados, com números expressivos, foram eleitos: Flávio Dino com 50.746 votos e Roseana com 13.915, uma vantagem de 36.831 votos para o governador. Para o Senado, Weverton teve 41.052 votos contra 24.620 votos de Alexandre Almeida (candidato da terra), ou seja, uma vantagem de 16.432 votos para o candidato apoiado pelo nosso grupo. Para Deputado Federal, nosso candidato Bira do Pindaré obteve 14.689 votos contra 10.000 do segundo colocado. Para Deputado Estadual, numa disputa local, Rafael Leitoa saiu das urnas com 26.794 votos contra 16.791 da segunda colocada Socorro Waquim, ou seja, uma vantagem de 10,003 votos.

Enfim, uma manifestação declarada da população que estar a aprovar os governos municipal e estadual, concebeu e aprovou a maneira correta de fazermos política e o modelo de fazermos campanha, sem pagar ninguém pra levantar bandeiras ou fazer boca de urna, (onde até os fiscais sempre foram voluntários) ou abastecer centenas e centenas de carros e motos, promovendo filas enormes nos postos de gasolina, em geral com despesas não declaradas.

No dia seguinte da eleição, um amigo que veio de Brasília e participou ativamente da campanha em favor de um parente, por telefone me disse: parabéns pelo resultado, a campanha de vocês só se viu nas urnas...

Saiu fortalecido o grupo liderado pelo Prefeito Luciano que mais uma vez optou por uma campanha limpa e faz opção pela boa politica.

Timon, outubro de 2018

- Chico Leitoa é engenheiro, ex-deputado e ex-prefeito de Timon

0 comentários:

Postar um comentário