Desabafo e constrangimento – Maestro revela situação de abandono da Banda Lira Municipal em meio a cerimônia na Câmara de Vereadores

25.5.15
Na manhã desta segunda-feira, 25, a Câmara Municipal de Caxias homenageou a professora Auredulce Alves Silva Milanez com o título de cidadã caxiense. Partiu do vereador Catulé a homenagem.

Com uma relevante folha de serviços prestados à educação do município, a condecoração dada a ela faz jus a sua trajetória de vida.

Várias autoridades e personalidades caxienses se fizeram presentes na cerimônia, com destaque para a Irmã Clemens, diretora do Colégio São José, instituição de ensino em que a professora Aureadulce Milanez dedicou boa parte de sua vida, além de membros da Academia Sertaneja de Letras, colegas de sala de aula, amigos e familiares .

Depoimentos de vereadores que foram alunos da homenageada, assim como a leitura da sua biografia faziam o brilho da manhã de segunda-feira na Câmara Municipal.

Mas eis que entra em cena o inusitado.

O evento que contava ainda com a presença da Banda Lira Munincipal, teve aí a sua surpresa.

Quando convidada a tocar o Hino Nacional e o Hino do município, o maestro da banda pediu um minuto de atenção dos presentes.

Mesmo sem utilizar o microfone, o maestro, a plenos pulmões, desabafou sua angústia e sua revolta. “Quero pedir às autoridades aqui presentes, em especial aos vereadores, que olhem pra situação de abandono em que se encontra a Banda Lira caxiense”, desabafou o maestro, que era ouvido em silêncio pelo público.

Atônitas, as autoridades olhavam atentamente para o relato do maestro. “Não temos apoio de ninguém do município”, continuou ele. “A banda de Música de Caxias pede socorro”, desabafou.

Com exceção da presidente da Câmara Municipal, Ana Lúcia Ximenes, todos os presentes bateram palmas num sinal de respeito e consideração as reivindicações do maestro da Banda Lira Municipal de Caxias.

Apesar do constrangimento, o evento transcorreu normalmente em seguida.

Embora não estando presente, o prefeito Léo Coutinho, com o abandono que proporciona a tradicional Banda de Música da cidade, acabou sendo o protagonista do evento.

E que protagonista...

4 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    "Uma vergonha... mas com o secretario que se tem na cultura, não é de se esperar outra coisa, a não ser a falência da CULTURA CAXIENSE. A vereança ele não exerceu dignamente honrando os votos que o elegeram, por incompetência ou por ter recebido oferta, oportunidades mais significativas do que os votos dos iludidos caxienses que o elegeram?"

  1. Anônimo disse...:

    Nobre maestro o senhor não desabafou mais sim pronunciou a verdade desde tempos imemoriais onde nesta cidade é feita a política dos corruptos e mentirosos todas as classes de trabalhadores que compõe o funcionalismo publico tem sofrido o mau que se chama abandono triste mais verdade. Tomara que não lhe demitam nobre maestro!

  1. Anônimo disse...:

    naõ só a Banda está em abandono mais tudo em caxias que se refere a responsabilidade do municipio.

  1. Anônimo disse...:

    Mas como a Presidente A. Ximenes ia bater palmas se ela como mole 140, pilas livre, livre?

Postar um comentário