“Farinha pouca, meu pirão primeiro”! Governo Léo Coutinho recupera rua de faculdade do prefeito em tempo recorde

30.4.14
Trabalho rápido / Trecho da rua em frente 
a Facema já está “um tapete”
Em meio ao bombardeio de reclamações que recebe todos os dias nas ruas e também nas redes sociais por conta da sua caótica administração, o prefeito de Caxias, Léo Coutinho, resolveu começar a trabalhar pela cidade em uma das principais reclamações: a buraqueira feita nas ruas por conta da substituição da rede de distribuição de água.

Este blog nunca abordou ou criticou a existência desses buracos porque entende que, apesar dos transtornos causados, a causa é nobre, pois visa acabar com a falta d’água na cidade após a troca da antiga encanação que leva o precioso líquido às residências.

Mas fazendo um trabalho de formiguinha, e que deixa muito a desejar na recuperação das vias danificadas, o governo Léo Coutinho agiu rápido, e muito bem, diga-se de passagem, na recuperação da Rua Aarão Reis, exatamente no trecho que compreende a Faculdade de Ciências do Maranhão – Facema.

Ali, o asfalto colocado nesta semana é uma maravilha e mais parece um tapete.

Para quem não sabe, a Facema tem o ex e o atual prefeito como sócios.

O blog do jornalista Décio Sá (in memoriam) trouxe em reportagem do dia 15 de janeiro de 2011, cópia do contrato de constituição da empresa celebrado no dia 8 de junho de 2006 e registrado na Junta Comercial do Maranhão em 16 do mesmo mês, onde Leonardo Barroso Coutinho aparece como dono de 60 mil cotas, ou seja, 2/3 da empresa. Já no 1º aditivo de alteração da sociedade, feito no dia 23 de novembro de 2006, Leonardo vende 30 mil cotas para o então prefeito de Caxias e tio, Humberto Coutinho (veja documento abaixo).
Documento de 2006, no início da carreira de procurador, Léo Coutinho 
já era um homem rico (imagem: arquivo blog do Décio Sá)

Na época, ainda um procurador em começo de carreira, Léo Coutinho já era rico e tornou-se sócio do gigantesco empreendimento.

Criticado impiedosamente nas redes sociais por conta dos buracos deixados após o trabalho de substituição da rede de distribuição de água da cidade, é bom que os caxienses reconheçam a sensibilidade do prefeito para com o empreendimento seu e de sua família.

Não chega a ser muita coisa para o dia a dia da comunidade, mas diante do desastre que é a atual gestão, já é alguma coisa, afinal de contas, “farinha pouca, meu pirão primeiro”.

1 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    tem algo errado ai , tem nao?
    em 2006 facema nem existia ainda

Postar um comentário