Espetáculo grotesco ! Exposição de veículos acidentados provoca revolta em amigos e familiares de vítimas em frente ao prédio da Delegacia de Polícia Civil de Caxias

10.12.13
Curiosos tiram fotos numa cena corriqueira nos dias
após qualquer acidente com vítima fatal em Caxias
A dor de quem perde um ente querido vítima de acidente automobilístico fica nas boas lembranças e na falta que a pessoa faz.

Fotos retratando momentos da vida dessa pessoa são vistas e revistas pelos familiares e amigos.

Com a entrada e a importância das redes sociais em nossas vidas nos dias atuais, a exposição, as homenagens e os bons momentos ficam eternizados em fotografias e vídeos.

Mas nos casos de acidentes automobilísticos, é praticamente unanimidade que ninguém próximo da vítima queira ver ou lembrar dos destroços do veículo onde esse alguém veio a falecer.

Em Caxias, amigos, familiares e, principalmente, curiosos, passam a conviver por vários dias com um pedaço da tragédia.

É a exposição desnecessária dos veículos destroçados em frente ao prédio da Delegacia de Polícia de Caxias.

Ali, ao lado da sede do poder do município, num dos locais de maior fluxo de pessoas em Caxias, milhares de caxienses passam dias e até semanas tirando fotos, comentando os motivos do acidente, tocando em peças do carro e fazendo do local um espetáculo grotesco.

Um semáforo bem em frente ao “espetáculo macabro” colabora com a triste exposição, pois no momento que os carros esperam o sinal abrir, seus ocupantes tiram fotos e ajudam a expor ainda mais uma cena que nenhum familiar quer lembrar.

A prática sinistra existe há muitos anos, tudo por conta da Polícia Civil não ter um local adequado para guardar os veículos onde muitos perderam a vida.

A morte do jovem André Adilson do Nascimento, 27, funcionário da distribuidora de bebidas Riobel, em Caxias, ocorrida no último sábado, dia 07, provocou comoção na cidade.

Paralelo a esse sentimento de perda que a cidade foi acometida, o sentimento da curiosidade também foi grande e, desde aquele dia, os carros do acidente que culminou com o falecimento prematuro de André Nascimento estão expostos no endereço que todos os familiares do jovem evitam passar.

Uma pena que uma cidade do tamanho e a importância de Caxias ainda passe por situações como essa.

0 comentários:

Postar um comentário