Prefeito porreta faz assim: Fábio Gentil deve conceder abono salarial também para professores contratados

7.12.19
“Prefeito porreta”, Prefeito arretado” e “Prefeito maravilhoso” são os adjetivos mais
recebidos  por Fábio Gentil desde a publicação da postagem do Blog do Sabá falando
sobre o abono dos professores.

Nesta sexta-feira (06), o prefeito Fábio Gentil, em evento numa escola militar em Caxias, confirmou o que o Blog do Sabá antecipou ainda na terça-feira (04), que ele poderia conceder o maior abono da história do município (reveja aqui). A boa nova também foi confirmada pela secretária de Educação Ana Célia Damasceno em entrevista ao blog Repasse Informativo nesta sexta-feira (confira aqui).

Embora a secretária tenha demonstrado felicidade diante da iniciativa do prefeito Fábio Gentil, e de que o mesmo “mais uma vez nos surpreende com uma excelente surpresa”, ela não conseguiu, ou não quis dar mais detalhes sobre o abono salarial a ser efetuado no mês de janeiro de 2020. A não ser que esses 'detalhes' tenham ficado para o prefeito mesmo revelá-los. 

Fazendo uma gestão onde o marketing pessoal é uma constante nos discursos e em eventos que participa, não será surpresa para ninguém se nas próximas horas o prefeito Fábio Gentil anunciar que o abono será para todos os professores da rede pública municipal, sem discriminação para efetivos e contratados.

Conhecedor do sofrimento dos professores contratados, que só recebem salário durante 8, ou no máximo 9 meses do ano, Fábio certamente se sensibilizará com a situação desses bravos e valorosos mestres e não os deixará desamparados.

Embora alguém sem sentimento ou amor ao próximo no organograma do município possa alegar que não se pode pagar abono para os contratados em janeiro do próximo ano, haja vista que os contratos do ano anterior já teriam encerrado, existe remédio jurídico e administrativo para isso. Baixando um decreto administrativo ainda este ano, estipulando o crédito do abono para os professores de contrato temporário para daqui a 30 dias, não importa se nesse prazo para o pagamento o contrato já tenha findado, uma vez que o que importa é a data que o gestor tenta assinado o decreto, ou seja, ainda durante a vigência dos contratos.

Vereadores podem e devem ajudar

Caso seja preciso a anuência da Câmara Municipal, que ainda não entrou em recesso parlamentar, certamente o prefeito pode contar com a totalidade dos vereadores, uma vez que até os oposicionistas ficariam ao lado dos professores contratados, independente de serem adversários do prefeito. Mas caso o decreto seja feito após o início do recesso parlamentar, o parlamento caxiense não se negará a participar de uma sessão extraordinária para ajudar centenas de pais e mães de família que tanto precisam desse recurso extra para ajudar  no orçamento familiar.

Surpresa a qualquer momento

A classe dos professores está atenta e ansiosa para o anúncio do valor do abono, que deve ser substancial, e também o pagamento do mesmo para os contratados, que tanto fazem e merecem esse tão esperado beneficio.

Portanto, atenção nas redes sociais do prefeito Fábio Gentil, pois a qualquer momento ele deve anunciar mais um gol de placa na sua exitosa gestão na princesa do sertão.

1 comentários:

  1. Kkkk disse...:

    Quero saber dos pessoal que passaram se nao vai ser chamado no concurso e pai de familia estudou e se dedicou passou pra entrar de forma democraticamente, contratos votos de cabestro, basta ter seus padrinho vereador em em...tirou do proprio bolso e pagou e se dedicou ...

Postar um comentário