Fim de ano promete 1: Fábio Gentil pode conceder o maior abono da história de Caxias; sobras do Fundeb em abril de 2019 somavam R$ 16 milhões

4.12.19
Fábio Gentil tem demonstrado sensibilidade administrativa desde o início do mandato

É grande a expectativa dos professores caxienses diante da possibilidade, cada vez mais plausível, da concessão de um abono neste final de ano que pode ser o maior de todos os tempos no município.

Entende-se que pode ser o maior de todos os tempos por conta da quantia considerável de sobras do Fundeb nas contas da Secretaria de Educação de Caxias ainda em abril de 2019. De acordo com informações do Sintrap, já no quarto mês deste ano, essas sobras eram de R$ 16 milhões de reais, o que pode resultar num abono bem maior que aquele concedido desde o primeiro mandato de Humberto Coutinho, que era de R$ 1 mil reais.

Com essa sobra de recursos considerável ainda em abril, e pela austeridade com a aplicação dos recursos públicos praticada pelo prefeito Fábio Gentil, que consegue fazer reformas e pinturas de escolas cortando gastos muitas vezes considerados supérfluos, acredita-se que o saldo das contas do Fundeb proporcionem uma ótima surpresa para os caxienses neste final de ano.

Quando no poder, a família Coutinho adotou a concessão de abono para os professores como uma ferramenta para alavancar a popularidade e se firmarem como bons gestores, uma vez que o pagamento na modalidade de abono foi iniciado por eles na cidade.

Fábio Gentil detém extraordinários índices de popularidade no município, onde sua reeleição é tida como certa pela maioria dos analistas políticos da princesa do sertão.

Caso conceda um mega abono neste fim de 2019 aos professores caxienses, onde as finanças conspiram para isso, entrará definitivamente para o pantheon da história como um dos maiores administradores de nossa cidade.

Os professores e os comerciantes agradecem e o Natal Iluminado certamente terá um brilho especial...

1 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    Fabio Gentil nunca foi Gestor, é um mero prefeito sem compromisso.

Postar um comentário