Filme repetido – Pesquisa de opinião mostrando Ferdinando Coutinho favorito nas eleições 2020 também foi usada por Léo Coutinho em 2016

1.10.19

O mesmo instituto e o mesmo modus operandi usados exaustivamente por Léo Coutinho nas eleições 2016 em Caxias começam a ser usados em Matões.

Gabriel Tenório representa ameaça para a reeleição de Ferdinando Coutinho em Matões

Cidade administrada por Ferdinando Coutinho, tio do ex-prefeito de Caxias, o município vive um momento de ebulição política diante da possibilidade do ciclo de domínio das famílias Coutinho e Pereira finalmente chegar ao fim.

O jovem advogado Gabriel Tenório representa hoje em Matões o que Fábio Gentil representou em Caxias no ano 2016.

Assim como foi feito em Caxias em 2016, o mesmo instituto de pesquisa de opinião, o Amostragem, faz uma sondagem mostrando o prefeito Ferdinando com 51% de intenções de voto na pesquisa estimulada para prefeito e Gabriel Tenório com 40%. A margem de erro dessa pesquisa é de 5,54%.

Pesquisa Amostragem 2016 apontava vitória folgada de Léo
Coutinho em Caxias faltando 4 dias para a eleição
Em 2016, faltando poucos dias para a eleição, o Instituto Amostragem apresentou uma pesquisa mostrando Léo Coutinho com 48,25% de intenção de votos, enquanto Fábio Gentil estava com 38,25%, uma vantagem de 10%.  A margem de erro na pesquisa Amostragem 2016 era de 4,8%, o que afastava a possibilidade de vitória para Fábio Gentil.

Mesma pesquisa mostrava rejeição de Fábio Gentil
superior a Léo Coutinho
A pesquisa Amostragem em Matões foi divulgada poucos dias após um acordo político entre a família Coutinho e o prefeito de Caxias, Fábio Gentil, não ter logrado êxito. O tal acordo, cuja costura foi feita principalmente pelo ex-deputado Rubens Pereira, envolvia os interesses dos políticos matoenses, que tem na aliança do jovem Gabriel Tenório com os atuais detentores do poder em Caxias o seu maior temor.

Até no quesito rejeição, por mais incrível que possa parecer, a pesquisa Amostragem divulgada na semana passada mostra o prefeito Ferdinando Coutinho com uma rejeição inferior a Gabriel Tenório, o que soa estranho para quem conhece os dois políticos.

Em 2016, faltando poucos dias para as eleições, a pesquisa Amostragem apontava Fábio Gentil com uma rejeição bem maior que Léo Coutinho. Esse cenário desfavorável para Fábio Gentil naquela eleição era corroborado por outros tantos institutos que mostravam pesquisas redentoras para Léo Coutinho.

Assim como aconteceu em Caxias nas últimas eleições municipais, o cenário existente em Matões tem tudo para ter um desfecho favorável para o candidato da oposição mesmo com a divulgação de pesquisas duvidosas daqui por diante.

Será a derrocada final da família Coutinho na política do Maranhão.

1 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    Vamos assistir de camarote outra derrubada histórica.... Ê Humberto que faz falta........

Postar um comentário