MEIO AMBIENTE – Caxias sedia 5ª Audiência Pública da Bacia Hidrográfica do Rio Itapecuru

25.5.19
Caxias foi sede da 5ª Audiência Pública da Bacia Hidrográfica do Rio Itapecuru no Memorial da Balaiada. O evento que é promovido pela Comissão de Meio Ambiente da Assembleia Legislativa do Estado teve como objetivo finalizar o processo de composição do pré Comitê da Bacia do Rio Itapecuru. As discussões iniciaram ano passado passando pela capital São Luís, Colinas e Coroatá, onde foram mobilizados o poder público, a sociedade civil e os usuários da água.

Nosso objetivo é mobilizar todos os entes para a criação do comitê e, em seguida, a aprovação da proposta pelo Conselho Estadual de Recursos Hídricos e a posterior aprovação pelo Governo do Estado. O comitê é o parlamento das águas, é o órgão de controle da sua bacia. Nós temos várias ações para conseguir os recursos, mas se a gente não tiver o comitê instituído, nós podemos perder o foco na revitalização do rio, porque quem pode dirimir os conflitos e efetivar as políticas é o comitê”, explica Rafael Leitoa, vice-presidente da Comissão de Meio Ambiente da Assembleia Legislativa do Maranhão.

Estiveram presentes representantes do Conselho Estadual de Recursos Hídricos e Secretaria Estadual de Meio Ambiente (SEMA), além de representantes de outros municípios cortados pelo Rio Itapecuru e os deputados estaduais de Caxias Adelmo Soares, Cleide Coutinho e Zé Gentil.

“A grande importância do pré Comitê é o que vem depois, que é como gerir as políticas de recursos hídricos, em especial, tanto com a SEMA, é isso que vale. E o Estado  quer promover isso, junto com a Assembleia, que é a grande anfitriã. Creio que o Rio Itapecuru se transformou em um troféu por ser um propulsor de água bruta para a capital maranhense e faz dele uma referência. O rio tem importância total para a capital do estado, porque ele alimenta 70% da grande ilha”, explicou Rafael Ribeiro, secretário estadual de Meio Ambiente.

“Esse comitê que vai ser formado pelo poder público, pela sociedade e pelos usuários, vai ser importante para essa conscientização e essa preservação pra a gente ver se consegue melhorar”, frisa Cleide Coutinho, deputada estadual.

“Sabemos da importância do rio e como ele está agonizando.  É importante essa junção de forças para que a gente possa, da Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão, fortalecer essa luta em prol da preservação do meio ambiente, em especial do Rio Itapecuru”, pontuou Adelmo Soares, deputado estadual.

“Todos nós sabemos como se encontra o Rio Itapecuru. Em muitos lugares do estado estamos atravessando o rio caminhando. Então, a gente tem que tomar alguma atitude. Se a gente não tomar uma atitude de imediato, nós vamos ficar sem água, não só Caxias, mas também São Luís, que é abastecida 70% pelo rio”, lembra Zé Gentil, deputado estadual.

O prefeito de Caxias, Fábio Gentil, destacou a importância de todos contribuírem com a educação ambiental e revitalização e preservação do rio que é fonte de vida para Caxias e outros 57 municípios do estado do Maranhão.

“Temos que unir forças para que a gente consiga sanar essas problemáticas. Precisamos discutir a importância do Rio Itapecuru e temos que começar pela educação ambiental, e isso é trabalhado nas escolas públicas de Caxias, mostrando para os alunos para que a gente possa compreender que sem o rio fica mais difícil a nossa subsistência”, reforça Juarez Júnior, coordenador da Sala Verde.

“Nós já participamos praticamente de todas as audiências, e essa é a última audiência para a formação do Comitê de Bacias do Rio Itapecuru. Além de ser um sonho antigo, é o caminho para que sejam viabilizadas políticas públicas, principalmente no âmbito federal”, lembrou Pedro Marinho, secretário estadual de Meio Ambiente e Defesa Civil.

“Ou a gente toma medidas imediatas, ou com certeza o Maranhão todo irá sofrer com as consequências da falta de água. É necessário que a gente discuta os problemas e faça as coisas acontecerem. É necessário que a gente também pense nos afluentes, que são os riachos que se transformam no Rio Itapecuru, com certeza será um pacto e esse pacto com municípios que utilizam o Rio Itapecuru possam recorrer junto ao Governo do Estado e ao Governo Federal para trazer os benefícios para o nosso povo”, acredita Fábio Gentil, prefeito de Caxias. (Ascom)

0 comentários:

Postar um comentário