Se sentiram humilhados! Coopmar do governo Léo Coutinho distribui cesta básica miserável para trabalhadores

1.5.15
“Por pagarem um salário miserável, acho que eles pensam que a 
gente é miserável mesmo”, disse uma cooperada que deu a cesta 
básica recebida para uma família carente.
Lembra daquele ditado que “de graça, vale até injeção na testa”? Esqueça-o!

Nesta quinta-feira, 30, a pretexto de ‘homenagear’ os funcionários da Prefeitura de Caxias que desde o ano passado passaram a trabalhar como cooperados, a Coopmar, empresa que os ‘adotou’, resolveu fazer um mimo na véspera do Dia do Trabalho.

Dá pra encarar?!
Convocados para receber um ‘belo presente’, os trabalhadores se dirigiram na tarde desta quinta-feira, 30, na Travessa Antonio Joaquim, no Centro de Caxias, e lá, numa enorme fila, aguardaram cerca de uma hora para o início da distribuição do tão falado presente do Dia do Trabalho.

Lembra daquele cuscuz liguento ou esfarelado? Muitos 
caxienses viverão essa aventura no Dia do Trabalho
Assim que o caminhão estacionou na porta da Cooperativa e os homens começaram a descarregar os ‘presentes’, os cooperados começaram a olhar uns para os outros desconfiados com o tamanho e a aparência dos produtos.

Eram cestas básicas que de cara não prometiam muita coisa, como realmente mostrou-se em seguida.

Os que recebiam, tinham que assinar o recibo do presente e saiam do local com uma cara pior do que haviam entrado.

Vamos a lista da cesta básica da Coopmar.

Contendo 1kg de açúcar, os trabalhadores tinham a garantia de que na sua família, sendo ela de 5 pessoas, uma duração de 2 ou 3 dias, dependendo da economia da dona de casa.

Já as 140g de extrato de tomate garantem uns 2, ou talvez 3 pratos, dependendo da leveza da mão da cozinheira na preparação do tempero.

Infelizmente, 1kg de arroz parboilizado, com 5 pessoas de apetite razoável, garantirá um almoço. Só não é bom aquele mais faminto esperar uma sobra pro jantar, pois poderá quebrar a cara.

Apenas uma lata garantirá a corrida pela sardinha nos 
lares caxienses neste 1º de maio
O mesmo não se pode dizer da farinha de mandioca, já que 1kg garante um incremento no prato por consideráveis 5 dias.

O macarrão, com míseras 500g e uma aparência de assustar, talvez só sobreviva ao primeiro cozinhado, já que é difícil acreditar que alguém consiga comê-lo, só restando a ele uma única viagem, da panela para o depósito de lixo.

O oléo, com seus 900ml, garante a semana. Já o biscoito, na embalagem de 400g, e um tanto quebradiço, talvez resista ao primeiro café da manhã da garotada.
De comer insosso ninguém pode reclamar! Cooperativa do 
governo Léo Coutinho falhou nos outros produtos, mas 
caprichou na quantidade de sal

Para os amantes da boa e velha sardinha, é bom o cooperado fazer um sorteio entre aqueles de casa que mais apreciam o produto, já que a quantidade de 130g não é suficiente para saciar a fome de mais de uma boca.

Os nostálgicos de plantão tiveram na cesta básica da Coopmar uma bela surpresa. A massa de milho pra se fazer o bom e velho cuscuz veio naquela antiga embalagem onde nossas mães não podiam errar na água e no tempo de cozimento, pois o cuscuz corria o risco de ou ficar liguento, ou seco e esfarelado, botando o café da manhã a perder. Essa aventura os cooperados da Prefeitura de Caxias terão neste 1º de maio graças a boa ação do governo Léo Coutinho em contratar a Coopmar.

Mas nem tudo veio em pequena quantidade ou é motivo de tristeza. O sal, um produto indispensável em qualquer cozinha, seja ela numa humilde residência no “Ném” ou num restaurante chique de São Paulo ou Nova York, a cooperativa contratada por Léo Coutinho caprichou, garantindo 1kg, que já vem moído e iodado, diga-se de passagem, o que poderá garantir mais de 60 dias na cozinha.

Diga, caro leitor, se não é motivo para o trabalhador caxiense, que está no governo Léo Coutinho na condição de cooperado, comemorar o seu dia?

12 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    Eles ainda vão votar nos cutias de novo, só pra variar.

  1. Anônimo disse...:

    Kkkkkkk piada essa "cesta" só marca conhecida...Saba tem q ver o lote dos produtos, se realmente foi adquirido por essa cooperativa...

  1. Anônimo disse...:

    Com todos os defeitos, os cutias ainda são os melhores.

  1. Anônimo disse...:

    Pode arrochar, que ai tem molecagem. Governo fuleiro que trata o povo de caxias como miseráveis e que irão ficar satisfeitos ou felizes com produtos de péssima qualidade. E ainda tem quem defenda esse governo

  1. Anônimo disse...:

    “Com todos os defeitos os coutinhos são os melhores”. O comentarista acima que disse isso deve ser um desses babões enrustidos. São melhores do que quem, comentarista? Só se for melhor do que vc, pois melhor do que eu eles não são.

  1. Anônimo disse...:

    Arrocha q essa cesta é fraca.....Acorda prefeito desde quando assumiu ainda não despertou....

  1. Anônimo disse...:

    A cada dia que passa, fico mais triste e revoltado com os nossos políticos. A cada dia perco mais, o amor por esta pátria corrupta... Esse prefeito não tem uma gota de consideração pelo povo que o elegeu. Ele vai ganhar novamente, não temos um oposição de vergonha, mas o meu voto dessa vez ele não terá..

  1. Anônimo disse...:

    Se tu for politico e não for Coutinho, certamente será pior que eles, porque no cenário politico, por enquanto, só tem eles que se aproveite. O resto, todos eles, já conhecemos de outros carnavais.

  1. Anônimo disse...:

    É pra ser agora Ad eternum, o "governo" desse povo aqui em Caxias, porque só falta acontecer um terremoto como aquele do Nepal já que tudo de ruim o povo humilde sofre nessa cidade eles estão na boa tem moto importada, carros importados, condomínio fechado, aviões, champanhe do bom e do melhor, e ainda fica uns e outros embusteiros dizendo que são bons, pra quem recebe um salário sem fazer nada realmente é muito bom pra beber cachaça. As mães estão chegando aguardem!

  1. Anônimo disse...:

    Caro blogueiro, o próprio nome já diz: " Cesta BÁSICA".
    Você pode até fazer suas postagens, com relação a esse assunto, questionando a qualidade ou as marcas dos produtos, mas não da quantidade.
    Acho um pouco de sensacionalismo seu quando da bastante ênfase a quantidade de sal, por exemplo. TODO sal, vem em embalagens de 1 Kg e, por lei, iodado. Ou você quer implantar algo a mais na mente das pessoas ?
    Gosto muito de seus comentários, admito. Aliás, você é um dos poucos que escreve bem, e com coerência na maioria de suas matérias. Mas "demos a César o que é de César", criticar a quantidade de produtos, de uma chamada "cesta básica", acho um pouco de exagero.

    Espero que não tenha isso como crítica, e sim apenas como um simples comentário de um leitor seu.
    Espero que seja aceito e publicado esse comentário.
    Abraços. João de Deus.

  1. claudio saba disse...:

    Caro anônimo que assina “João de Deus”, existem muitos tipos de cestas básicas a venda nas grandes redes de supermercado, e em Caxias, escolheram a menor disponível no mercado e com produtos de qualidade bastante duvidosa. Se você tivesse visto, como eu vi os produtos, sentiria a mesma revolta que eu e aqueles que receberam, tivemos. A postagem trata exatamente disso: da qualidade e da quantidade dos produtos. Quanto ao sal, na sua embalagem de 1kg, foi só o que merecia destaque na cesta, pois atende ao padrão exigido para uma dieta saudável das famílias.

  1. Anônimo disse...:

    Sal! Qual animal ruminante tem de comer sal?! Sabá pior vai ficar aguarde, pobre tem que sofrer, a predestinação está aí, casta em Caxias/MA.

Postar um comentário