“Adesivaço” do 65 rende condenação de R$ 5 mil reais para Adelmo Soares, Cleide Coutinho, Thaís Coutinho e PC do B

26.8.20

Embora considerado um fracassado de público, “adesivaço do 65” rende 
condenação para o PC do B, para Adelmo Soares, Cleide e Taís Coutinho

Não são nada alvissareiras as notícias que chegam da Justiça Eleitoral para as pretensões políticas do deputado e pré-candidato a prefeito de Caxias, Adelmo Soares.

Depois de ver sua investida contra o atual prefeito de Caxias ser rejeitada pela Justiça Eleitoral (reveja aqui), onde pretendia condenar Fábio Gentil por propaganda eleitoral antecipada pelo simples fato da utilização da hasteg #OTRABALHONAOPARA na assinatura de um vídeo onde falava do combate ao coronavírus no município, nesta segunda-feira (25), a mesma Justiça Eleitoral condenou Adelmo Soares, a deputada Cleide Coutinho, a vereadora Thais Coutinho e o PC do B ao pagamento de R$ 5 mil reais, cada um, pela realização de propaganda eleitoral antecipada.

“Em detida análise dos autos, pude extrair do conteúdo das postagens feitas pelos três representados que estão presentes os elementos que caracterizam a propaganda eleitoral fora de época, vez que há destaque no número do partido, que será o mesmo do futuro candidato, além de contar com a veiculação das frases: “Traga seu veículo e participe do adesivaço”, “Movimento 65. Juntos por uma Caxias de todos nós”, “Vamos todos no movimento do 65 com a Dra Cleide, Dep Adelmo e a Ver. Thais Coutinho”.”, anotou a juíza Eleitoral da 4ª Zona, Marcela Santana Lobo na sua decisão.

A condenação sofrida por Adelmo Soares e seus aliados foi motivada pela realização do evento denominado “Adesivaço” ocorrido em 26 de julho (reveja aqui) e que, embora tenha sido considerado um fracasso, dada a quantidade ínfima de veículos que atenderam ao maciço chamamento para ostentar o número 65 pelas ruas da cidade, vai custar R$ 20 mil reais em multa para os responsáveis pela patuscada eleitoral.

Se já não bastassem as péssimas notícias vindas das pesquisas eleitorais, que projetam uma derrota histórica para o candidato do PC do B em Caxias, a Justiça Eleitoral está atenta para conter o ímpeto transgressor daqueles que procuram passar dos limites para conquistar o poder a qualquer custo.

0 comentários:

Postar um comentário