Meios de hospedagem na Grande São Luis são inclusos como atividades essenciais durante lockdown

6.5.20

Solicitação foi do secretário de Estado do Turismo, Catulé Junior 

Por solicitação do secretário de Estado do Turismo, Catulé Júnior, o governador Flávio Dino determinou, na segunda-feira (4), a inclusão dos serviços de hospedagens nos itens de atividades essenciais no Decreto 35.784, que estabelece medidas preventivas e restritivas a serem aplicadas nos municípios localizados na Ilha de São Luís em virtude da pandemia do coronavírus (Covid-19).

Apesar de o setor hoteleiro ter sido um dos mais afetados, neste período de pandemia, atualmente, em São Luís, oito hotéis e cinco pousadas estão em funcionamento atendendo, em sua grande maioria, profissionais da área da saúde e hospedando trabalhadores de empresas privadas que estão prestando serviços temporários e não dispõem de moradia no estado.

“O governador Flávio Dino atendeu prontamente o pedido para que esses poucos empreendimentos, que ainda estão em funcionamento, possam continuar operando seguindo normas sanitárias. Importante também ressaltarmos que, em abril, o Governo do Estado antecipou as compras de diárias de hospedagem, na capital e no interior, como forma de auxílio ao setor”, revelou o secretário Catulé Júnior.  

O Decreto Estadual Nº 35.7849, que atende a uma determinação judicial para lockdown, passa a valer, a partir dessa terça-feira (5), com prazo de 10 dias e abrange os municípios de São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa.

Hospedagem para médicos

Em apoio às ações da Secretaria de Estado da Saúde (SES), a Setur está patrocinando a hospedagem de mais de 40 médicos que chegaram a São Luís para reforçar a rede de saúde estadual. (Sectur

0 comentários:

Postar um comentário