Dia do Trabalhador

1.5.20

Da coluna do Mário Assunção, do Portal Noca

Em 1º de maio comemora-se o Dia do Trabalhador. A homenagem remonta ao dia 1 de maio de 1886, quando uma greve foi iniciada na cidade norte-americana de Chicago, com o objetivo de conquistar condições melhores de trabalho, principalmente a redução da jornada de trabalho diária, que chegava a 17 horas, para oito horas. Nessa manifestação, houve confronto com policiais, o que resultou em prisões e mortes de trabalhadores. Seria esta uma manifestação que serviria de inspiração para muitas outras que se seguiria. Essas lutas de trabalhadores não foram em vão. Os trabalhadores de todo o mundo conquistaram uma série de direitos e, em alguns países, tais direitos ganharam códigos de trabalho e também estão sancionados por constituições. Infelizmente, com o distanciamento social imposto pelo Covid-19, não podemos comemorar, mas podemos lembrar e reverenciar as conquistas oriundas dessa data.

Nesse momento que vivemos, a palavra “trabalho” tem ficado cada vez mais escasso para as pessoas. Algumas profissões permitem a execução das atividades laborais de forma remota. Outras tantas atividades estão suspensas por causa das medidas de isolamento social. Porém, é consenso entre todos os especialistas que o pós-epidemia será acometido de uma grande recessão, com a falência de várias empresas e consequente aumento do desemprego e uma crise social sem precedentes.

Cabe aos nossos governantes tentarem aquecer a roda da economia com investimentos em obras estruturantes, aumentar o financiamento às empresas e planos de manutenção dos empregos. Além disso, regras claras para dar segurança aos investidores para aumentarem ou retomarem suas operações no Brasil. São essas ações que poderão ser utilizadas para reduzir os efeitos da recessão e proteger a população. 

Acredito muito no Brasil! Acredito muito nos brasileiros!

0 comentários:

Postar um comentário