Neto do Sindicato reivindica mais assistência da situação: “Não sou babão, não sou submisso”

23.10.19

Vereador Neto do Sindicato

No calor dos embates que se seguiu, ao longo do pequeno expediente da sessão de segunda-feira (21), destaque para manifestação do vereador Neto do Sindicato (PCdoB), visivelmente insatisfeito contra o que considera uma falta de apoio do governo.

Neto do Sindicato se referiu a problema com estradas vicinais, investidas de postulantes à eleição na sua área de atuação na zona rural, bem como à dificuldade de conserto da ambulância que serve às localidades da região do povoado Chapada.

"Não sou furta-cor. Sou aliado, mas irei até onde der. O que não posso é ficar contra a população. Não foi a primeira vez que reclamei, cobrei. Primeiro, as estradas, agora a ambulância. Se fosse adversário, teria até mais coisas para dizer. O prefeito precisa ouvir a situação e ouvir também a oposição. Sou aliado, mas não sou babão, não sou submisso. E se tiver que sair, saio de cabeça erguida", frisou com emoção. (Ascom/CMC)

Câmara de Caxias aprova unificação das matriculas de servidores e Prouni Municipal

22.10.19

A Câmara Municipal de Caxias aprovou por unanimidade na sessão dessa segunda-feira (21) dois projetos de lei da mais alta importância para a educação no município, oriundos do Poder Executivo, votados em regime de urgência: o PL 068 /2019, denominado Programa Municipal Universidade para Todos (Prouni Municipal); e o PL 069/2019, que autoriza a unificação de matrículas de servidores públicos, estabelecendo as bases para unificação das matrículas dos servidores da Educação Básica do Município de Caxias.

Ao se posicionar em relação às duas matérias colocadas em votação, o presidente da CMC, vereador Catulé (PRB), disse que naquele momento o Poder Legislativo Municipal estava fazendo história, por decidir situações que considera básicas para o progresso do município, que é dar mais condições para a educação municipal se desenvolver, através de iniciativas que oferecem melhores condições a todos os professores que aqui trabalham, assim como aos estudantes, sobretudo os que dispõem de menos recursos, de poderem frequentar os cursos das universidades particulares instaladas na cidade.

"Sabemos que nossas professoras, os nossos professores, não ganham ainda o que merecem, e por isso têm muitas vezes que trabalhar até em três horários diferentes. Essa é a nossa realidade. Então, essa unificação das matrículas no âmbito do município resolve de uma vez o problema que pairava sobre toda a categoria, afastando a possibilidade dos mestres perderem as matrículas alcançadas com tanto esforço, fato que seria um prejuízo irreparável para todos. Com a unificação das matrículas do município, nossas professoras poderão manter legalmente os vínculos com outras instituições, porque estamos lhes oferecendo o que faculta a lei; com o Prouni Municipal, a prefeitura irá poder oferecer bolsas de estudo para que nossos estudantes também tenham acesso aos cursos das universidades particulares da cidade, muitos dos quais hoje são caros e bem acima da realidade econômica de muitas famílias caxienses", declarou Catulé, em entrevista.

Colocados na ordem do dia por iniciativa do vereador Mário Assunção (PPS), primeiro secretário da Câmara, os dois projetos foram evidenciados pelo próprio vereador durante o grande expediente da sessão, quando ocupou a tribuna. "A iniciativa de estabelecer um programa nos moldes do Prouni, em nosso município, nasceu ainda no mês de abril passado, quando propus a indicação ao Poder Executivo. Como também sou professor e sei dos problemas enfrentados pelos alunos, o Prouni Municipal, sem dúvida, é um programa de alto cunho social, porque criou dispositivo através do qual as universidades locais terão que conceder incentivos, abrindo espaço para a cessão das bolsas integrais de estudo que a prefeitura irá oferecer a quem, sendo caxiense, não seja portador de diploma superior e esteja selecionado pelo ENEM, se dispuser a estudar no município", disse na ocasião, ao revelar que, investindo na educação, os vereadores estavam correspondendo aos anseios da população que clama por mais atenção aos estudantes caxienses.

Mário Assunção, referindo-se ao projeto que autoriza a unificação de matrículas de servidores da Educação Básica do município, agradeceu o envolvimento dos vereadores Magno Magalhães (PSD) e Antonio Ximenes (PR) para que a matéria fosse também colocada em votação no plenário. Segundo ele, a indicação para que a prefeitura apresentasse o projeto, uma demanda de grande parte dos professores, inicialmente partiu de Magalhães. Depois, ganhou o apoio também do vereador Ximenes que, por fim, conseguiu que o vice-prefeito Paulo Marinho Júnior, no exercício do cargo quando da viagem do prefeito Fábio Gentil, enviasse a matéria para discussão na Câmara.

O vereador Magno Magalhães, em aparte ao colega, declarou que o projeto beneficia uma classe que precisa ser mais valorizada; enquanto Ximenes, em aparte seguinte, revelou que a perda de matrícula para os professores seria um prejuízo muito grande, daí o seu empenho em pedir, em razão de não haver mais tempo para qualquer discussão, que o vice-prefeito não aguardasse o retorno do prefeito Fábio Gentil a Caxias, e enviasse o projeto imediatamente à CMC. "A casa está de parabéns! Só nos resta pedir que o prefeito sancione os dois projetos o mais rápido possível!", assinalou.

Usando da palavra pela oposição, a vereadora Thais Coutinho (PSB) disse que votou pela aprovação dos dois projetos, ressaltando que não poderia deixar de apoiar a iniciativa da prefeitura em benefício dos funcionários municipais e aos estudantes de Caxias.

O Prouni Municipal foi gestado com base no artigo 211 da Constituição Federal e artigo 8º da Lei Federal nº 9.394, de 20/12/1996, oferecidos por instituições de ensino superior estabelecidas no Município de Caxias, bem como pela Lei Federal nº 9.870, de 23/09/1999, que considera sobre a aplicação de bolsas de estudo.

A unificação das matrículas segue o que determina o art. 45, II, da Lei Complementar Municipal nº 002/2000, o Plano de Cargos e Carreiras e Remuneração do Magistério Público, onde o servidor municipal da Educação Básica que possuir duas matrículas de 20 horas semanais ou de 25 horas semanais, poderá solicitar, mediante requerimento específico dirigido ao Secretário Municipal de Educação, a unificação para uma matrícula com jornada de 40 horas semanais. (Ascom/CMC)

Vereador Edilson Martins tenta faturar politicamente com pagamento de prestadores de serviço e Mário Assunção estraga a festa


“Esperteza, quando é muita, come o dono”, Tancredo Neves.

A frase do mineiro Tancredo Neves entrou para o anedotário político brasileiro por abordar a esperteza de determinados agentes públicos, que tinham no jogo dissimulado, e nas atitudes sorrateiras, uma forma de colher dividendos e faturar politicamente.

Na sessão desta segunda-feira (21) na Câmara Municipal de Caxias, o vereador Edilson Martins abordou o atraso do pagamento dos prestadores de serviço do transporte escolar do município. Até aí, tudo bem, pois a atitude é aparentemente nobre não fosse por um detalhe tão bem explicitado logo em seguida pelo vereador Mário Assunção.

Mário não negou a existência do atraso, mas explicou didaticamente sobre as providências tomadas pelo prefeito Fábio Gentil desde o último final de semana. “Sexta-feira eu liguei para o prefeito Fábio Gentil e passei quase 30 minutos falando com ele sobre isso”, iniciou Assunção que prosseguiu: “E hoje pela manhã, não sei se é desinformação de quem falou, ou maliciosidade, foi feito uma reunião com todos os donos de transporte escolar e a empresa responsável já está recebendo pagamento pra fazer amanhã”.

Assunção deu a entender que o colega Edilson Martins já estaria sabendo do teor da reunião com os prestadores de serviço do transporte escolar e que o pagamento seria feito nesta terça-feira, 22. “Então, talvez esse assunto foi falado aqui, pra que pudesse chegar na próxima sessão e dizer: “Olha, os donos de ônibus receberam porque eu os defendi”, mas a verdade não é essa. A verdade é que hoje pela manhã foi feita uma reunião com todos, e por determinação do prefeito Fábio Gentil o pagamento foi feito para a empresa, [e] amanhã o dinheiro vai estar na conta da empresa e todos os prestadores vão receber o seu pagamento”, revelou o parlamentar.

A tentativa de faturar politicamente com a regularização do pagamento dos prestadores do transporte escolar, tão bem esclarecido pelo vereador Mário Assunção, só mostra que a esperteza será um dos poucos trunfos dos oposicionistas com a proximidade do período eleitoral.

Como diz o escritor Brenon Salvador, “A sabedoria está para os sensatos, a esperteza acompanha os insensatos”.

Cabe ao caxiense muita atenção até as eleições do próximo ano, pois os espertos estão inquietos como nunca.

Tribunal de Contas do Estado confirma novamente a transparência da gestão do Prefeito Américo


Em documento datado de 21 de outubro de 2019, o Tribunal de Contas do Estado do Maranhão-TCE constata mais uma vez que a Prefeitura de COELHO NETO CUMPRE com as exigências de transparência previstas no art. 48, incisos II e III, c/c o art. 48-A da Lei Complementar nº 101/2000.

O relatório de avaliação do Portal da Transparência é emitido pela Unidade Técnica de Controle Externo do TCE-MA. O documento se firma como reconhecimento da legitimidade da transparência da Prefeitura de Coelho Neto, com os gastos públicos, demonstração de que a gestão está agindo com ética, transparência e compromisso com a população, sendo frequentemente reconhecida por esse Tribunal.

O Prefeito Américo de Sousa, desde que assumiu, tem realizado um trabalhado pautado na transparência e honestidade, disponibilizando à população meios para o acompanhamento das contas e gastos públicos, fatos esses que podem ser constatados por meio do site da Prefeitura Municipal (www.coelhoneto.ma.gov).

Rafael Leitoa participa de Audiência Pública sobre Zoneamento da Amazônia Maranhense e confirma apoio da Assembleia para criação da lei

21.10.19

Audiência Pública finaliza discussões sobre Zoneamento 
da Amazônia Maranhense   (Fonte: Elias Auê)

Representando a Assembleia Legislativa, o líder do governo do Maranhão, deputado Rafael Leitoa (PDT), participou da audiência pública que encerra ciclos de debates sobre Zoneamento da Amazônia Maranhense. O Zoneamento Ecológico Econômico (ZEE), é uma ferramenta de gestão territorial voltada para políticas públicas que levam em consideração as realidades de cada região.

As cidades de Imperatriz, Bacabal, Santa Inês, Governador Nunes Freire, Pinheiro e Grajaú, receberam as audiências públicas para discutir e apresentar as ações do ZEE. Em São Luís, nesse último encontro, foram apresentados os resultados dos estudos realizados sobs a corrdenação do Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (Imesc), vinculado à Secretaria de Programas Estratégicos, em conjunto com a Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Companhia de Pesquisas de Recursos Minerais (CPRM) e Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

Em pronunciamento durante o evento, o deputado Rafael Leitoa destacou a funcionalidade das audiências públicas como ferramentas de fortalecimento do processo de apresentação e fortalecimento do ZEE, pois é construído em parceria com a população e instituições preocupadas com o desenvolvimento sustentável no estado. “Nós, na Assembleia Legislativa, estamos ansiosos para que o Projeto chegue àquela Casa. Nós, como líder de governo, já adiantamos para alguns deputados que participassem das audiências públicas. Acreditamos que no início de novembro já tenhamos este projeto na Assembleia, para aprovarmos o mais breve possível, fortalecendo o desenvolvimento econômico e sustentável, tão importante para o Maranhão e população”,  finalizou.

Em evento em Matões, Fábio Gentil garante apoio a Gabriel Tenório: “O próximo prefeito de Matões”

Zona rural de Matões em festa durante evento de Gabriel Tenório com Fábio Gentil

No último sábado, 19, o prefeito de Caxias, Fábio Gentil, participou de um evento na zona rural de Matões em apoio ao advogado Gabriel, que é pré-candidato a prefeito daquele município.

Num vídeo publicado no blog do Ludwig, Fábio Gentil discursa no evento e deixa claro sua disposição em apoiar Tenório nas eleições do próximo ano: “Vou profetizar... vou abraçar aqui um prefeito que não será meu, mas de cada um de Matões”. (Confira aqui)

Incontestavelmente a maior liderança do leste maranhense, o apoio de Fábio Gentil a candidatura oposicionista em Matões pode fazer a diferença na sucessão municipal de 2020.

Em 2016, Gabriel disputou a Prefeitura matoense e ficou em segundo lugar com 8.411 votos, o que representou 47,04% dos votos válidos. Já Ferdinando Coutinho, obteve 9.479 votos (52,96% dos votos válidos).

Na última eleição municipal, Ferdinando Coutinho contava com o apoio da máquina da Prefeitura de Matões, do governo do estado, da Assembleia Legislativa e sua vitória sobre o candidato da oposição foi de apenas 1.059 votos.

Fazendo uma administração que deixa a desejar em vários aspectos, Ferdinando tem ainda a falta de carisma uma de suas marcas registradas.

Oposto a falta de carisma do gestor matoense, o oposicionista Gabriel Tenório é o tipo de político boa praça, de sorriso fácil e determinado na missão política que as forças oposicionistas lhe reservaram para 2020.

Com o apoio declarado de Fábio Gentil, a pavimentação da vitória de Gabriel Tenório agora ganha um novo capitulo, e pode representar o fim do domínio dos grupos Pereira e Coutinho naquela importante cidade do leste.

Catulé prestigia festa para as crianças no Pai Geraldo

20.10.19
O presidente da Câmara Municipal de Caxias, vereador Catulé (PRB), participou neste sábado (19) da festa para as crianças no bairro Pai Geraldo. A festa é organizada pela Associação Chico Angélica que tem sob comando a líder comunitária Darcilene Cardoso. 

Catulé disse ter ficado muito feliz por ter participado da festa das crianças na comunidade do Pai Geraldo. 

“Fiquei muito feliz de poder participar, que já se tornou uma tradição aqui nessa comunidade. Pra mim é uma satisfação poder participar e colaborar com essa festa muito bem organizada pela nossa amiga Darcilene e o mais importante na festa foi ver a alegria presente no sorriso de cada criança. Isso é muito gratificante”, disse Catulé. 

Catulé aproveitou para interagir com as crianças e fez a entrega dos brindes para a criançada. 

A diretora da Associação Chico Angélica, Darcilene Cardoso, parabenizou todas as crianças pela data de 12 de outubro e agradeceu o apoio que recebeu do vereador Catulé. 

“Deixo aqui os meus sinceros agradecimentos ao presidente Catulé e os meus parabéns. a todas as crianças caxienses", disse ela.

Abaixo fotos do evento: 

Matões: MP investiga construção de quadra esportiva no povoado Quilombo

19.10.19

Construção de quadra esportiva na zona rural é alvo de investigação do Ministério Público de Matões

Blog do Ludwig - A Portaria N° 04-2019-PJMA assinada nesta terça-feira (15), pela promotora de Justiça de Matões, Patrícia Fernandes Gomes Costa Ferreira que que instaurou o Inquérito Civil Público para fiscalizar a execução dos serviços de construção de uma quadra esportiva no povoado Quilombo.

"CONSIDERANDO a necessidade de fiscalização de supostas irregularidades noticiadas no procedimento em epígrafe relativas à supostas irregularidades na execução dos serviços de construção de uma quadra esportiva no Povoado Quilombo, neste município, capaz de ensejar responsabilidade na via administrativa ou a depender do caso criminal;

CONSIDERANDO que os fatos sob apuração podem configurar em tese, atos de improbidade administrativa que importem em enriquecimento ilícito, causam lesão ao erário, e que atentam contra os princípios da administração pública (arts. 9, 10 e 11, da Lei 8.429-92);

CONSIDERANDO a ausência de resposta do município quanto a solicitação de cópia de todo o procedimento licitatório, referente a construção do Ginásio no citado povoado. Expedido o ofício à fl. 20".

Segundo o documento do Ministério Público, foi requisitado do município oficialmente cópias integrais do procedimento licitatório referente á construção do Ginásio no Povoado Quilombo.

Lençóis Maranhenses ganham capa da revista de bordo da Latam


“Nem deserto nem praia: um oásis de paisagens únicas no mundo.” É assim que a revista de bordo da companhia área Latam descreve os Lençóis Maranhenses. O parque nacional é a reportagem de capa da edição de outubro da publicação.

Com o título “Água no deserto”, a reportagem afirma que “obra-prima da natureza, os Lençóis Maranhenses, no Nordeste brasileiro, mata a sede de quem busca uma paisagem única no mundo”.

Os Lençóis são um dos destinos mais cobiçados por turistas de várias partes do mundo. É também um dos destinos com mais potencial no Brasil.
O turismo nos Lençóis vai ganhar novo impulso com a conclusão das obras do aeroporto de Barreirinhas, feitas pelo Governo do Estado.

Com investimento de mais de R$ 3 milhões, a obra está em fase final e inclui área administrativa, embarque e desembarque de passageiros, banheiros, espaço de vivência, estação meteorológica, pavimentação asfáltica no acesso, estacionamento e circulação, além de uma brigada contra incêndio.

A pista para a circulação de aeronaves já está finalizada e pronta para operação. A previsão do Governo é que os serviços sejam entregues até o final deste ano.

Aumento do turismo

O turismo no Maranhão tem crescido nos últimos anos. De acordo com o Observatório do Turismo, a ocupação hoteleira e a movimentação do fluxo de passageiros dos meses de junho, julho e agosto de 2019 apresentaram alta em relação ao ano passado.

As pesquisas são realizadas por meio da parceria entre a Secretaria de Estado de Turismo do Maranhão (Setur), Secretaria Municipal de Turismo de São Luís e Universidade Federal do Maranhão (UFMA).

O primeiro indicador trata sobre a taxa média de ocupação dos empreendimentos hoteleiros pesquisados em Barreirinhas, Carolina, São Luís e Tutóia, durante o período da Semana da Pátria (06 a 08 de setembro), que apontam, respectivamente, 68,43%, 63,44%, 50,67% e 72,85%.

Outro indicador positivo foi na capital do Maranhão, São Luís, que no mês de julho apresentou média de 68,15% de taxa de ocupação hoteleira, o que representa um crescimento de aproximadamente 2% em relação a 2018.

Não foi somente a hotelaria que registrou crescimento, mas também o aeroporto internacional de São Luís. O fluxo de passageiros (embarque + desembarque) teve aumento comparado ao ano de 2018. O mês de junho foi o de maior crescimento, com 9,6% em relação ao ano passado. Os números totais obtidos no site da Infraero são: 136.840 , 173.176 e 141.086. (Setur-MA)

DESELEGANTE - Cleide Coutinho agride Fábio Gentil na tentativa de desviar o foco de defecções no seu diminuto grupo político

18.10.19

Em nota enviada ao blog do John Cutrim na noite desta quinta-feira, 17, a deputada estadual Cleide Coutinho assina um texto com palavras ofensivas ao prefeito de Caxias, Fábio Gentil. Na nota, a deputada usa palavreado chulo contra o gestor caxiense tentando desqualificar os comentários feitos por Gentil ao blogueiro durante encontro em São Luís.

Justificando a nota grosseira contra o prefeito caxiense, Cleide perdeu as estribeiras devido as declarações de Fábio na manhã de ontem (quinta-feira,17), de que o acordo tentado entre os grupos políticos, com vistas as eleições do próximo ano, teria a ex-vereadora Cláudia Coutinho como candidata a vice-prefeita de Caxias e que o processo de escolha do candidato do grupo Coutinho não será feito através de pesquisa. “Na minha visão isso já foi definido e não essa pesquisa que vão fazer”, disse Fábio Gentil ecoando o que este blog já abordou e que todos em Caxias já sabem: não será um candidato do ‘grupo’ Coutinho, mas da família Coutinho, no caso, a hoje vereadora Taís Coutinho.

Ora, a subida nas tamancas da deputada surge no momento em que um dos pré-candidatos do seu cada vez mais diminuto grupo político, 'tirou o time de campo'. Na noite de ontem (17/10) o empresário Constantino Neto declarou ao blog do jornalista Jotonio Vianna, que será candidato a prefeito e está fora da estratégia do grupo Coutinho, onde pleiteava a indicação, podendo ser essa nota divulgada em blogs uma tentativa de desviar o foco nesse momento de nervosismo no grupo oposicionista poucas horas após informação da defecção de um dos seus membros.

Entre as grosserias da nota rasteira da deputada, até declarações atribuídas ao prefeito Fábio Gentil, de que o mesmo teria oferecido a vaga de vice-prefeito ao grupo Coutinho por estar cansado de supostas chantagens do ex-prefeito Paulo Marinho em “dividir os recursos municipais”, mostram o grau de desespero que toma conta daqueles que o povo de Caxias, cansado de tantos escândalos, disse não em 2016.

A tentativa de dar crédito a estratégia da pesquisa eleitoral a validar a escolha do nome que será lançado como candidata a prefeita, que todos em Caxias sabem que será a vereadora Taís Coutinho, soa como ridículo.

Para surpresa de zero pessoas, a nota assinada pela deputada serviu, além de mostrar o destempero reinante por aquelas bandas, que o bom e velho instituto de pesquisas Amostragem será usado para apontar o escolhido entre os pré-candidatos, demonstrando o estágio de credibilidade que se encontra a diminuta oposição em Caxias.

É sempre bom lembrar que o Instituto Amostragem é o mesmo que, em 2016, apontou uma vantagem de 10 pontos percentuais para Léo Coutinho faltando menos de 48 horas para a eleição.

Não tendo nada mais a oferecer aos caxienses, só resta a grosseria e o linguajar impróprio para alimentar blogs e animar os minguados apoiadores nas redes sociais.

Se faltando 1 ano para a sucessão municipal o grupo Coutinho age dessa forma, o que esperar após o início da campanha eleitoral em meados de 2020?

Rafael Leitoa desmonta discurso da oposição e exalta responsabilidade fiscal do Maranhão

17.10.19
Excelente situação fiscal e investimentos do governo do Maranhão são destaques em
pronunciamento de Rafael Leitoa (Fonte: Elias Auê)

O líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Rafael Leitoa (PDT), usou a tribuna para desmontar discurso falacioso da oposição de que o Maranhão estaria ultrapassando o limite da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). De posse de documentos do Tesouro Nacional, órgão responsável pela aferição, ele provou que o estado gasta 57,34% na relação entre a despesa com pessoal e a receita corrente líquida. O limite é 60%.

Em agosto, Rafael Leitoa travou discussão com Adriano Sarney (PV) sobre o assunto, defendendo que houve equívoco na interpretação dos dados do Tesouro Nacional. Na época, a oposição pouco se importou com as explicações e difundiu o factoide sobre os gatos do Poder Executivo.

Agora, o Tesouro Nacional acabou confirmando que Leitoa estava certo, e o Maranhão segue sendo um dos poucos estados do Brasil, mesmo em meio à grave crise que assola o país, a cumprir as metas relativas a endividamento, resultado primário e despesas com pessoal.

“Então, mais uma vez, o governo Flávio Dino cumpre com a regularidade fiscal do Estado do Maranhão, apesar de todos os investimentos, em todas as áreas de políticas públicas”, destacou o Rafael Leitoa.

O líder do governo ressaltou ainda que não foi apenas o Tesouro Nacional que confirmou que o Maranhão tem uma boa saúde fiscal. “Nessa última avaliação, a agência de classificação Moody’s manteve a nota B da economia do Maranhão, com perspectiva estável. Isso representa a manutenção da confiança na capacidade de o Estado honrar seus compromissos”, explicou, lembrando que outra agência, a Fitch, também manteve nota estável.

“Apesar dessa imensa crise fiscal que a União e os entes subnacionais estão atravessando, estamos fazendo o dever de casa, com muita responsabilidade fiscal, e austeridade, na contínua racionalização de despesas, e aplicação dos recursos em Políticas Públicas que trazem verdadeiro resultado social para a nossa população”, finalizou Leitoa, desmontando, mais uma vez, o falacioso discurso da oposição.

Câmara Municipal de Caxias emite Moção de Pesar pelo falecimento do professor Jacques Medeiros



MOÇÃO DE PESAR

A Câmara Municipal de Caxias vem, através desta, ser solidária e encaminhar Moção de Pesar pelo falecimento do professor, educador e historiador Jacques Inandy Medeiros, descendente de uma das mais antigas e tradicionais famílias de homens de letras em solo caxiense, ocorrido em São Luís/MA, aos 78 anos de idade, na noite de 16 de Outubro do corrente ano.

Queremos, através desta Moção, externar votos de mais profundo pesar pelo passamento desse ilustre caxiense, rogando que Deus, em sua imensa sabedoria e misericórdia, possam confortar seus familiares e amigos nesse momento de dor e de saudades, e reservar ao falecido o descanso da vida eterna, em recompensa à sua bondade e obras realizadas em vida.

Seja dado conhecimento desta Moção à sua esposa, Sra. Maria de Fátima Oliveira Medeiros, e suas filhas Cynthia, Elma, Silvana e Graziela Medeiros.

SALA DAS SESSÕES DA CÂMARA MUNICIPAL DE CAXIAS, NO ESTADO DO MARANHÃO, EM 17 DE OUTUBRO DE 2019.


Ver. Antonio José B. de Albuquerque - Catulé
Presidente

Morrem Antônio Carneiro e Jacques Medeiros, ex-presidentes da Academia Caxiense de Letras

Caxias perdeu dois ilustres caxienses nessa quarta-feira (16).

Por Edmilson Sanches - Caxias perdeu dois ilustres caxienses nessa quarta-feira (16): Antônio Pedro Carneiro e Jacques Inandy Medeiros.

Antônio Pedro Carneiro

Antônio Pedro Carneiro tinha muitos títulos, acadêmicos e profissionais. Sargento, tenente, capitão, comandante e instrutor (do Tiro de Guerra 10-002), diretor (da Ciretran – Circunscrição Regional de Trânsito - e de escolas), bacharel (em Direito), escritor. Mas, quando ele assinava convites em nome da Academia Caxiense de Letras (ACL), que ele presidiu de 2014 a 2016, seu nome era antecedido de “Professor”.

Na tarde dessa quarta-feira, o Professor Antônio Pedro Carneiro faleceu em Caxias, cidade à qual tantos e variados serviços prestou, sempre com a marca da seriedade, da eficiência, da responsabilidade. Seu corpo está sendo velado na sede da ACL, na Rua Alderico Silva (antiga Rua 1º de Agosto), centro, de onde sairá, na manhã desta quinta-feira (17), para sepultamento no Cemitério Aluísio Lobo, anexo ao Cemitério Nossa Senhora dos Remédios.

Aos 88 anos, Pedro Carneiro, além de inteligentes filhos, deixa um legado para Caxias e para o Maranhão, legado que inclui gerações de alunos, atividades como militar, gestor de órgãos públicos, professor e diretor em estabelecimentos de ensino, presidente da Academia de Letras, diversas obras publicadas e a publicar.

Além de militar do Exército Brasileiro, Pedro Carneiro foi diretor e professor em escolas de Caxias. No Colégio Diocesano, por exemplo, ensinou Inglês, língua em que era diplomado pela National Schools, na Califórnia (Estados Unidos).

Um dos membros fundadores da Academia Caxiense de Letras, Pedro Carneiro ocupava a Cadeira nº 13, cujo patrono é o multitalentoso professor caxiense Jadihel José de Almeida Carvalho, formado em Engenharia Elétrica e Mecânica. Pedro Carneiro publicou pelo menos três livros: “Negritude e Poder”, “Cosmovisão de um Cronista” e “No Mundo da Poesia”, este o mais recente. Seu filho Nehemias Carneiro, disponibilizou versões impressas e eletrônicas (“e-books”) desses livros, inclusive um título novo, “Ternura de Mãe”. Interessados podem consultar o “site” da mundialmente famosa loja de comércio digital Amazon.

Antônio Pedro Carneiro era cidadão caxiense, conforme Lei Municipal nº 780, de 30 de novembro de 1976. Era oficial da reserva do Exército, posto de capitão.

Jacques Inandy Medeiros

Enquanto os caxienses ainda se prostravam pesarosos com o falecimento do professor Antônio Pedro Carneiro, uma nova notícia quase ao final das 24h impactou fundamente a cidade: acabara de falecer em São Luís, perto da meia-noite, o professor Jacques Inandy Medeiros, também ex-presidente da ACL e vice-presidente do Instituto Histórico Caxiense. Jacques residia em São Luís. Estava adoentado, em casa; sentiu-se mal, foi levado a hospital da capital maranhense e foi internado em UTI. Não resistiu.

Jacques Medeiros era casado com a Maria de Fátima Oliveira Medeiros. O casal teve quatro filhas: Cynthia, Elma, Silvana e Graziela. Deixou ainda oito netos. Dos seus descendentes, Jacques escrevia que eles eram, “sem embargo, os prosseguidores da inteligência e cultura do clã Medeiros, que pontifica em Caxias faz mais de um século”.

Jacques Medeiros tem uma das mais largas folhas de serviços prestados a Caxias e ao Maranhão, sobretudo nos campos da Educação e da Cultura. Graduado em Medicina Veterinária pela Universidade Federal Fluminense, onde estudou de 1967 a 1970, Jacques Medeiros, após a formatura, retorna ao Maranhão e trabalha na Secretaria de Agricultura do estado. Em períodos diversos, desenvolve funções de gestão no Banco de Desenvolvimento do Maranhão: Chefe da Divisão de Acompanhamento e Controle de Projetos (1977/78), Chefe do Departamento Rural (1978/79) e Chefe da Divisão Agroindustrial (1987). No Banco do Estado do Maranhão, foi Diretor de Crédito Imobiliário (1994) e Diretor Administrativo (1995/2000).

No campo da Educação, Jacques Inandy Medeiros mostrou seu talento desde cedo: ainda menor, aos 17 anos, já dava aulas no Colégio Caxiense e, depois, na Escola Normal de Caxias e Ginásio Coelho Netto. Em São Luís, estudou no Liceu Maranhense. Nos anos 1970, após retornar do Rio de Janeiro, já veterinário formado, Jacques Medeiros passa a dar aulas na Universidade Estadual do Maranhão (Uema), na capital: em 1975/76 ministra Biofísica, Bacteriologia e Imunologia no curso de Medicina Veterinária. De 1975 a 1979, dirige o Departamento de Ciências Fisiológicas da Unidade de Estudos de Agronomia. Em 1982/83 é membro titular do Conselho Universitário da Uema e, de 1979 a 1983, diretor da Faculdade de Medicina Veterinária, escola que ele ajudou a fundar. De 1983 a 1987, chega ao topo da carreira: reitor da Universidade da qual, de 1975 a 1990, era professor titular.

Após a reitoria, Jacques Medeiros foi convidado a emprestar seu talento à Educação e Cultura de sua cidade. Deu aulas no Centro de Estudos Superiores de Caxias (Cesc/Uema) e, de 1989 a 1991, foi secretário da Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia. Depois, de 2005 a 2006, foi secretário da Secretaria de Cultura, Patrimônio Histórico, Esporte, Turismo e Juventude de Caxias. Na mesma época, de 2002 a 2006, foi presidente eleito e reeleito da Academia Caxiense de Letras. Também foi membro fundador do Instituto Histórico e Geográfico de Caxias (IHGC), do qual foi vice-presidente. No IHGC ocupa a Cadeira nº 7, cujo patrono é seu pai, o professor, jornalista, servidor público e gestor escolar Francisco Caldas Medeiros, caxiense que, tão precoce quanto o futuro filho, já aos 20 anos era oficialmente nomeado como diretor de uma escola estadual, o Colégio Agrícola, no município de Barra do Corda.

Jacques Medeiros escreveu diversos livros, entre eles o muito citado “Arca de Memórias” e “A História da Educação de Caxias”. Era dono de vasta cultura, literária, universal. Gostava de viajar pelo mundo. Sabia de memória dados geográficos dos diversos países, muitos visitados por ele. Apoiava e estimulava novos escritores.

Sua prestação de serviços o levou a ser homenageado com a Medalha do Mérito Timbira, Medalha do Mérito Brigadeiro Falcão e Medalha Gomes de Sousa de Mérito Universitário.

Em São Luís, prefeito Américo de Sousa busca parcerias e recursos para Coelho Neto

16.10.19

O deputado estadual Rafael Leitoa (PDT), líder do governo estadual na Assembleia Legislativa, acompanhou o prefeito Américo de Sousa (PT) em uma extensa agenda em São Luís no início desta semana.

O Deputado Estadual e o prefeito de Coelho Neto estiveram em Secretarias de Estado apresentando demandas do município, pleiteando parcerias e buscando recursos para áreas consideradas prioritárias para o desenvolvimento de Coelho Neto.

Em visita a sede do Detran, Américo de Sousa e Rafael Leitoa foram recebidos pelo diretor operacional do órgão, David Wilson, oportunidade em discutiram a instalação em Coelho Neto de um Posto Avançado do Detran, afim de atender toda demanda de Coelho Neto e região. Em seguida o prefeito e o deputado estiveram na Secretária de Estado do Esportes e Lazer, onde em reunião com o Secretário Rogério Cafeteira pleitearam parceria no sentido de viabilizar a implantação do projeto “Bom de Bola”, que visa a implantação na cidade de escolinhas de futebol para atender até 160 crianças.

O deputado Rafael Leitoa destacou que a instalação do posto avançado em Coelho Neto será de “grande importância para a população”, já o prefeito Américo destacou que a instalação do projeto “Bom de Bola” em Coelho Neto poderá possibilitar o desenvolvimento do próximo talento do futebolismo na cidade, em clara referência ao atleta Elkeson Cardoso.

A parceira do prefeito Américo com o deputado tem sido benéfica para Coelho Neto, onde Rafael Leitoa não poupa esforços na defesa dos interesses da cidade em Coelho Neto, honrando todos os votos que recebeu na cidade. (Do Observatório dos Cocais)

COELHO NETO – Moradores da zona rural recebem documentação emitida através do Projeto Prefeitura na Comunidade


O Procon/Viva é um dos órgãos que participa do Projeto Prefeitura na Comunidade, promovido pela Prefeitura de Coelho Neto, levando cidadania através da oferta de documentos básicos e gratuitos para moradores das regiões contempladas, disponibilizando ações de triagem e agendamento para Alistamento Militar, CPF e RG, orientações jurídicas e orientação sobre a defesa do consumidor.

Concretizando as ações realizadas no projeto, o coordenador do órgão, Manoel de Jesus (Jesuszinho) e equipe realizaram a entrega da documentação emitida nas edições anteriores. De acordo com o coordenador, o Procon/Viva tem levado cidadania para as comunidades, facilitando o acesso à documentação para a população da zona rural, que antes teria que se deslocar para outras cidades em busca desses serviços: "A emissão de documentos básicos tem sido um grande investimento realizado pelo Prefeito Américo de Sousa. Estamos diariamente atendendo toda a população, que tem sido beneficiada e prontamente atendida". (Da assessoria)

Pesquisa divulgada não convence ao tentar mostrar cenário político de Timon

15.10.19

Blog do Elias Lacerda - Carregada de polêmicas e números que não batem com uma pesquisa convencional, a pesquisa de um tal de Instituto de Opinião Pública divulgada desde a noite de ontem, segunda (14) ,  em Timon não convenceu e acabou gerando infinitas interrogações sobre o método utilizado pelo instituto.

O primeiro descompasso da realidade foi o número de entrevistados. Quase duas mil pessoas quando se sabe que a média normal de qualquer instituto para um número de eleitores que possui Timon é de 300 a 500 entrevistados. Quase dois mil entrevistados é quando se mede intenção de votos para presidente da república e na maioria das vezes, nem nesses casos Folha de São Paulo ou Ibope costumam utilizar tamanha amostragem.

Depois,  o número de entrevistados nos bairros. O centro da cidade, que está longe de ser o maior bairro, ficou com 429 entrevistados, contra 182 entrevistados nos bairros Parque Piauí I,II e II, sendo que estes somados concentram o maior número de eleitores do município.

Para completar o rosário de dúvidas que mantém a pesquisa, na apresentação da metodologia o instituto informa que a pesquisa foi realizada entre os dias 31 de setembro (esta data não existe no calendário) a 2 de outubro, como o leitor mesmo pode constatar no print abaixo:

A pesquisa que tinha a intenção de avaliar a administração do prefeito Luciano Leitoa, do governador Flávio Dino e mostrar a intenção de votos para prefeito da cidade, colocou o coronel Shinneyder na frente na intenção de votos, Rafael Leitoa em segundo e sepultou as pré-candidaturas de Socorro Waquim, Jaconias Morais e Henrique Júnior.

Pior mesmo fizeram com o pré-candidato Leandro Bello, do DEM. Mesmo com tamanha amostragem de quase duas mil pessoas entrevistadas, ele sequer foi citado.

Claro que com tanto rastro de absurdos deixados na pesquisa, poucos foram os que acreditaram na possibilidade de qualquer veracidade nos números. Mesmo assim ainda tiveram muitos defensores da pré-candidatura do coronel Shinneyder, especialmente o vereador Anderson Pêgo, defendendo e dizendo acreditar na pesquisa.

Segue o jogo…

O VAR E O ABUSO DE AUTORIDADE


Por Roberto Veloso, ex-presidente da Associação dos Juízes Federais do Brasil – AJUFE
@robertoveloso_

Quando se vai assistir a uma partida de futebol da série A do campeonato brasileiro, a grande estrela é o VAR. Uma sala equipada com monitores de televisão por todos os lados, onde árbitros da CBF averiguam a legalidade e normalidade dos lances e dos gols.

Os comentaristas estão em estado de irritação e aborrecimento, porque gritam gol e depois de alguns minutos, com o árbitro postando a mão no ouvido, o lance é anulado e a torcida do time beneficiado pelo VAR vibra como se o tento tivesse sido marcado em seu favor. Jogadas dentro da área são revistas e pênaltis marcados de faltas passadas desapercebidas pela arbitragem.

Depois da entrada em vigor da Lei 13.869/2019 em janeiro de 2020, a legalidade das decisões e sentenças dos juízes ficarão aguardando a avaliação de um VAR simbólico representado pelas partes e pelo ministério público, para saber se o magistrado decretou a prisão ou condenou para prejudicar alguém, beneficiar a si mesmo ou a terceiro, ou, ainda, por mero capricho ou satisfação pessoal.

A lei não pretende punir a exceção, que realmente pode acontecer. A exemplo de um juiz por ter tido o seu veículo avariado por outro em um acidente de trânsito sem vítimas, manda prender o motorista do carro causador da batida. Isso é um abuso de autoridade e deve ser punido.

No entanto, a lei aprovada não deseja punir a exceção, mas a regra. A atividade cotidiana de todo juiz criminal é analisar prisões em flagrante realizadas pela Polícia e decretar prisões requeridas. Assim, todas as decisões ficarão à mercê de uma revisão pelas partes para saber se estão enquadradas ou não na Lei 13.869/2019. A exemplo das realizadas no campeonato brasileiro pelo VAR.

Quando o Tribunal de Apelação conceder o Habeas Corpus declarando que a prisão decretada pelo juiz não se justifica, então não há mais o que discutir, o juiz cometeu abuso de autoridade. É essa circunstância que está a angustiar a magistratura criminal brasileira.

Fico a me lembrar de um colega magistrado que condenou uma quadrilha de assaltantes de banco, com inúmeros latrocínios (homicídios para roubar) praticados. Perguntado pela reportagem qual o sentimento dele naquele momento em que o bando estava preso e condenado, respondeu que estava pessoalmente satisfeito.

Se fosse agora, incidiria nas penas do art. 9°, da Lei 13.869/2019 (Lei do Abuso de Autoridade), por estar satisfeito pessoalmente com a prisão e condenação dos acusados. O magistrado cumpridor do seu dever poderia ser condenado a uma pena semelhante a quem pratica o crime de furto, apropriação indébita e receptação.

Imagino a situação das magistradas e magistrados encarregados de processar e julgar os crimes de violência contra a mulher. Justamente no momento em que mais se precisa de medidas fortes e rápidas para coibir o aumento de feminicídios. Um tipo de crime que é praticado, na maioria dos casos, sem testemunhas. É querer um juiz Super-Homem ou uma juíza Mulher-Maravilha para decretar a prisão de um feminicida correndo o risco de responder a um processo criminal.

Por essa e outras razões, há a necessidade de o Supremo Tribunal Federal se manifestar sobre o alcance da lei aprovada. Pela reação ocorrida até o momento, com inúmeras decisões determinando a soltura de presos e não concedendo prisões provisórias, existe o risco de colapsar a Justiça criminal de 1° grau, justamente a responsável pela prestação jurisdicional de primeira hora no caso de crimes. É hora de pensar qual o Judiciário se deseja para o Brasil.

Ação conjunta entre polícias Civil e Militar prende suposta quadrilha em Caxias


Prisão aconteceu nessa segunda-feira (14).

Uma operação conjunta das polícias Civil e Militar resultou na prisão de quatro pessoas, sendo três homens e uma mulher, nessa segunda-feira (14) em Caxias. 

De acordo com o delegado regional da Polícia Civil, Jair Paiva, “na semana passada aconteceu um assalto a um depósito de materiais de construção em Caxias, onde figurou um veículo Golf suspeito de ter sido usado no crime; a Polícia Militar de Timon repassou para o pessoal do 2º BPM a possível placa desse veículo. A investigação apontou que o carro é de uma empresária falecida de Coelho Neto e a sua família teria ido para Timon. Ontem, a PM conseguiu rastrear esse carro saindo de Timon e foi abordado na entrada de Caxias pela Força Tática”.

Após as quatro pessoas serem apresentadas na delegacia de Polícia Civil, a polícia constatou que haviam dois mandados de prisão em aberto (um por homicídio e outro por porte ilegal de arma) em desfavor do motorista, identificado como sendo Antônio Luís Silva de Assunção Filho, vulgo “Gol Bala”, e que os demais ocupantes do veículo possuem passagens criminais por envolvimento com tráfico de drogas e assaltos.

“Resolvemos fazer a autuação em flagrante por associação criminosa, por entendermos que aqui eles estavam praticando crimes, possivelmente envolvidos no roubo do depósito de material de construção. São indivíduos de altíssima periculosidade, principalmente o condutor do veículo, e que não é a primeira vez que vêm à cidade. Agora vamos começar a segunda etapa da investigação para identificar os possíveis crimes que aconteceram aqui, principalmente de assaltos”, acrescenta o delegado. (Portal Noca)

COELHO NETO – Secretaria Municipal de Saúde promove ações alusivas à Semana do Bebê

14.10.19

Com o apoio da Prefeitura de Coelho Neto, a Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Núcleo Ampliado de Saúde da Família-NASF, está promovendo a Semana do Bebê. A ação acontece simultaneamente em todas as Unidades Básicas de Saúde do município. 

Durante as atividades, os profissionais de saúde orientam as gestantes sobre os cuidados para com o recém-nascido. A secretária municipal de saúde, Ravanne Bastos, ressaltou com imensa alegria a importância dos trabalhos desenvolvidos pelas esquipes da secretaria, com comprometimento e responsabilidade. Segundo ela, o resultado tem sido satisfatório e contribui para a continua melhoria dos serviços ofertados para esse público. 

A Semana do Bebê é um momento de reflexão sobre as atividades e ações de saúde direcionadas às crianças, desde os cuidados durante a gestação até os primeiros passos. (Blog do Raphael Duarte)

Sarney diz que Irmã Dulce o livrou de vaias


Blog do John Cutrim - Direto do Vaticano, o ex-senador José Sarney revelou em artigo.que Irmã Dulce o livrou de muitas vaias. O ‘milagre’, segundo Sarney, ocorreu quando ele descia a rampa do Planalto no último dia de Presidente da República. Após um governo desastroso e impopular, de inflação de 1972,91%, Sarney achou que seria vaiado pela população, contudo a presença de Irmã Dulce o fez ser aplaudido.

Confira como foi abaixo:

Por José Sarney

Estou em Roma, emocionado. Eu que tantas vezes estive nesta cidade, que é uma síntese da História, desta vez aqui me trouxe a fé.

A fé numa Santa que conheci muito de perto, que amei pelo seu trabalho e pela santidade de sua vida: Irmã Dulce.

Venho para refazer o gesto que fiz em minha vida, beijar-lhe os pés de Santa — que sempre foi e agora o Papa Francisco canoniza.

Ainda hoje recordo essa emoção: poucos dias antes de falecer, em seu leito de agonia, no que não era cama — era quase uma cadeira —, eu lhe disse: “Eu sou indigno de fazer outra coisa, senão de beijar-lhe os pés.” Ali, eu beijei os pés de Irmã Dulce, ajoelhado.

Agora no Vaticano, rezarei pela minha família, pelos meus amigos, pelo povo do Maranhão. Farei meu pedido pela Paz, pela saúde e pela felicidade de todos.

Irmã Dulce nos deu o exemplo da caridade e da virtude esquecidas. A sociedade capitalista gera valores materiais e negligencia os valores espirituais. Irmã Dulce era uma tocha permanente, que brilhava para lembrar que não podemos ficar, somente, no usufruto dos nossos bens, sem pensar no universo que nos rodeia, nos miseráveis, nos pobres, nos deserdados.

Ela era o cristianismo sem adjetivos, uma esmoler dos doentes. Irmã Dulce era uma flor de amor e de bondade, esse desejo de ser um pedaço de Deus nas ruas de Salvador da Bahia. Doce como os santos, santa como os profetas.

Eu tinha conhecimento da obra social de Irmã Dulce. A comunhão do nosso espírito consolidou-se quando a conheci pessoalmente, como presidente.

Visitei-a sempre, algumas vezes no anonimato. A amizade que tínhamos um pelo outro era nutrida de nossos sentimentos comuns de amor ao próximo e só fez se consolidar com o passar dos anos, em benefício maior da parte que me toca, visto que a minha alma se engrandece na memória de alguém tão pura, como enriquecia, ontem, no convívio com uma pessoa tão abnegada ao próximo.

Em 1988, indiquei nossa Irmã Dulce para o Prêmio Nobel da Paz. Não estava somente atestando preferência e escolha pessoais, expressava o que habitava no fundo da alma brasileira.

Quando ouvia sua sobrinha, Maria Rita, me dizer que o Vaticano pedia mais um milagre de Irmã Dulce, eu respondia: eu sou testemunha, ela já me fez mil milagres. Ao deixar o governo, eu ia descer a rampa numa situação difícil. Então, antes de sair, reuni minha família, minha mulher, meus filhos e coloquei um lenço no bolso para as lágrimas.

E disse a todos: “Olhem, vocês se preparem. Agora, vou descer a rampa do Palácio” — na frente, havia uma multidão —: “metade vem para aplaudir o candidato que vai tomar posse, a outra metade vem para vaiar o candidato que vai tomar posse, mas todas as duas correntes vêm para me vaiar.” Peguei na mão da minha mulher e dos meus filhos e desci a rampa.

Não sei por que, ao descer, senti ao meu lado alguém. Olhei, procurava ver quem estava ali: era Irmã Dulce. Tirei o lenço do bolso e o sacudi como quem se despedia. De repente, aquela multidão, de um lado e de outro, que vinha para me vaiar, começou a me aplaudir. Eu não sabia nem como. Vi as pessoas chorarem. Eu me dizia: é milagre da Irmã Dulce!

Agora, a Igreja reconhece um milagre especial: um homem cego rezou a Irmã Dulce. Os médicos afirmam: ele continua cego, mas, pela intercessão de Irmã Dulce, vê.

Santa Irmã Dulce, rogai por nós!

CAXIAS - Agricultores familiares recebem aves na 2ª etapa do projeto de Produção de Ovos Caipiras


A Secretaria Municipal de Agricultura e Pesca realizou a entrega de mais 2 mil aves da linhagem Bankiva do projeto de Produção de Ovos Caipira, que está sendo desenvolvido por 200 famílias em Caxias, nos três distritos.

Os ovos caipiras são tidos como de melhor qualidade porque são gerados por galinhas mais bem cuidadas, que vivem com mais liberdade. Já os ovos de granja, que são os mais comuns, são gerados por galinhas condicionadas à produtividade. Elas ficam confinadas por muito tempo e vivem em condições adversas.

“Esse projeto é de alta importância para a nossa região, porque com a doação dessas frangas, que já estamos no 2º lote, nós buscamos aumentar a produção de ovos na nossa cidade, pois o déficit é muito grande. Isso vai fazer com que aumente a cadeia produtiva e vai aquecer a economia. Nós já estamos colhendo ovos da 1ª etapa, que estão sendo disponibilizados no mercado, nas feiras, inclusive na Feirinha da Gente”, disse Herbert Dete, secretário adjunto de Agricultura e Pesca.

“É muito importante para as famílias para melhorar a nossa produção e também um extra que a gente vai ter a mais, venda de ovos. Eu só crio as caipiras do interior, mas dessa aqui é a primeira vez que estou recebendo”, disse Vilmar, do povoado Engenho D’ Água, no 2º Distrito.

O objetivo é aumentar a produção de ovos caipiras. Hoje, somente 8% dos ovos consumidos pelos caxienses são produzidos em Caxias, ou seja, mais de 90% vem de fora. A ideia é mudar essa realidade. Os lotes de 40 e 80 unidades são divididos conforme a capacidade produtiva das famílias.

“É só trabalhar direitinho para dar produção. O nosso objetivo é crescer. Às vezes, eu chego a 100 galinhas, quando estão no ponto aí eu vendo, aí eu pego os pintinhos e separo pra colocar pra crescer. Agora, com esse projeto das frangas, a gente quer aumentar a produção de ovos”, disse Francinete Alves, do povoado Vitória, 2º Distrito.

“Estamos na 2ª etapa de um total de três. O objetivo é apresentar aos produtores de Caxias uma linhagem com um potencial produtivo melhor. E, em resumo, é uma excelente oportunidade de negócio, e como está sendo provado, já temos depoimentos de produtores do primeiro lote que estão satisfeitos com as vendas dos ovos e estão ampliando o negócio. Nós damos assistência técnica, nós criamos um grupo de WhatsApp onde nós vamos informando a todos ao mesmo tempo, orientando como cuidar e, quando necessário, vamos ao local para melhor orientar”, disse Adailton Matões, agrônomo da Secretaria Municipal de Agricultura. (Da assessoria)

Maranhão receberá R$ 563 milhões do pré-sal


Os estados deverão gastar o dinheiro com os rombos de seus regimes de Previdência

A Câmara aprovou o projeto que distribui os R$ 106,5 bilhões que o governo espera arrecadar com o megaleilão do pré-sal. Desse montante, o Maranhão receberá R$ 563 milhões.

Desse valor, R$ 10,9 bilhões serão distribuídos entre os estados, que deverão gastar o dinheiro com os rombos de seus regimes de Previdência. A sobra, se houver, poderá ser usada para investimentos.

Paulo Marinho Júnior fala ao Blog sobre a experiência de assumir o cargo de prefeito de Caxias: “é muito bom poder ajudar as pessoas”

12.10.19
Paulo Marinho Júnior diz que gostou da experiência de poder ajudar as pessoas

O prefeito em exercício, Paulo Marinho Júnior, recebeu o signatário do Blog nesta sexta-feira (11) para falar sobre os dias que está a frente do cargo mais importante do município e sobre o resultado dessa experiência.

Questionado, Paulinho avaliou que está sendo bom ser prefeito, pois “é muito bom poder ajudar as pessoas, poder realizar um sonho de muito tempo”.

Sobre as especulações em torno da exoneração do secretário adjunto da Saúde, Ermando Vieira, e se algum outro servidor foi exonerado durante sua interinidade, Paulinho respondeu serenamente que não. “Teve até quem me chamasse de faxineiro, mas o objetivo não era fazer faxina, apesar de gostar muito de ter uma casa organizada. Mas graças a Deus a equipe é ótima, o Fábio sempre teve a felicidade de escolher pessoas pra estar na frente da gestão e somente houve um ajuste pontual, mas, graças a Deus, tudo ocorreu dentro da normalidade”.

Quanto a alguma medida implementada por ele nos últimos dias que mereça destaque, Paulinho apontou a solução de casos referentes ao TFD (Tratamento Fora de Domicílio). “Eu fiquei muito sensibilizado com a situação do TFD e procurei dar uma prioridade para aquelas pessoas que precisavam desse suporte da Prefeitura de Caxias”, explicou Paulinho. “A gente conseguiu estar buscando regularizar essa situação para que essas pessoas que precisam dessa ajuda pudessem ser ajudadas, além de outros ajustes pontuais”.

Se a interinidade foi como achava que seria e como avalia esses 10 dias no cargo de prefeito, Paulinho disse que não havia criado nenhum tipo de expectativa, mas que gostou da experiência. “Eu gostei muito da experiência e agradecer pessoalmente o Fábio quando ele chegar por ter me dado essa oportunidade de realizar um sonho”.

O signatário do blog perguntou ao prefeito em exercício a avaliação que ele teve nos últimos dias sobre o que viu, o que deve ser implementado, o que precisa ser melhorado na administração e se ele fará uma avaliação junto ao prefeito Fábio Gentil na segunda-feira (14). “Na vida a gente sempre pode melhorar. Com certeza, quando o nosso prefeito chegar agora no começo da semana, a gente vai ter uma conversa, eu vou passar o que aconteceu, as decisões que eu tive que tomar”.

O prefeito interino aproveitou a entrevista para anunciar em primeira mão que assinou a adesão do município de Caxias ao Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares. “Assinei pela Prefeitura, aderindo ao Programa das Escolas Cívico-Militares. Nós tínhamos um prazo até esta sexta-feira [11] de informar ao governo federal se a Prefeitura de Caxias iria aderir ou não ao Programa, e eu tomei a decisão de aderir, obviamente em sintonia com o prefeito Fábio Gentil”.

Quanto a rotina de trabalho como prefeito, Paulinho explicou que foram “mais rotinas administrativas”. “Reuni os secretários, vendo os problemas comuns do dia a dia, mas nenhum tipo de grande decisão. As decisões grandes, que poderiam esperar, estão aguardando o nosso prefeito retornar na segunda-feira para que a gente possa decidir em conjunto”.