DIREITO DE RESPOSTA: Ex-assessor de Magno Magalhães alega que não está assessorando Mário Assunção e que “costuma representar algumas empresas” junto a CCL de Caxias

25.1.19

Com a alegação de que sua saída do gabinete do vereador Magno Magalhães deu-se pela “necessidade de se iniciar novos ciclos”, o ex-assessor parlamentar, Gregório Moura, enviou direito de resposta ao Blog para esclarecer o episódio.

Segue o direito de resposta do assessor referente a postagem do último dia 14/01 (reveja aqui) e em seguida o comentário do blogueiro:

DIREITO DE RESPOSTA

Considerando a matéria veiculada no blog do Sabá  e as repercussões que causaram ao longo dos dias, venho, através desse comunicado, esclarecer o seguinte:

- Eu e o Vereador Magno Magalhães mantemos uma amizade de longa data com respeito e admiração de ambas as partes;

- Em nenhum momento eu abandonei o Vereador Magno Magalhães para trabalhar com o Vereador Mario Assunção, sendo que esta mera notícia não passa de uma “Fake News”;

- É de conhecimento de todos que na política devemos sempre manter um bom diálogo com todas as partes e principalmente dentro de um grupo, com o objetivo de atender as demandas da sociedade;

- Eu e o Vereador Mário Assunção mantemos uma relação de respeito recíproco, e conversamos várias vezes sobre o atual momento da política local, mas reitero que não há nenhum movimento para que eu passe assessorá-lo, pois os profissionais que o acompanham são bastante hábeis para o desenvolvimento das atividades político-partidárias;

- A exclusão da minha rede social não possui nenhuma ligação com minha saída do gabinete do Vereador Magno Magalhães, cuja decisão foi tomada em comum acordo tendo em vista a necessidade de se iniciar novos ciclos;

- A mudança de rede social deu-se pelo fato de que no perfil antigo haviam muitos “fakes” e estes tumultuavam minhas relações políticas com comentários maldosos, mentirosos e eivados de más intenções;

- Sobre a questão do meu nome nas redes sociais, esclareço que no momento da edição do perfil a substituição de “Moura” por “Neto” foi somente como ferramenta didática;

- Acerca da minha ida reiteradas vezes na CCL - Caxias, informo que costumo representar algumas empresas e sou remunerado por isso. Ademais, é sabido que a licitação é pública e quem deseja participar só se dirigir a CCL – Caxias para fazer a retirada do edital.

- Por fim, deixo claro que minhas relações políticas sempre foram pautadas de forma honesta e sincera e que nunca eu deixei de cumprir meus acordos e tampouco trai meus parceiros políticos, mantendo sempre minhas convicções e os ideais que entendo ser correto.

Gregório dos Santos Moura Neto

Meu comentário:

Bem, quanto a negativa de agora prestar assessoria ao vereador Mário Assunção, esclareço que a parceria de fato não não chegou a ser concretizada, uma vez que o interesse de um não bateu com o do outro e tudo ficou só nas conversas preliminares.

Sobre a mudança do perfil na rede social, Gregório surpreende com a alegação de que na sua conta antiga haviam muitos “fakes” e que estes tumultuavam suas “relações políticas com comentários maldosos, mentirosos e eivados de más intenções”, o que chega a comover o titular do Blog. Uma pena que nesse quesito ele não tenha citado o episódio que levou o vereador Magno Magalhães a proferir forte discurso na Câmara sobre o tratamento recebido pelo então assessor nas dependências da Secretaria de Saúde do município, o que poderia jogar uma luz sobre o assunto.

Nas suas idas á Comissão Central de Licitação em Caxias, quando era desatento na retirada de editais de licitação de várias modalidades de bens e serviços, o esclarecimento se torna surpreendente mais uma vez, pois a alegação de que representa “algumas empresas” junto ao órgão é uma novidade na praça, uma vez que na sua condição de assessor parlamentar, não soa nada recomendável essa sua intermediação entre “algumas empresas” e o poder público, uma vez que ao vereador é vedado esse tipo de prática e alguém pode ligar, mesmo não tendo nenhuma relação, essa “intermediação” com o parlamentar assessorado.

Por fim, embora não tenha esclarecido no seu direito de resposta, e nem precisava, Gregório Moura Neto agora está assessorando Téodulo Aragão, primo do prefeito Fábio Gentil e que está avançando com voracidade sobre diversos cabos eleitorais da cidade, uma vez que não está tendo muito critério na escolha daqueles que poderão ajudar na sua empreitada eleitoral em 2020.

Representando “algumas empresas” junto a CCL de Caxias, e mesmo tendo sido perguntado não esclareceu quais essas empresas, Gregório Moura deverá asseverar suas andanças pelo órgão, uma vez que não possui mais nenhum tipo de relação com vereadores de Caxias, mas sim com o todo poderoso Teódulo Aragão..

Teódulo Aragão articula bem sua entrada na política caxiense e conta com a benção do primo Fábio Gentil, que teria avalizado a nova assessoria.

Fábio Gentil sabe escolher aliados para si e para a família...

0 comentários:

Postar um comentário