Lembram do “melhor e mais seguro carnaval da história de Caxias”? Empresas de segurança privada, que garantiram a tranquilidade do evento, ainda não receberam o pagamento

31.3.16
Seguranças que trabalharam no carnaval 2016 ainda não receberam o pagamento pelo serviço e passaram uma Semana Santa ‘inesquecivel’

O caxiense cansou de ver e ouvir a mídia coutinhiana martelar sobre o sucesso do carnaval 2016.

Foram incontáveis reportagens veiculadas na TV da Prefeitura, e também na internet, abusando dos superlativos para falar do “maior carnaval da história de Caxias”.

Surfando na onda desse “histórico carnaval”, o prefeito Léo Coutinho também não poupou em utilizar os os programas da emissora oficial do município para conceder entrevistas ditas ‘exclusivas’ onde abordava o estrondoso sucesso do evento.

Tanto nas entrevistas do prefeito como nas matérias  da TV da Prefeitura, a questão da segurança, onde não foram registrados grandes incidentes, foi ‘vendida’ como outra grande conquista da administração municipal.

Em todos os superlativos usados para abordar o carnaval 2016 em Caxias, tenho que concordar no quesito “segurança”.

Realmente, a quantidade excessiva de seguranças particulares contratados pela Prefeitura de Caxias, somados ao aparato da Guarda Municipal e Policia Militar, proporcionaram uma festa de momo tranquila e sem incidentes graves nos principais pontos da festa oficial.

No entanto, assim como em 2015, quando a empresa de segurança que trabalhou naquele Carnaval passou um sufoco danado pra receber pelo serviço prestado, neste ano, quando a segurança do evento foi festejada como um dos pontos principais do sucesso da folia, acontece a mesmíssima coisa.

Conforme publicado aqui no blog (reveja aqui), a empresa que trabalhou no evento de 2015 estava sem receber o pagamento pelo serviço após 30 dias do término do mesmo.

Após a postagem do blog, a Prefeitura providenciou rapidamente o pagamento desses trabalhadores.

Já neste ano, os profissionais que proporcionaram tantas matérias positivas da Prefeitura de Caxias, por terem sido fundamentais para o sucesso do carnaval, até hoje não receberam pelo serviço.

Passando uma Semana Santa ‘inesquecível’, quando não tiveram condições de comprar o bacalhau, o peixe, a sardinha, e nem mesmo o ovo, os confetes jogados no carnaval 2016 soam com uma pontinha de decepção para os valorosos seguranças da festa.

Pôxa! E eu que pensava que o sucesso e a alegria do Carnaval fosse dividido com todos os envolvidos na realização do evento...

1 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    E esse governo. N é o governo q paga tudo em dias. Kkkkkk

Postar um comentário