Governo do Estado entrega barracas padronizadas para agricultores da região metropolitana de São Luís

1.3.16
Agricultores familiares da região metropolitana de São Luís 
recebem kits da Feira da Agricultura Familiar.
Para garantir melhor comercialização de produtos, o Governo do Estado, por meio do Sistema de Agricultura Familiar, composto pela Secretaria de Estado da Agricultura Familiar (SAF) e da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão (Agerp) e Iterma, realizou neste final de semana, na regional da Agerp em São Luís, no bairro João Paulo, a entrega de kits de Feira da Agricultura Familiar, como parte do programa ‘Mais Feiras da Agricultura Familiar’, que será lançado no próximo dia 10. 

Foram entregues aos 20 feirantes da Feira do João Paulo, dezoito barracas, quatro balanças, caixas de isopor e de aves, jalecos, camisas e bonés identificados com o programa. Os feirantes da ‘Feirinha da Agerp’, como é conhecida no João Paulo, reúne agricultores familiares dos municípios de São Luís, Paço do Lumiar, Raposa e São José de Ribamar, que comercializam produtos há dez anos no local.

O secretário da SAF, Adelmo Soares, destacou a entrega dos kits do programa ‘Mais Feiras’ como um dos eixos do desenvolvimento do Maranhão, que é a comercialização, que atrelada ao conhecimento e a produção fortalecem a agricultura familiar do estado.

Os agricultores estão muito felizes com essa nova estrutura das barracas. A feirinha já existia e não estamos apenas substituindo os equipamentos antigos, estamos trazendo para os feirantes capacitação e treinamento de como podem melhorar o atendimento. Atendendo às orientações do governador Flávio Dino também estamos orientando a questão da higiene e gestão de renda”, disse o secretário Adelmo.

De acordo com o presidente da Agerp, Júlio César Mendonça, todas as dezenove regionais da Agerp receberão um kit do ‘Mais Feiras’, São Luís foi a primeira cidade contemplada. A ação vai garantir aos agricultores condições salubres de venda e oferecer maior qualidade atendimento.

Além das regionais, o programa será levado para os 30 municípios do Plano ‘Mais IDH’. É o ‘Mais IDH’ levando conhecimento e produção às famílias e o ‘Mais Feiras’ inserindo esses agricultores no mercado. Hoje estamos realizando a primeira feira, um marco para uma nova agricultura familiar na capital e no Maranhão”, ressaltou o presidente da Agerp, Júlio César.

Segundo a superintendente de Comercialização da SAF, Marilene Bandeira, a Feira é um atrativo e a comercialização é a arte do convencimento. “O Governo do Estado está garantindo organização, limpeza, higiene e produtos de qualidade com a Feira da Agricultura Familiar. Um ambiente atraente, com boas condições e oferecendo produtos direto do produtor”, completou a superintendente.

Cheiro verde, alface, rúcula, cebolinha, milho, coco d’água, couve, milho, murici, acerola, entre outros, além de artesanato e plantas ornamentais, é o que o consumidor encontra na Feira da Agricultura Familiar do João Paulo.

Para a agricultora Júlia Silva Assunção, há dez anos os agricultores de várias localidades da Ilha comercializam no local e já sentiram o impacto que a nova estrutura está proporcionando aos feirantes e à população em geral.

Estamos realizando um sonho em poder comercializar em um novo ambiente. Até o número da clientela aumentou hoje e gerou um crescimento na renda. Com essas barracas mais amplas vamos trazer mais produção e o feirante vai sair daqui com dinheiro garantido no bolso. Agradecemos muito ao Governo que está com uma gestão de cara nova pronta a nos ajudar”, enfatizou a agricultora Júlia.

Estiveram presentes na Feira a secretária de Estado da Mulher, Laurinda Pinto, os diretores da Agerp, Pedro Pascoal e Sayd Zaydan, o gestor regional da Agerp São Luís, Ananias Sousa, o secretário Municipal de Agricultura de São José de Ribamar, Pedro Oscar, e equipe técnica da SAF, Agerp e Iterma.

‘Mais Feiras da Agricultura Familiar’

O programa ‘Mais Feiras’ visa implantar e estruturar feiras para comercialização dos produtos da agricultura familiar e da economia solidária que permitirá aos agricultores aumentar a renda familiar resultante da comercialização nos 30 municípios de menor IDH e nas 19 regionais da Agerp. No próximo dia 10 de março será lançado oficialmente o programa em uma solenidade no Palácio Henrique de La Rocque. 

0 comentários:

Postar um comentário