Depois de 30 anos do último representante na Câmara Municipal de Caxias, família Oliveira (Bebé) pode novamente conquistar uma cadeira no parlamento

4.3.16
Sebastião Oliveira reúne condições de unir a tradicional 
família em busca de um mandato na Câmara Municipal
Com a proximidade do pleito eleitoral de outubro, as movimentações politicas em torno de nomes e grupos que tenham condições de sucesso nas urnas movimenta os bastidores.

Existem candidatos que estão há várias eleições tentando uma vaga na Câmara de Vereadores que já se tornaram figuras conhecidas do eleitorado e do imaginário da população, sendo que muitos até fazem parte do folclore da cidade, devido as inúmeras tentativas frustradas de obterem êxito.

Entre aqueles mais conhecidos dos caxienses encontram-se os membros da família Oliveira, conhecidos popularmente como os Bebé.

Já tendo conseguido eleger dois vereadores em Caxias, feito obtido há 30 anos, de lá para cá os Oliveiras se dividiram e se afastaram cada vez mais numa disputa entre os membros da família para ver quem consegue repetir o feito de um passado distante e novamente ocupar uma cadeira na Câmara Municipal.

É simplesmente impressionante que os Oliveiras (Bebé), depois de elegerem dois vereadores e de uma longínqua experiência com a política ainda não aprenderam que a mesma só se faz com grupo e não individualmente.

Lançar um, dois ou três candidatos é no mínimo "insano", e o que muito impressiona é o simples fato dos membros desse clã ainda não tenham se dado ao luxo de "pensar", sim, " PENSAR", não estou me referindo à capacidade cognitiva de nenhum dos Oliveiras, muito menos os taxando de forma pejorativa, estou simplesmente imbuindo os fatos e chegando a uma conclusão um tanto quanto decepcionante, pois é nítido e notório o sucesso de alguns membros desse clã.

A família Oliveira é uma das mais tradicionais do município, então por que não se unem em torno de um único nome? Alguém jovem, com trabalho prestado, com liderança e com vontade de ir pra guerra seria o ideal para enfrentar uma campanha política das mais difíceis, como a que se desenha para outubro próximo.

Será porque alguns estão mais interessado em manter seus empreguinhos e não conseguem visualizar a situação como um todo? Parece que os mesmos não conseguem enxergar que unidos terão mais força do que imaginam.

Não estão vendo que trinta anos de tentativas frustadas significa que a fórmula está errada e por essa razão a imagem de muitos membros ficaram extremamente pesadas.

Enfim, serão, novamente, uma família em ascensão e finalmente deixarão de servir de chacota e ocuparam o seu lugar, de fato, na câmara municipal.

Uma das jovens lideranças mais expressivas de Caxias está se consolidando cada dia mais como o melhor nome dos Oliveiras para concorrer ao pleito que se aproxima.

Sebastião Oliveira é de longe a figura mais leve e sensata que a família dispõe e de perto a mais convicta e certeira.

Com trabalho reconhecido e com boa influência no meio politico, Sebastião Oliveira demonstra ser o nome certo para a tradicional família caxiense apresentar ao eleitorado e disputar com chances reais de vitória a eleição de outubro.

Até mesmo o vereador licenciado e secretário Adjunto de Articulação Política do Maranhão, Ronaldo Chaves, já deu declarações que estará ajudando Sebastião Oliveira nas eleições de outubro.

Diante dessa oportunidade única, ou os oliveiras (Bebé) acordam  ou se preparem para mais 30 anos de frustrações.

3 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    Meu amigo Sebastião, lembre-se que esse é um caminho de muitas vertentes, não se perca pelo caminho, continue sempre assim, essa pessoa comprometida com as causas sociais, e outra, criticas sempre irão existir, tanto as construtivas que vc deve ouvir, quanto as negativas que entram por um ouvido e sai por outro. Segue na fé, com Deus a frente e tudo dará certo.
    Grande Abraço.

  1. Anônimo disse...:

    Com a prepotência que é peculiar de membros da família, espero que prevaleça a última opção da matéria. (Mais 30 anos de frustrações).

  1. Anônimo disse...:

    Caro anônimo, não achas que é injusto um pagar por todos? Se vc for observar todas as famílias (grandes) terão algum tipo de problema, não existe essa de ambiente perfeito.
    Desejar o mal para os outros nunca é e nunca será o caminho, meu jovem.

Postar um comentário