Juiz Antonio Velozo protesta contra descaso da administração municipal

9.2.15
Juiz Antonio Manoel Velozo
O juiz Antonio Manoel Velozo, titular da 4a Vara da Comarca de Caxias, usou sua página no facebook na última sexta-feira, 06, para protestar contra o descaso do poder público nos logradouros do município.

Comentando trechos da coluna “Caxias em Off”, assinada pelo jornalista Jotônio Viana e publicada no Jornal Pequeno, o magistrado usa o direito da liberdade de expressão para enumerar vários exemplos da ausência do governo municipal no dia a dia da comunidade.

A cidade como um todo está tomada por sujeira, animais soltos, terrenos baldios sem muro e repletos de lixo etc”, inicia o juiz asseverando que o comércio ambulante tomou conta da cidade sem nenhuma ordenação”.

A ocupação desenfreada de praças por proprietários de bares que usam esse espaço de lazer para instalarem mesas e fazerem com isso uma extensão do comércio de bebidas alcoólicas também foi abordado por Manoel Velozo no seu desabafo na rede social.

O balneário Veneza, que deveria ser prioritariamente um ponto de lazer e turismo tornou-se território livre para a disputa absurda de donos de carros de som.

Carros de som sem qualquer fiscalização. No balneário Veneza o desmantelo é total ( som até 05 da manhã, cada bar tem um carro com aparelhagem de som competindo com outros). O poder administrativo de controle e fiscalização dessas atividades , que é de competência do Executivo Municipal , é nenhum”, diz o magistrado acrescentando que “a Prefeitura se revela tímida, inerte, muda e surda, enquanto a bagunça se instala”.

Antonio Manoel Velozo não é caxiense, mas mora na cidade desde a década de 1980 e tem o respeito e a admiração de todos pelo amor e atenção que sempre demonstra pela princesa do sertão. Sempre que é convidado por qualquer parcela da sociedade para opinar e participar de discussões sobre o bem estar da comunidade local, ele nunca se omite e cumpre seu dever de cidadão.

Confira abaixo o desabafo do magistrado na sua página no facebook:

Adicionar legenda
O Colunista Jotonio Viana repercutiu em sua coluna "Caxias em Off", publicada no Jornal Pequeno de 05 de fevereiro de 2015, o seguinte: " Reclamação - Donos de banca no Mercado Central reclamam do acúmulo de lixo no entorno e na volta de animais no local... Bichos - De bois a vacas, cachorros, gatos, há bicho de toda espécie perambulando livremente na área !" Devo acrescentar que a reclamação não se limita à área do Mercado Central. A cidade como um todo está tomada por sujeira, animais soltos, terrenos baldios sem muro e repletos de lixo etc. Afora isso, o comércio ambulante tomou conta da cidade sem nenhuma ordenação. As praças e logradouros públicos são ocupados por vendedores de verduras, frutas, lanches etc. As mesas de bares localizadas nas praças impedem que as pessoas, em especial as crianças, utilizem desses equipamentos para recreação. As ruas estão tomadas por publicidade sem qualquer controle Carros de som sem qualquer fiscalização. No balneário Veneza o desmantelo é total ( som até 05 da manhã, cada bar tem um carro com aparelhagem de som competindo com outros). O poder administrativo de controle e fiscalização dessas atividades , que é de competência do Executivo Municipal , é nenhum. A Prefeitura se revela tímida, inerte, muda e surda, enquanto a bagunça se instala. A única pequena iniciativa é um projeto do Novo Código de Posturas que visa regular juridicamente a questão, que só agora começou a ser construído sem qualquer discussão com a sociedade! Vamos acabar com essa letargia! Administrar, as vezes, exige medidas de gestão que , eventualmente, podem se qualificar como antipáticas e antieleitorais, mas que o gestor tem a obrigação de implementar em razão do interesse coletivo que sempre deve prevalecer em confronto com o interesse particular. Saudações democráticas!!!

10 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    Cadê o Coordenador da Veneza para estudar mudanças nesse sentido ?

    Ah é mesmo, ele deve estar no meio dessa folia toda..não perde uma...

  1. Anônimo disse...:

    Tai um nome bom...nem coutinho,nem marinho!!

  1. Anônimo disse...:

    Rapaz se o Zé for estudar esse bagunça que tem no balneário da veneza ele vai mandar é colocar é o caminhão de som, trio elétrico, etc...

    ora marminino

  1. Anônimo disse...:

    Pense numa pessoa gente boa...Dr. Veloso tem o respeito dos caxienses...

  1. Anônimo disse...:

    é isso que defendo nem coutinhos e nem marinhos, e se hoje o recurso do estado está chegando é a obrigação do governo do estado, como tambem é obrigação que qualquer prefeito q vir a assumir, gestão essa que não venheram dos marinhos e muito menos dos coutinhos, vamos acordar como o brasil está acordando para essa politica que está atrasndo o nosso pais que é esse governo do pt, avante caxias não vamos perder a vontade de morar e viver em uma cidade que muitas gostam e admiram como esse juiz e como eu cidadão dessa bela caxias.

  1. Maryah Leite disse...:

    Parabenizo Dr. Veloso pela excelente observação feita sobre nossa cidade e sua preocupação, mostra q além da população, tbm se importa com nossa querida Caxias q realmente estar uma verdadeira bagunça. Lamentável ver nossa cidade assim, parecendo um lugar sem Lei e sem governo.

  1. Anônimo disse...:

    ENQUANTO ISSO OS PREÇOS ESTÃO AUMENTANDO!

  1. Anônimo disse...:

    o juiz pra prefeito, vamos nessa

  1. INFELIZMENTE Caxias virou uma BABILÔNIA COUTINHO...

  1. Anônimo disse...:

    Parabéns Dr. Veloso pelas observações sobre a nossa cidade onde a administração pública deixa a desejar, infelizmente muitas pessoas ainda não aprenderam a denunciar esse tipo de coisa porque a politica aliena as pessoas tirando a sua voz, você já fez a sua parte mas estamos esperando mesmo é a participação do ministério público sobre a contratação de funcionários sem concurso será que eles não estão abusando demais das leis não? olha a compra disfarçada de votos ai Doutores do poder judiciário e ministério publico.

Postar um comentário