Assaltantes matam comerciante em São João do Sóter e população revoltada lincha um deles.

2.2.15
Morte de Otimar da Silva (Pretinho)
revoltou São João do Sóter
A noite deste domingo, dia 1º em São João do Sóter, localizada a 55 km de Caxias, foi marcada por violência e revolta.

Por volta das 18hs, o comerciante Otimar Rios, de 49 anos, conhecido como Pretinho, morador da Avenida Esperança (na parte alta, próximo ao CAPS), preparava-se para fechar seu estabelecimento. Dois homens surgiram em uma moto e anunciaram um assalto. Moradores acreditam que ele tentou reagir e em seguida foi atingido com um tiro na testa e morrendo. Os bandidos não levaram nada.

Os dois bandidos fugiram depois do assassinato, mas foram rapidamente alcançados pela polícia de São João do Sóter no povoado São José. Enquanto conduziam os homens para a delegacia os policiais se depararam com uma multidão revoltada com a morte de Otimar. Os populares conseguiram segurar um dos bandidos e praticaram um linchamento, causando sua morte. Seu comparsa também ficou muito machucado e foi levado para o Hospital Municipal Clodomir Rocha. A multidão, formada por cerca de 2.000 pessoas, cercou o hospital. A revolta das pessoas deu-se porque Pretinho era uma pessoa muito querida por todos, um homem sério, casado, trabalhador, de boa conduta. Após o crime, muitas pessoas ficaram diante do comércio de Otimar. Informações dizem que os dois homens são do povoado São Paulo dos Pretos ( Vila São Paulo), município de Senador Alexandre Costa.

Por causa do agravamento da situação, foi enviado de Caxias um reforço para auxiliar a polícia de São João do Sóter, formado por agentes da Força Tática e GOE (Grupo de Operações Especiais). Ao chegar lá os policiais tiveram que disparar para o alto para conter a população, que queria invadir o hospital – algumas pessoas chegaram a jogar diversas pedras. A essa altura uma equipe da Polícia Civil de Caxias se dirigia para o local para fazer exames e conduzir o corpo do comerciante para o necrotério de Caxias. Chegando lá tomaram conhecimento de que um dos assaltantes havia sido morto.

Para fazer a retirada do bandido do hospital ferido os policiais tiveram que usar um caminho alternativo por trás da unidade de saúde, evitando a multidão furiosa. O bandido havia sido alvejado nas costas e pernas e havia perdido muito sangue Estava inchado em várias partes do corpo, incluindo a cabeça. A ambulância de São João do Sóter fez a condução dele até o Hospital Geral de Caxias, onde até a manhã desta segunda-feira, dia 2, continuava internado.

O assaltante ferido chama-se Vando Rocha, de 23 anos. Ele é natural de Governador Eugênio Barros. O seu parceiro morto estava sem identificação até o fechamento desta edição. Seu corpo está no necrotério de Caxias. (Fonte: Diário de Caxias)

4 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    Esses cabras de São João do Soter são muito machos. Aqui nessa porra dessa Caxias os assaltantes matam e trinta dias depois, estão soltos. Bandido bom é bandido morto. Parabéns sotenses. Então, os caras matam um cidadão de bem, pai de familia, e ficam por aí impunes? Tem é que ser morto mesmo. Pau nessas pragas.

  1. Anônimo disse...:

    Sabá, porque não publicou o que postei sobre a verdadeira estoria nesse episódio? Não vá dizer que ofendi alguém como você costuma argumentar. não mencionei nome de ninguém. Isso fica muito a desejar, porque quando envolve a verdade e seus mandantes voce se cala, ou melhor não publica.

  1. É triste mais é real. Bandido bom é bandido morto. Não falo isso por questões alheias a emoção ou particularidades pessoais, todavia acredito que o melhor estado é aquele que emana da população, pois dela vem e virá o verdadeiro controle social, e não de governos ou governantes que não legislam paro o povo, e sim para interesses individuais. Por fim, vagabundo no Brasil prolifera por opção e não por necessidade sociais, em quanto o cidadão está padecendo na prisão criada por ele mesmo. ISSO SIM É INADMISSÍVEL, E HÁ OS QUE DEFENDEM A BANDIDAGEM..., ESSES PODIAM SER OS PRIMEIROS ALVOS!!!!

  1. Anônimo disse...:

    É
    almete é muito triste ve uma familia sendo destruida. o que fizerao com esses bandidos e pouco pois elhes meresião se esquartejado e depois seren cusinhados e dado para os cachorros mais pirento que encontrase a população esta de parabens

Postar um comentário