Em Caxias, já são 8 postos de saúde funcionando com horário estendido

15.8.20
Atendimento começa às 8h e segue até às 22h.

A Prefeitura de Caxias abriu na quarta-feira (12) a oitava Unidade Básica de Saúde (UBS) para atendimento da comunidade da Vila Arias em horário estendido. Ou seja, o atendimento começa às 8h e segue até às 22h. Além desta, Vila Paraíso, Volta Redonda, Campo de Belém, Cohab, Antenor Viana, Salobro e Cangalheiro já possuem UBSs com horário estendido.

“Quem não tem disponibilidade para vir à UBS durante o dia, vai ter a oportunidade de vir durante a noite. Estamos aqui para somar, juntamente com a equipe da manhã e tarde. E vamos atender maravilhosamente cada paciente que adentrar a UBS da Vila Arias”, destaca a enfermeira Eugênia Damasceno.

A abertura do serviço está sendo possível graças à adesão de Caxias ao Programa Saúde na Hora, que está possibilitando que a Prefeitura de Caxias chegue até a próxima semana ao total de 10 Unidades Básicas de Saúde com horário estendido.

“Estamos abrindo a oitava UBS em horário estendido, na Vila Arias, que era uma população de território extenso que tinha uma grande demanda em busca de saúde. E, avaliando a situação, nós resolvemos trazer para esta população esse atendimento em horário ampliado”, frisa Camila Lopes, coordenadora da Atenção Primária.

Os atendimentos oferecidos durante a noite são os mesmos disponibilizados durante o dia, a exemplo de consultas, exames, atendimento à gestante, casos suspeitos de covid-19, dentre outras situações.

“A UBS noturna vem atender uma população que muitas vezes durante o dia está trabalhando. Os serviços são os mesmos da UBS diurna,  são atendimentos de emergência, pré-natal, primeiros socorros, clínica médica, pediatria, gestante, dentre outros. Os pacientes idosos que precisam de acompanhante, acredito, serão grandes beneficiados, esses pacientes têm a segurança de que terão o atendimento”, lembra o médico César Marney.

Para a gestão municipal, o objetivo é levar um serviço a públicos antes não alcançados pela saúde de Caxias e, além disso, possibilitar que as unidades hospitalares sejam desafogadas durante a pandemia. (Ascom)

0 comentários:

Postar um comentário