Flavio Dino propõe a Bolsonaro acréscimo no bolsa-família para compra do gás de cozinha

30.12.19

A Petrobras informou na última quinta-feira, 26, que o GLP (Gás Liquefeito de Petróleo), o gás de cozinha, sofreu um aumento de 5% no repasse às distribuidoras a partir de ontem.

A mudança vale para todos os tipos de GLP: residencial, comercial e industrial, vendido em botijões de 13 a 90 quilos.

Preocupado com a situação dos mais pobres, que estão tendo que voltar a usar forno à lenha devido aos sucessivos aumentos do gás de cozinha ocorridos durante o primeiro ano da gestão de Bolsonaro, o governador Flávio Dino propôs uma solução.

“Já passou da hora de alguma política pública para esse tema, tão essencial para as famílias. Ou muda a atuação da Petrobras, ou cria-se um acréscimo no bolsa-família para a compra do gás de cozinha”, afirmou o governador.

Preocupado com essa situação, Dino autorizou a redução do ICMS do gás em 22% no Maranhão.

(Do blog Marrrapá)

0 comentários:

Postar um comentário