CAXIAS – Campanha Janeiro Branco leva informações a clientes do Shopping Center

29.1.19

A Campanha Janeiro Branco chegou ao Shopping Center da cidade. A abordagem dos caxienses ocorreu na praça de alimentação do empreendimento.

Com o tema: “Quem Cuida da Mente, Cuida da Vida”, os profissionais da Rede de Atenção Psicossocial saíram de mesa em mesa entregando folders e bottons da Campanha e explicando sobre a proposta da prevenção ao adoecimento mental.

“O lazer é saúde mental, então esse tempo para o lazer é importante. As pessoas precisam cuidar de sua saúde, primeiro emocional e depois mental, porque a doença aparece das emoções não elaboradas”, lembra Luís Fernando, coordenador da Rede de Atenção Psicossocial.

Leonete Soares é chefe de pista de um posto de combustível e destaca a importância da saúde mental.

“Tem muita coisa pra resolver no dia a dia, então é muito importante saber que tem um lugar para recorrer. Quando a pessoa está com o psicológico abalado, até a forma de abordar o cliente é diferente”, disse.

Wilson Rodrigues é motorista profissional e sabe muito bem como as pressões diárias interferem no lado emocional. “Esse trabalho é muito importante, principalmente pra mim, o meu dia a dia é muito estressante”.

A Campanha Janeiro Branco segue até 31 de janeiro. O psicólogo Luís Fernando acrescenta que não é preciso adoecer para buscar um acompanhamento profissional, a Rede de Atenção Psicossocial conta com profissionais que assistem à população pelo serviço em Caxias.

“Estaremos fazendo uma mobilização nas repartições públicas nessa semana. Eu posso buscar a ajuda de um psicólogo não apenas depois que estou doente. Às vezes começa o adoecimento emocional, que pode desencadear um problema mental. Mas o importante é que não chegue a esse ponto. É importante a gente prevenir”, explica o coordenador da Rede de Atenção Psicossocial.

O CAPS III – Bairro São Francisco (Antigo Hospital Dia), CAPS Infanto Juvenil – Rua Manoel Gonçalves (Centro de Caxias) e o CAPS AD, ao lado da AABB, podem ser procurados. (Ascom)

0 comentários:

Postar um comentário