Câmara de Vereadores adia votação de projeto que dispõe sobre reajuste de professores municipais

30.1.19

Em sessão extraordinária realizada nesta quarta-feira (30), o parlamento caxiense decidiu adiar a votação do Projeto de Lei de autoria do Poder Executivo que dispõe sobre a concessão de reajuste do piso salarial do magistério público municipal da educação básica para o ano de 2019. O adiamento atendeu pedido de vistas ao projeto solicitado pelo vereador Jerônimo (PMN).

Conforme mensagem emitida pelo prefeito de Caxias, Fábio Gentil (PRB), “o valor proposto, correspondente a 4,17%, se encontra em patamar superior as perdas inflacionárias apuradas no período e observou os contornos definidos na legislação federal, além de obedecer a capacidade financeira, orçamentária e fiscal do Município, e inquestionavelmente refletirá em benefício a essa categoria profissional que tanto mercê reconhecimento do Poder Público”.

“Precisamos rever algumas questões no Projeto de Lei em virtude de que o município de Caxias tem um Plano de Cargos e Carreiras determinando o valor do salário dos professores. E pelo que eu pude observar, o Projeto de Lei apresentado está de acordo com o Piso Salarial Nacional, mas nós estamos deixando à parte um Plano de Cargos e Carreira do magistério do município de Caxias que já está aprovado”, defendeu Jerônimo.

Manifestaram-se a favor do pedido de vistas os seguintes vereadores: Thaís Coutinho (PSB), Edilson Martins (PSDB), Magno Magalhães (PSD), Sargento Moisés (PSD), Repórter Puliça (PRB), Darlan (PHS) e Tevi (SD).

“Com o apoio de toda esta Casa, o vereador Jerônimo tem o Projeto de Lei para análise até a volta do recesso, que provavelmente será na próxima semana”, disse o presidente da Câmara, vereador Catulé (PRB). (Ascom/CMC)

0 comentários:

Postar um comentário