Antecipação da eleição da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Caxias é ato legal e foi feito recentemente na AL do MA

5.11.18

Em 10 de março de 2016, a Assembleia Legislativa do Maranhão elegeu, em sessão extraordinária, a nova Mesa Diretora para o segundo biênio da 18ª legislatura, que se iniciava somente em 1º de fevereiro de 2017 e iria até 31 de janeiro de 2018. Naquela eleição, antecipada em quase 1 ano, Humberto Coutinho e Othelino Neto foram reeleitos, respectivamente presidente e vice-presidente.

Naquela oportunidade, a eleição da Mesa Diretora foi antecipada mediante um Projeto de Resolução Legislativa, promulgado pelo Plenário daquele Poder.

Pois bem, a antecipação da eleição da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Caxias, que acontece nesta segunda-feira, 05, seguiu exatamente o mesmo trâmite adotado pela AL do MA, e que é feito corriqueiramente por poderes legislativos de todo o Brasil, inclusive já tendo sido feito em diversas oportunidades na Câmara Municipal de Caxias.

No entanto, devido a facilidade do cidadão usar uma rede social para discorrer sobre qualquer assunto como se fosse um ‘especialista’ em Constituição, nos últimos dias vários ‘especialistas’ caxienses passaram a discorrer sobre supostas ilegalidades na antecipação da eleição da Mesa Diretora da Câmara Municipal.

A tentativa de querer dar ares de escândalo a um ato legal e aprovado pela maioria esmagadora dos vereadores mostra desespero e rancor daqueles que sabem que não voltam mais ao poder em Caxias, pois o tempo de perseguição e corrupção, protagonizado pelos avalistas de teses absurdas sobre a antecipação da eleição da Mesa Diretora do legislativo caxiense, ficou definitivamente no passado.

0 comentários:

Postar um comentário