EM FRANGALHOS - Família Coutinho vende TV Sinal Verde, funcionários são demitidos e ninguém sabe quem é o novo proprietário

20.4.18

A bruxa anda solta lá pelas bandas da TV Sinal Verde, emissora fundada pelo ex-deputado Humberto Coutinho, e que desde a sua morte estava sob o controle do empresário Eugênio Coutinho, pai do ex-prefeito Leonardo.

Tão logo perderam as eleições municipais em 2016, a emissora foi colocada à venda, haja vista que os custos operacionais eram enormes e muito difíceis de serem bancados pela iniciativa privada.

Pouco depois do carnaval, finalmente apareceu uma alma bondosa que se dispôs a pagar, segundo várias fontes consultadas pelo Blog, pouco mais de R$ 3 milhões pela emissora de TV e pela rádio FM.

Apesar de mudar de dono, nenhum programa da emissora tratou de anunciar o nome do novo patrão. Aliás, nem mesmo os funcionários conhecem ou sabem quem é a figura.

Junto com o novo proprietário veio também uma onda de demissões, onde a guilhotina não distinguiu pescoço de ninguém e profissionais que compravam qualquer briga da família Coutinho foram mandados para casa sem nem ao menos um “muito obrigado”.

Até mesmo o apresentador Ricardo Marques, que sentindo um cheiro estranho no ar, passou os últimos meses falando no seu blog, no rádio e nas redes sociais de sua grande amizade e carinho pelo ex-deputado Humberto Coutinho, numa tentativa de comover os patrões da sua ligação pessoal com o ex-deputado, também foi dispensado nesta quinta-feira, 19. Com o título “É hora de partir”, Ricardo conta na seu blog a sua trajetória na emissora e faz agradecimentos à família Coutinho pelo período que atuou na empresa.

Apesar do novo proprietário da TV Sinal Verde nunca ter sido apresentado ao público, a emissora faz parte do mesmo grupo empresarial que arrendou a TV Difusora de São Luís e que serve aos interesses políticos do deputado federal Weverton Rocha, pré-candidato a senador na chapa de Flávio Dino.

Ao se desfazerem de uma emissora de TV do porte da Sinal Verde, a família Coutinho dá sinais de que a política já não é prioridade como foi desde a entrada de HC na política.

Nas mãos dos atuais proprietários a TV Sinal Verde ganha uma sobrevida até as próximas eleições, onde o resultado do pleito irá definir seu destino.

2 comentários:

  1. Natanael Reis disse...:

    Sinal amarelo para caxias, em relação aos funcionários da TV Sinal Verde; sem seus salários funcionários poderão passar por dificuldades financeiras. infelizmente quem paga o pato é sempre o pequeno funcionário, vale aqui lembrar que uma boa parcela daqueles que trabalhavam naquela emissora, andavam de cangote alto, como se tivessem acima do bem e do mal.

  1. Anônimo disse...:

    Se os políticos estam em crise financeira imagina o povo que nem salario tem.

Postar um comentário