Câmara emite nota de desagravo e pede cassação do título de cidadã caxiense de professora

30.5.17
Do Portal Noca - Na sessão ordinária de segunda-feira (29), os legisladores caxienses aprovaram uma nota de desagravo a favor do presidente da Câmara Municipal, o vereador Catulé (PRB), pelas injúrias proferidas, no último dia 25 de maio, pela professora Jordânia Maria Pessoa, na sede da UEMA de Caxias, quando da realização da reunião em que se discutiu a criação da UEMA Leste.

A reunião citada se prestava a discutir o processo de transformação do polo da UEMA de Caxias em uma universidade pública autônoma, a UEMA Leste. O projeto segue uma tendência que ocorre no estado, como aconteceu na cidade de Imperatriz, com a UEMA Sul.

A proposta foi do vereador Mário Assunção (PPS). Na justificativa do parlamentar, "como legítimo representante da Câmara Municipal de Caxias, o presidente, após se manifestar favorável à criação da UEMA Leste, expondo todos os pontos positivos para a comunidade acadêmica e principalmente para a sociedade caxiense, foi surpreendido com a manifestação agressiva da Sra. Jordânia Maria Pessoa, que aos gritos passou a lhe desferir palavras injuriosas, bem como incitou os presentes a fazer o mesmo, numa verdadeira falta de urbanidade e espírito democrático".

"Pelo áudio com a manifestação do presidente, que naquela oportunidade atuava como legítimo representante do povo caxiense e do Poder Legislativo, não se verifica qualquer palavra desrespeitosa proferida contra a aludida senhora, mas sim uma manifestação clara e criteriosa dos benefícios de se ter uma universidade completa em Caxias, com autonomia administrativa e financeira, pelo que fica claro ter agido o desagravado unicamente em defesa da nossa cidade", acrescentou Mário Assunção.

Cassação do título de Cidadã Caxiense

Ainda em relação à polêmica gerada na reunião em que se discutiu a criação da UEMA Leste, Mário Assunção também apresentou projeto revogando o Decreto Legislativo nº 003, de 16 de maio de 2011, e assim caçando o título de Cidadania Honorária Caxiense concedido a Jordânia Maria Pessoa.

Segundo o vereador, "a Sra Jordânia Maria Pessoa, além de encabeçar movimento contrário aos interesses da sociedade caxiense, afirmou que não cabe à classe política opinar na discussão da criação da Universidade UEMA Leste".

"Tal afirmação é absurda, tendo em vista que, tudo quanto diga respeito ao município de Caxias, tem que ser debatido pela sociedade e pelos poderes constituídos, principalmente por esta Câmara Municipal, tendo em vista que os vereadores são os legítimos representantes do povo, eleitos para defender seus interesses, sendo desmedida a pretensão de isolar a Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) da sociedade", disse o vereador.

Fonte: Ascom/ Câmara Municipal de Caxias

0 comentários:

Postar um comentário