Restos mortais de poeta caxiense são enterrados em sua terra natal

20.3.17
Depois de 100 anos enterrado em Porto Velho, no estado de Rondônia, os restos mortais do poeta maranhense Vespasiano Ramos chegaram à terra onde ele nasceu, Caxias. Em sua terra natal foram realizadas homenagens póstumas.

Os restos mortais do poeta caxiense Joaquim Vespasiano Ramos foram transladados em uma urna de madeira e velados na Academia Caxiense de Letras. O poeta foi exaltado e lembrado pelos acadêmicos, que também falaram da importância dele.

"Um ato divino para a literatura de Caxias, a literatura do Maranhão e a literatura brasileira", disse o poeta Wybson Carvalho.

Vespasiano era um poeta romântico, autor de uma única obra, Cousa Alguma. Segundo o presidente da Academia Caxiense de Letras, Renato Menezes, o livro "fala sobre o amor, fala sobre a dor, fala sobre a vida, fala sobre tudo isso que homens nascidos no começo do século passado sentiam. Era um poeta do momento, com todas as suas virtudes e desvirtudes, mas também é um poeta atual, pois esses assuntos ainda estão muito em voga entre nós".
Urna com os restos mortais de Vespasiano Ramos
(Foto: Reprodução/ TV Mirante)

A saga para trazer os restos mortais do poeta Joaquim Vespasiano Ramos de Porto Velho para Caxias começou há 36 anos, com uma lei sancionada pelo então governador do Maranhão João Castelo, que também era parente de Vespasiano.

Academia Caxiense de Letras (Foto: Reprodução/ TV Mirante)

Vespasiano morreu aos 32 anos, em 1916, em Porto Velho. Ele era patrono da cadeira 42 da Academia Maranhense de Letras, da cadeira 40 da Academia Paraense de Letras e da cadeira número 5 da Academia Caxiense de Letras.

A solenidade ocorreu no auditório da Academia (Foto: Reprodução/ TV Mirante)

Parentes de Vespasiano Ramos estiveram na cerimônia, se emocionaram e se mostraram felizes. "Eu acho que é um momento muito importante, principalmente pelo número de descentes, familiares que têm aqui", declarou Jacques Medeiros, sobrinho de Vespasiano Ramos.

Fonte: Com informações da TV Mirante

0 comentários:

Postar um comentário