CAXIAS – Vicência Correia Lima, de 79 anos, vence covid-19: “Estou felicíssima e agradeço a Deus”

10.7.20

Foi com muitos aplausos que Vicência Correia Lima, de 79 anos, deixou a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Caxias nessa quarta-feira (8). Ela reside no bairro Campo de Belém e disse que está “felicíssima” em ter vencido a covid-19.

“Estou felicíssima porque estou indo pra minha casa, e agradeço a Deus e aos médicos por terem me cuidado. O atendimento aqui foi maravilhoso, tudo é muito bom”, disse.

A filha de Vicência, Lindalva Lima, agradece a Deus por ver a mãe saudável novamente.

“No momento em que você recebe o resultado do exame já é um choque. Então, você fica na incerteza, na dúvida, e querendo a todo custo que a recuperação aconteça, e quando acontece a gente só agradece a Deus. Ela veio a primeira vez e ficou dois dias e nessa segunda vez mais três dias”, afirma Lindalva.

Esta foi a segunda vez que ela precisou dos serviços da UPA, dessa última vez, ela chegou com falta de ar e passou três dias internada até se recuperar e poder retornar para casa.

“Que cada um leve a sério e confie no Senhor que tudo vai dar certo. Eu vim duas vezes com falta de ar, hoje estou bem. A gente chega feliz porque vai ser cuidada, e quando a gente sai a gente sai feliz porque já sai curada pra ir pra casa”, frisa Vicência.

“Nós agradecemos a oportunidade de estar mostrando o que é realmente a UPA, a UPA é isto, é recuperação de pessoas. Nós estamos aqui para salvar vidas. Obviamente nem tudo está no nosso controle, mas tudo que está ao nosso alcance, para que possamos estar possibilitando esse retorno, como foi o caso de dona Vicência, quase 80 anos, voltar para o convívio da sua casa. Para nós é uma satisfação imensa como pessoa, como profissional médico”, diz Leosk Pinto, diretor da UPA.

Dos atuais 2.030 casos confirmados da covid-19, 1.652 já estão recuperados. Com a antecipação dos feriados pela Prefeitura de Caxias, o diretor da UPA reforça o pedido para que as pessoas fiquem em casa e colaborem para conter a disseminação da covid-19.

“Deus está acima de tudo, e estamos aqui para salvar pessoas. A grande porcentagem das pessoas estão saindo bem para as suas casas, é isso que nós queremos. Por mais que nós façamos tudo de forma correta, ainda somos surpreendidos. Então, quanto menos oportunidade a gente der a esta doença, melhor. Sempre usar o álcool, máscara, não ficar muito próximo das pessoas, vamos nos ajudar uns aos outros e assim vamos conseguir vencer a doença”, reforça. (Ascom)

0 comentários:

Postar um comentário