Câmara concede título de Cidadania Honorária Caxiense à juíza Marcela Lobo

28.3.19

A Câmara de Vereadores de Caxias agraciou a juíza Marcela Santana Lobo, na noite dessa quarta-feira (27), com o título de Cidadania Honorária Caxiense. A honraria é de autoria do vereador Magno Magalhães (PSD), e aprovada por unanimidade pelos parlamentares.

“Nada mais justa essa homenagem, não só pela história de Marcela Lobo que tem defendido com muito brio a mulher caxiense, mas especialmente por se tratar do Mês da Mulher”, justificou Magno Magalhães.

Além da homenageada, ocuparam assento no Plenário as seguintes autoridades: a secretária municipal da Mulher, Aureamélia Soares, o promotor Rodrigo Ferro e os juízes Manoel Veloso (titular da 3ª Vara Civil), Ailton Gutemberg (titular da 2ª Vara Cível) e Anderson Sobral (titular da 2ª Vara Criminal).

Marcela Lobo recebeu a honraria das mãos do presidente da Câmara, vereador Catulé (PRB), e do autor da proposição. “Agora, além de juíza, sou também filha de Caxias. Que continuemos todos a sermos fortes e a combatermos o bom combate, de forma digna e incansável em favor da justiça e em proteção dessa belíssima cidade”, declarou a juíza na tribuna.

A palavra foi franqueada ao Plenário. Parabenizaram a homenageada os vereadores Mário Assunção (PPS), Sargento Moisés (PSD), Darlan (PHS) e Catulé, a secretária Aureamélia Soares e o juiz Anderson Sobral.

Perfil

A magistrada, que atuou decisivamente na implantação da sala de depoimento especial na Comarca de Caxias, é natural da cidade do Rio de Janeiro, onde nasceu a 28 de fevereiro de 1984, mas está radicada no Maranhão desde 1985. Após graduar-se em 2006, pela Universidade Federal do Maranhão, a magistrada logrou êxito em uma carreira que começou como Analista Judiciária do Tribunal de Justiça do Maranhão, aprovação no concurso de provas e títulos para os cargos de juiz de direito do Tribunal de Justiça de Roraima, promotor do Ministério Público Estadual, defensora pública do Maranhão e juiz de direito do Tribunal de Justiça do Maranhão. Foi ainda professora dos cursos de Administração e Direito da Universidade Estadual do Maranhão, em São Luís, e do curso de Direito da Facema, em Caxias. (Ascom)

0 comentários:

Postar um comentário