ASSISTÊNCIA SOCIAL – Fundo Municipal da Infância e Adolescência recebe doação de R$ 100 mil reais do Banco da Amazônia

10.1.19
A unidade do Banco da Amazônia em Caxias reuniu, na tarde dessa terça-feira (08), colaboradores da agência bancária, representantes de entidades ligadas a órgãos de proteção a crianças e adolescentes e membros da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS) para entregar ao Fundo Municipal da Infância e Adolescência um cheque no valor de R$ 100 mil reais.

Segundo a instituição bancária, a ação faz parte da responsabilidade social do Banco Federal e os recursos vão fortalecer a implementação de ações voltadas às garantias de direitos de crianças e adolescentes de cada região.

“Essa doação faz parte de ações sociais do Banco. Tenho certeza que esse recurso será de suma importância para o crescimento do desenvolvimento pessoal e profissional de crianças e adolescentes. É com muita satisfação que a gente faz essa doação formando parceria com o município de Caxias”, destacou José Menezes, gerente geral do Banco da Amazônia em Caxias.

A doação será destinada às entidades que trabalham com crianças e adolescentes por meio de projetos sociais. O secretário da SMADS, Professor Chiquinho, informou que irá se reunir com os conselheiros e definir o destino do recurso.

“A gente compreende que essas instituições financeiras, bem como a classe empresarial da cidade, podem estar ajudando esse fundo a melhorar a vida de muitos jovens menores de idade, evitando assim muitos problemas sociais”, completou o secretário.

O Fundo Municipal da Infância e Adolescência ficou desativado por algum tempo em Caxias devido algumas pendências que foram solucionadas na gestão do prefeito Fábio Gentil. Com a organização, o Banco sentiu a necessidade de voltar a colaborar com doações importantes.

Para a presidente do Conselho da Infância e Adolescência, Kátia Braga, a doação chegou em boa hora.

“Vai ajudar a fomentar o trabalho de algumas entidades da sociedade civil e até mesmo programas do poder público, onde iremos contribuir de uma forma direta para melhorar a qualidade de vida dos nossos pequenos e, é claro, garantindo o direito deles”, enfatizou. (Ascom)

0 comentários:

Postar um comentário