SAÚDE – Caxias reduz mortalidade e tem um dos melhores índices do Brasil após Planificação

21.11.18
Prefeito Fábio Gentil, Socorro Melo, secretária municipal de Saúde, e Carlos Lula, secretário
estadual de Saúde.

Na manhã dessa terça-feira (20) aconteceu o seminário sobre “Planificação da Atenção à Saúde: uma contribuição para a organização da Rede Materno Infantil na Região de Caxias”.

O evento realizado pela Secretaria de Estado da Saúde do Maranhão teve como objetivos fazer uma avaliação dos processos de Planificação realizados nos últimos anos em Caxias e revelar aos profissionais de saúde e à sociedade os resultados efetivos da melhoria da atenção à saúde.

O seminário teve a participação de importantes órgãos de saúde, como o Conselho Nacional de Secretarias de Saúde (CONASS); Organização Pan-Americana da Saúde; Organização Mundial de Saúde; Ministério da Saúde e secretarias municipais de Saúde de Caxias e da região.

Também estiveram presentes o prefeito Fábio Gentil, Socorro Melo, secretária municipal de Saúde, e Carlos Lula, secretário estadual de Saúde.

“Temos a grata satisfação de dizer que a Planificação da região de Caxias é uma das referências para o Brasil. Uma aposta ousada, um projeto que deu certo. Hoje é um seminário de avaliação, onde encerramos um ciclo, mas tendo resultados fantásticos, seja na reorganização da Atenção Primária à Saúde, seja na organização da Atenção Hospitalar. A melhoria dos indicadores de saúde é a certeza que a Planificação é um caminho sem volta”, afirmou Carlos Lula, secretário estadual de Saúde.

“Agradecemos aos colaboradores e ao nosso prefeito por ter abraçado este modelo, por ter estruturado os postos de saúde, o CEAMI e agora a Maternidade. Com a Planificação tivemos, inclusive, economia de recursos. De 70% dos internamentos que o nosso usuário precisa fazer, conseguimos evitar esse percentual e ainda conseguimos resolver até 90% de toda problemática de saúde. Hoje temos 55 equipes de Saúde da Família em processo de Planificação. A Planificação é um grande marco e não medimos esforços para fazer com que cada vez mais nossa rede melhore”, enfatizou Socorro Melo, secretária municipal de Saúde.

“Fomos um dos primeiros municípios a implantar a Planificação e hoje somos modelo, não só para o Maranhão ou para o país, mas até a nível internacional. Estamos sendo reconhecidos como o município que melhor implantou a Planificação e isso é sinal que estamos no caminho correto, que continuaremos a investir e, consequentemente, melhorando a saúde”, destacou Fábio Gentil, prefeito de Caxias.

O evento contou com a participação de Eugênio Vilaça Mendes, estudioso de sistemas de saúde de todo o mundo. Autor de livros que tratam da necessidade de promover mudanças tanto no modelo de atenção à saúde, quanto nos modelos de gestão e de financiamento do sistema. Vilaça comentou o resultado em Caxias.

“Os resultados são muito bons. Você tem uma situação econômica de uma região pobre, em termos nacionais, o IDH mostra isso, mas, apesar disso, a mortalidade de Caxias hoje é de um digito, ou seja, muito baixa para os padrões nacionais, igual a mortalidade do Paraná, que é a menor mortalidade infantil do Brasil”, ressaltou Eugênio Vilaça Mendes.

Segundo a assessora técnica do CONASS, Maria José, “O CONASS está feliz por vivenciar os resultados, porque a Planificação é um trabalho árduo, que envolve o compromisso de todos. O SUS tem que ser solidário. Então, com a soma dos esforços dos prefeitos, dos secretários municipais, do Estado, em parceria com o CONASS, que desenvolveu esse projeto, foi logrado êxito em pouco tempo”.

“Os resultados são evidentes. Não tem morte materna. As crianças estão sendo muito bem cuidadas no seu crescimento e no desenvolvimento. É um exemplo para o SUS”, reforçou a diretora do Departamento de Ações Programáticas Estratégicas do Ministério da Saúde, Teresa Delamare Franco.

O secretário Carlos Lula e o prefeito Fábio Gentil visitaram as obras de construção do Complexo Hospitalar Municipal, que serão concluídas até o fim deste ano. A unidade vai contemplar urgência e emergência, UTI com 10 leitos adultos e 07 leitos infantis, triagem, sala cirúrgica e sala de observação, emergência com 02 leitos, 06 consultórios clínicos, 01 consultório odontológico e 01 ortopédico. (Ascom)
 

0 comentários:

Postar um comentário