Alckmin e José Reinaldo discutem programa para desenvolvimento do NE

22.6.18

O pré-candidato à Presidência da República, Geraldo Alckmin, e a equipe que está elaborando o Plano de Governo do PSDB, se reuniram, em Brasília, com o deputado federal e pré-candidato ao Senado, Zé Reinaldo Tavares (PSDB), para discutir as linhas básicas de um programa de desenvolvimento social e econômica para o Nordeste.

A proposta foca, principalmente, ações de erradicação da pobreza nos noves estados da região, principalmente no Maranhão – apontado pelo IBGE como o mais pobre entre as 27 unidades federativas do País.

Devido à sua larga experiência na vida pública, com passagens e atuações destacadas na área executiva do Ministério dos Transportes, como superintendente da Sudene (Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste) e ainda como ex-presidente do DNOS (Departamento Nacional de Obras de Saneamento) – órgão que deu origem ao atual Ministério da Integração Nacional – o ex-governador foi convidado por Alckmin para representar a região Nordeste na construção do seu Plano de Governo.

*Missão*- “Recebi missões do Alckmin para montar um grande programa para resolver as questões fundamentais do Nordeste e do Maranhão, em particular, para enfrentarmos a pobreza imensa que a região e o estado estão envolvidos”, revelou o parlamentar maranhense.

Para Tavares, “não há coisa mais viável para o Brasil do que resolver o problema da pobreza, da desigualdade social e de criar uma nova geração de brasileiros”. As linhas básicas desse programa já foram apresentadas e começaram a ser discutidas pelo comando da campanha de Alckmin e têm a Educação e Saúde às crianças como ponto forte, além da atenção social às famílias de baixa renda e a geração de renda e empregos.

“O Alckmin fez coisas parecidas, lá em São Paulo, quando governador por quatro vezes. Ele (Alckmin) é médico e está acostumado a cuidar das pessoas”, completou o deputado.

Crescimento

Zé Reinaldo também avaliou o crescimento na pré-candidatura do ex-governador de São Paulo à Presidência da República.

“O Alckmin está no momento em que começa a reagir (nas pesquisas de intenção de votos). Em São Paulo, por exemplo, ele já subiu bastante. As pesquisas mostram isto. E tenho a impressão que em pouco tempo ele estará bem colocado, pelo preparo que tem. Para o Brasil e para o Maranhão, muito mais ainda, será uma sorte ter uma pessoa (na Presidência da República) tão bem preparada”, acrescentou.

0 comentários:

Postar um comentário