Caxienses recebem Memorial da Balaiada reformado durante a entrega do Mirante

18.4.18

Nesse sábado, dia 14 de abril, além da inauguração do Mirante da Balaiada, o mais novo cartão postal da cidade, os caxienses também receberam a reforma do Memorial da Balaiada que contém acervos, artefatos e mobiliários de época.

O local recebeu melhorias estruturais e foi climatizado. Logo na abertura, um grande público teve a oportunidade de visitar e conhecer a história da Guerra da Balaiada pela primeira vez.

Os caxienses Wanderson dos Santos, Mauriane de Sousa e Roberto Rivelino falaram sobre a reforma do Memorial, que faz parte do complexo formado pela Praça Duque de Caxias e o Mirante da Balaiada.

“Uma reforma que veio valorizar a cultura caxiense e brasileira”, disse Wanderson dos Santos, caxiense.

“É uma novidade em Caxias para as pessoas que vêm de fora, que vêm conhecer. É muito lindo! Aqui retrata as coisas de antigamente dos escravos e muitas coisas legais, quem não conhece pode vir que é muito legal” reforçou Mauriane de Sousa, caxiense.

“Um ponto muito importante e histórico para a cidade, primeiramente para a população de Caxias, tendo em vista que o prefeito Fábio Gentil está com todo empenho e desenvoltura com a sociedade. Achei muito lindo”, ressaltou Roberto Rivelino, caxiense.

A diretora do Memorial da Balaiada, Mercilene Torres, destaca que com a reforma e todo o atrativo turístico que agora detém o Morro do Alecrim, os caxienses tendem a conhecer ainda mais a própria história.

“Porque as pessoas entraram, apreciaram, viram que o museu foi pintado, que está refrigerado, as salas ganharam portas novas e novas pinturas; isso deu uma repaginada no espaço e fez com que as pessoas se sentissem bem no ambiente”, destacou Mercilene Torres, diretora do Memorial da Balaiada.

O secretário de Cultura, Patrimônio Histórico, Esporte, Turismo e Juventude, Arthur Quirino, falou sobre o objetivo da reforma, que contemplou banheiros, auditório, maquete e seguirá com a revitalização do acervo da Balaiada e dos móveis.

“Fizemos no intuito de atender não só os caxienses, mas também as pessoas que estão vindo visitar Caxias. Entorno de 17 e 20 mil pessoas circulam por ano no Museu de vários lugares do mundo”, lembrou o secretário.

0 comentários:

Postar um comentário