Visita de Flávio Dino na região gera debate na Câmara de Caxias

28.6.17
A visita do governador Flávio Dino (PC do B) no fim de semana, numa agenda de inaugurações e lançamento de serviços na região, foi assunto no legislativo caxiense na sessão dessa segunda-feira (26).

O vereador Magno Magalhães (PSD) questionou o porquê do governador não visitar Caxias. "Esteve em Aldeias Altas, em São João do Sóter, e não teve a ideia de lembrar que Caxias fica muito próxima. Não teve a consideração, de forma institucional que fosse. Ele faz convênios com cidades menores e não visita Caxias".

De acordo com Jeronimo (PMN), "é preciso que o prefeito procure o governador". Ainda segundo o vereador, brevemente, o governador estará em Caxias entregando quatro escolas pelo programa "Escola Digna", um mercado e praça esportiva na Cohab e autorizando estradas vicinais.

Em resposta ao vereador Jeronimo, Darlan (PHS), afirmou que "o prefeito Fábio Gentil foi várias vezes ao encontro do governador em São Luís, e lá ele não foi recebido". "Infelizmente o governador esteve na região e não procurou, não informou a Câmara que estava aqui, o que pra mim é uma falta de respeito, e nem o próprio prefeito", acrescentou.

Segundo a líder da oposição, a vereadora Thaís Coutinho (PSB), "o prefeito Fábio foi procurar uma vez o governador, mas quando ele foi, não marcou audiência com o governador. Mas o governador vai receber o Fábio, porque ele foi atrás".

"Dizer que foi apenas uma vez atrás do governador? Não concordo! O prefeito tem uma altivez grande, é incansável. O que o governador está fazendo com Caxias, ele vai pagar na urna", declarou o vereador Durval Junior (PSB).

Para Mário Assunção (PPS), é preciso deixar a política partidária de lado. "A eleição acabou no ano passado. Se o nosso projeto político, do grupo que eu fazia parte na eleição passada fosse um projeto político bom ele seria vitorioso. E não deu certo, o povo não quis e nós temos que respeitar. Nós temos aqui que trabalhar muito para que o governo do prefeito Fábio, o governo do governador Flávio Dino, atendam os desejos da população", frisou o parlamentar.

O presidente em exercício, Neto do Sindicato (PC do B), ratificou o pronunciamento de Mário Assunção.

Na tribuna, o líder do governo, Sargento Moisés (PSD), disse que a oposição faltou com a palavra ao afirmar que o prefeito não procurou o governador. "Quem está precisando é quem tem que ir atrás. O prefeito foi incansável e continua sendo, em busca de parcerias com o Estado. Teve uma agenda com Flávio, e ele desmarcou. As outras vezes foi chá de cadeira, e é assim o tratamento. Foi dito para ele que deveria procurar o deputado Humberto Coutinho para ele fazer a ponte, e ele também procurou, mas nunca deu certo para falar com Flávio Dino", disse o vereador.

Fonte: Ascom/ Câmara Municipal de Caxias

1 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    Política é algo indescritível...

    Os mesmo que condenam Governador agora, estarão do lado dele em campanha, comendo pirão de parida, sorrindo e articulando...

    O que manda é o dinheiro INFELIZMENTE....

    Vereador se vende por uma terraplanagem em seu sítio...

    Deputado Estadual se vende por uma decisão de reintegração de posse em seu favor...

    Deputado Federal se vende por patrocínio para sua reeleição...

    O cabo eleitoral se vende por um patrocínio de um baião ou de uma festa em seu povoado...


    Sempre será assim ?!


Postar um comentário