Segundo Catulé, denúncia em licitação da merenda escolar foi uma armadilha feita por “pixulecos” e que Léo Coutinho “ainda não entendeu que foi derrotado”

14.3.17
Bastidores envolvendo cancelamento de licitação da merenda escolar foram
revelados na Câmara Municipal de Caxias

A corriqueira recomendação do Ministério Público, quando determinada licitação não está dentro dos conformes, tem sido a razão de viver da vereadora Tais Coutinho nos últimos dias.

Achando e acreditando que a recomendação do MP, para que seja feita nova licitação para aquisição de merenda escolar no município tenha sido algo de enorme gravidade, a representante da família Coutinho no parlamento tem tratado o tema com ares de escândalo.

Mas depois de tanto saracotear com o assunto, ao final da sessão desta segunda-feira, 13, coube ao presidente da Câmara Municipal, vereador Catulé, jogar uma luz e clarear o que pode estar por trás de tanto interesse da oposicionista no assunto.

É que segundo Catulé, o prefeito Fábio Gentil teria “caído numa armadilha”.

“O prefeito Fábio Gentil deixou para fazer a licitação do transporte escolar e da merenda agora, no início do período escolar, mas a armadilha estava pronta”, iniciou Catulé para em seguida mencionar a dor de cotovelo da família Coutinho: “O ex-prefeito Léo Coutinho ainda não entendeu que foi derrotado, e armou seus pixulecos para fazer a denúncia no Ministério Público, de que a Prefeitura não teria tido transparência na licitação”, revelou o presidente da Câmara explicando em seguida que o Ministério Público, por ser o fiscal da lei, “recomendou ao prefeito que fizesse outro processo de licitação”.

Ao falar porquê o prefeito Fábio Gentil teria caído numa “armadilha”, Catulé disse que uma nova licitação vai “demorar uns 2 meses” e “quando esta nova licitação for realidade o povo já vai estar gritando; pai de aluno; professores andando da sala pra cozinha, aluno passando fome e é isso que os inimigos de Caxias queriam”.

Segundo o presidente da Câmara, a família Coutinho não quer que o prefeito Fábio Gentil trabalhe por Caxias. “Estamos a pouco mais de 2 meses que fomos vitoriosos, mas não querem deixar o prefeito Fábio Gentil trabalhar”.

Os vereadores Darlan Almeida, Durval Júnior, Moisés Holanda, Magno Magalhães e Evilásio do Pam também participaram dos debates da sessão desta segunda-feira e fizeram questão de enaltecer a gestão de Fábio Gentil quanto a transparência na condução dos processos de licitação e no respeito as recomendações do Ministério Público, coisa que  não era comum no governo anterior.

Talvez a vereadora Taís Coutinho não lembre das graves e robustas denúncias do Ministério Público contra falhas nas administrações de seus parentes num passado nem tão distante, mas em breve o blog estará lhe ajudando a relembrar os velhos tempos.

0 comentários:

Postar um comentário