Flávio Dino sanciona lei que aumentará ICMS no Maranhão

28.12.16

Do Blog do Gilberto Léda - O governador Flávio Dino (PCdoB) já sancionou a lei, aprovada pela base governista na Assembleia Legislativa, que aumentará alíquotas de ICMS em todo o estado do Maranhão a partir de 2017.

O reajuste influenciará nos preços das contas de luz, de combustíveis, de cigarros e de serviços como telefonia e TV por assinatura.

A Lei nº 10.542 foi aprovada no dia 15 de dezembro pelo Legislativo e sancionada no mesmo dia pelo comunista, que tinha pressa desde a tramitação da proposta. A publicação do Diário Oficial com a informação só ocorreu nesta semana (veja abaixo).


Como se trata de aumento de tributos, só pode valer a partir do exercício financeiro seguinte, que começa em janeiro do ano que vem, e 90 dias após a sanção.

Sendo assim, o consumidor maranhense já pode começar a se preparar para começar a pagar mais caro a partir do dia 15 de março.

Isso se a oposição não conseguir derrubar o aumento na Justiça…

3 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    Isso !

    Chupa Maranhão !

    Cada povo tem o Governo que merece !

    ajaahhahahahahahaha

  1. Anônimo disse...:

    De olho na rápida ascensão de Flávio Dino, PCdoB mira presidência em 2018. (veja que o EL PAIS publicou).

    O Estado do Maranhão ganhou 2.000 quilômetros de rodovias desde que o governador Flávio Dino (PCdoB) foi empossado, em 1º de janeiro de 2015. Teria o comunista pavimentado em apenas dois anos de Governo seu caminho para uma candidatura ao Palácio do Planalto?
    Não faltam números para explicar o sucesso do governador comunista — e seu Governo faz questão de expô-los constantemente, em reação a uma oposição que governou o Maranhão por mais de 50 anos e que tem apontado os limites da atual gestão por meio de grandes veículos de imprensa e de numerosos blogs que alimentam a luta política nas redes sociais. Neste fim de ano, Flávio Dino celebrou uma redução de 47,5% da mortalidade infantil em 30 cidades atendidas pelo programa Força Estadual de Saúde (Fesma). Além disso, a capital São Luís se aproxima de atingir o tratamento de 40% de seu esgoto — até o meio do ano, tratava apenas 4%, e a meta é atingir 70% até o meio de 2018.

    TEM QUE VIM PRA DENTRO E VER A REALIDADE, MARANHÃO NÃO ESTA LA ESSAS MARAVILHAS.

  1. Anônimo disse...:

    ESSE RAPAZ TRAVESTIDO DE GOVERNADOR É UMA PÉSSIMA PIADA.QUE NÃO GOVERNA NEM A COZINHA DOS LEÕES.

Postar um comentário