DESUMANO!!! Governo do MA suspende repasses financeiros para Maternidade Carmosina Coutinho após derrota de Léo Coutinho

12.12.16
Flávio Dino sempre criticou a “perseguição” de Roseana Sarney contra Caxias, mas será que o 
governo do MA não vai continuar as parcerias com a próxima administração no município?

O discurso usado ao longo dos anos pela família Coutinho, para justificar o apoio a Flávio Dino contra o grupo Sarney, era de que a então governadora Roseana perseguia Caxias. Os coutinhianos usavam a falta de realização de convênios com a administração municipal, com mais ênfase para aqueles na área da saúde, para taxar a ex-governadora, ou quem a ela fosse ligado, como a própria encarnação do mal na política maranhense.

Os discursos políticos de todos os que seguiam (e ainda seguem) o comando de Humberto Coutinho, indo de mensalinhos a vereadores, era de que todo e qualquer integrante da família Sarney seria persona non grata para com a princesa do sertão por conta da falta de parcerias com o município.

O corte de um convênio, iniciado na gestão do ex-governador Jackson Lago, que estipulava uma quantia mensal para cobrir as despesas com a manutenção e contratação de profissionais para a Maternidade Carmosina Coutinho, da ordem de R$ 600 mil reais em 2009, era apontado como a prova maior da “perseguição” da família Sarney contra Caxias. Os mensalinhos de menor patente eram os que gritavam mais alto contra o corte do convênio do governo do MA com o hospital caxiense. Usavam as redes sociais para soltar cobras e lagartos contra Roseana e todos os seus apoiadores.

Mas eis que veio a eleição do governador Flávio Dino e a tão falada “perseguição” contra Caxias, segundo a mensalada, iria acabar.

Não sei se pode se chamar de “fim da perseguição”, mas o convênio da ordem de R$ 600 mil reais com a Maternidade caxiense foi turbinado na gestão Flávio Dino e chegou, somente nessa unidade de saúde, a R$ 1.350.465,83 (hum milhão, trezentos e cinquenta mil, quatrocentos e sessenta e cinco reais e oitenta e três centavos) mensais.

Apesar dos altos valores no convênio com a maternidade do município, a falta da prestação de um bom serviço na saúde de gestantes e parturientes ganhou as manchetes e o flagelo das centenas de mortes de recém-nascidos em Caxias horrorizou o Brasil, numa prova de que não se tratava somente de falta de recursos, mas sim da falta de gestão.

Após as eleições do último dia 02 de outubro, que culminou com a derrota do grupo Coutinho, a suposta sensibilidade, atenção, cuidado, carinho e a responsabilidade do governo do Maranhão com a saúde de Caxias, especialmente com a Maternidade Carmosina, desapareceram. Pelo menos é o que se verifica ao se consultar o Portal da Transferência do MA nos repasses feitos ao município de Caxias logo após o resultado das eleições.

A sequência de transferências para a Maternidade do município, que em 2016 foi iniciada em fevereiro, só se manteve até setembro, véspera da eleição municipal, quando os repasses passaram de R$ 4 milhões no mês que antecedeu a escolha do novo prefeito da cidade.

Em setembro, no dia 1º, aconteceu o primeiro pagamento no valor R$ 1.358.465,83. No dia seguinte, outro repasse no mesmo valor (R$ 1.358.465,83) e no dia 15 de setembro, mais uma parcela de R$ 1.358.465,83, totalizando R$ 4.075.397,49 (quatro milhões, setenta e cinco mil, trezentos e noventa e sete reais e quarenta e nove centavos) para manutenção e contratação de profissionais para a Maternidade Carmosina Coutinho.

Os repasses milionários do governo do MA para Caxias já foram suspensos e a situação que a próxima administração terá que administrar é a pior possível.

Em outubro, novembro e dezembro, segundo o que está registrado até o dia de hoje (12/12), os repasses do governo do Estado para Caxias somam exatos R$ 213.777,76 (duzentos e treze mil, setecentos e setenta e sete reais e setenta e seis centavos) divididos entre repasses para Farmácia Básica e custeio para o SAMU, valor bem inferior aquele incrível ritmo de aportes financeiros iniciado desde a posse de Flávio Dino no Palácio dos Leões.

RETALIAÇÃO?! Repasses do governo do MA para Maternidade Carmosina foram suspensos 
após derrota de Léo Coutinho no último dia 02 de outubro. Será que mães 
recém-nascidos irão pagar o preço por diferenças políticas?
(Clique na imagem para melhor visualização)

Se depender do apoio e da boa vontade demonstrados até o momento pelo governador Flávio Dino com a próxima gestão em Caxias, o morador da princesa do sertão mais humilde, aquele que depende da ação do poder público para suprir suas demandas sociais, terá que olhar o comunista com outros olhos.

Os sinais emitidos pelos Leões do Palácio indicam que o que o grupo Coutinho chamava de “perseguição” da governadora Roseana Sarney contra Caxias será visto como brincadeira de criança diante do que está por vir.

O caxiense poderá finalmente saber o significado de “perseguição política” contra o município.

Que os céus nos protejam...

7 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkfodam-se, seus blogueiros fdp.

  1. Valdenes Borges disse...:

    passei uma parte da minha vida ouvindo que a familia sarney estava maltratando o povo de caxias nao ENVIANDO VERBA e tirando verba simplesmente por que o governo nao era a seu favor. SERA QUE ELES ESTAVAM CERTO? PARA O GOVERSO ESTAR FAZENDO O MESMO?.
    muito triste aki com essa situação o povo não merece.

  1. MACHADO disse...:

    Muito triste isto, nós caxienses,os movimentos sociais deveremos procurar o sr. governador para que o mesmo esclareça de forma solar a tal atitude.Não podemos ficar só reclamando temos que agir.

  1. Anônimo disse...:

    o povo de Caxias nao pode se calar..eles nao podem fazerem o que querem..vamos a luta.O maranhao nao e deles..como pode determinarem prejudicar um povo sofrido? nas proximas eleições daremos resposta a esse governador.

  1. Anônimo disse...:

    Fora flavio dino

  1. Anônimo disse...:

    Pena que o blogueiro se calava em relação a isso na época em que roseana deixou caxias sem nenhum repasse. Muito oportuno criticar agora. Concordo que isso não deve acontecer mais vc deveria ter feito o mesmo questionamento antes e não fez. Será porque?

  1. claudio saba disse...:

    Caro anônimo, foi por isso que apoiei e votei em Flávio Dino, para que Caxias pudesse, independente de quem fosse o prefeito, receber ajuda do governo do Estado.

Postar um comentário